Translate

30 de janeiro de 2018

Renúncia



Pr. Cláudio Ferreira
“Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus; Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;” (Filipenses 2: 6 a 9)
O homem pecou e foi destruído da glória de Deus, o salário do pecado é a morte, mas Jesus através de seu sacrifício na cruz do calvário, Ele revelou o plano da salvação, e através das boas novas do evangelho, nós tivemos acesso ao plano soberano de Deus em nossas vidas.  Para conhecer esse plano de salvação é preciso conhecer o evangelho,  Deus trabalha na conta mão do mundo.
Jesus sendo em forma de Deus abriu mão de ser Deus, viveu como homem, habitou em nosso meio sofreu as dores que um ser humano pode sofrer e venceu.
“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (João 1: 1)
Nós tivemos a oportunidade de conhecer a luz de Deus através de Jesus, quem vai até Jesus, tem livre acesso ao Pai, Jesus é a manifestação de Deus. Todo projeto de Deus precisa de alguém que se submeta aos seus planos, pois, Deus quer trabalha na coletividade, todos somos iguais, Jesus aceitou e entendeu esse chamado.
Nós como igreja, temos entendido o chamado de Deus? Qual é a vontade de Deus na nossa vida? Muitos pensam que a vontade de Deus é o chamado, mas qual a vontade de Deus para a vida de cada um? Será que temos entendido isso?
“E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.” (I Coríntios 11: 3)
Jesus pegou no pão que representava o seu corpo e deu a seus discípulos, depois, do mesmo modo ofereceu o cálice,  quem participa do corpo e do sangue indignamente não faz parte deste corpo, este corpo não está dividido por quem é melhor, o mesmo sangue que foi derramado por cada um dos discípulos foi derramado por nós, e quando entendemos que somos iguais ninguém é juiz da vida de ninguém o verdadeiro pastor dá a vida por suas ovelhas, Ele subiu na cruz,  foi exposto Ele orou ao Senhor e disse:
"E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes."  (Lucas 23: 34)
 Ele não usou da autoridade que tinha em ser o filho de Deus, Ele negou a si mesmo, nós devemos nos esvaziar de nós mesmos entre a nossa razão e a nossa família existe uma cruz,  um ato que foi feito pelas próprias mãos de Deus ao entregar o seu filho por nós.
Será que temos entendido o nosso chamado? Todos fazemos parte de um mesmo corpo, os desejos que nos influenciam, a tomarmos decisões precisam ser tratados a luz da palavra negue a si mesmo, a falta de perdão,  as feridas causadas por coisas passadas, precisam ser lançadas no mar do esquecimento. Jesus nos advertiu que no mundo teríamos aflições, mas Ele também nos disse para termos bom ânimo.
Quer vencer o ódio,  olhe para o espelho e busque um novo nascimento busque não só o batismo, mas veja a si mesmo, resgate as emoções podres e lance fora, tais coisas não são de Deus, Ele não está à procura de profissionais, mas assim de pessoas capazes de negar a si mesmo, dar a mão ao seu inimigo com amor.
Nós não conhecemos a história de vida de ninguém, mas Deus conhece, Ele quer te ajudar a mudar essa história,  quantas vezes queremos ser o melhor, o super santo, santificação é um processo de renúncia.
Jesus se submeteu a forma mais podre que foi a forma de homem, Deus no momento da crucificação virou as costas para não ver tudo o que Jesus estava carregando sobre si.
Será que nós temos força para suportar o nosso próprio querer, nós costumamos espiritualizar tudo, não é questão de sentir, é ter fé para praticar, não em sentir querer perdoar, perdoar é abrir mão do velho homem, deixar as coisas velhas para trás, não dar espaço dentro de nós ao velho homem, mas temos que dar lugar a formação de Deus dentro de nós, essa formação acontece todos os dias, mas quando entendemos que liberar perdão é aniquilar o velho homem, nós começamos a ser transformados em uma nova criatura.
“Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5: 48)
Se alegre quando for injuriado por amor a Cristo, as pessoas tem andado no caminho errado, buscando massagens no ego, Deus não está à procura de quem está em busca de aplauso, em secreto Deus age, em secreto o evangelho cresce.
Há muitos púlpitos que satanás tem tido exaltação,  mas a verdadeira exaltação é perdoar,  e não carregar o defunto das mágoas do passado no presente,  é deitar a cabeça no travesseiro e dormir em paz.
Sabe o que é ser exaltado pelos seus? É quando descemos em oração de joelhos, se humilhando para Deus nos justificar, precisamos mudar nossa ótica, nosso inimigo não é o nosso próximo, mas principados, potestades, contra aqueles que influenciam nossos familiares para se levantar contra nós, é termos a visão que é necessária orar pedindo pela salvação.  Isso é seguir o exemplo de Cristo!
É entender que lá fora o sexo é fácil, mas que a nossa escolha seja os ensinamentos de Cristo para nossas vidas. Para onde nós iremos se só o Senhor tem palavra de vida e de paz? Não troque uma noite de prazer, por um sentimento, siga aquilo que Deus determinou, ande na bênção do Senhor. As coisas velhas se passaram aquele que ouve a palavra e pratica é como o homem que edificou a casa na rocha, as tentações virão, mas sobre a nossa estrutura está a cruz, ela nos sustenta.
A qualquer momento poderemos ser chamados? O que Deus espera de cada um de nós?
Cada dia se aproxima nosso encontro com o Senhor, ou através da morte ou do arrebatamento, cada dia esse encontro está mais próximo,  e se este encontro fosse agora? Ele sabe a hora, mas nós não sabemos o dia e a hora, será que estamos aptos?
Ao ladrão da cruz Jesus disse a ele: “hoje mesmo estará comigo no meu reino”. Será que estamos preparados para este encontro? Será que nós nos arrependermos de nossas escolhas? Sempre há uma chance de refletirmos sobre nossas escolhas e analisarmos se estão ou não dentro dos padrões estabelecidos por Deus. Sempre a tempo de voltarmos atrás e reconciliarmos com Deus, abraçar a oportunidade de fazer uma aliança com Deus. 

Muitos pensam que a grande oportunidade de conquistar algo material é uma oportunidade na vida, mas a maior oportunidade que o ser humano pode ter é de poder estabelecer uma aliança com Deus, ser reconhecido por Deus e ser chamado  pelo nome, o evangelho garante a libertação,  garante a salvação.  Se há alguém que deseja se entregar ao Senhor ou quer reconciliar com o Senhor, não deixe esta oportunidade passar. Certamente o Senhor está lhe dando uma nova oportunidade não deixa  passar, talvez esta possa ser a última. Pense nisso!!!

Nenhum comentário: