Animação IBESO

Tradutor / Translate

29 de fevereiro de 2012

VIGÍLIA DE CONSAGRAÇÃO


Aqueles que estão afastados dos caminhos do Senhor, ou aqueles que por alguma razão sentem estão que frios e distantes do Senhor, e querem buscar em Deus um renovo e fortalecimento espiritual, você é o nosso convidado para estar na Vigília de Consagração no dia 02/03 as 20 horas.
"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Romanos 12: 1)


HUMILDADE



CULTO DE CELEBRAÇÃO
26/02/12

Luiz Claudio
"E, partindo Jesus dali, foi para as partes de Tiro e de Sidom. E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada. Mas ele não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós. E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me! Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos. E ela disse: Sim, SENHOR, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores. Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã." (Mateus 15: 21 a 28)
Jesus sempre atendeu a todos, multiplicou pão, curou, libertou, ressuscitou mortos, Ele sempre teve o prazer de abençoar aqueles que passaram por Ele, mas neste texto não parece o mesmo Jesus, pois, Ele reijeitava uma mulher, mas não foi por acaso, pois, Deus tratou daquela mulher de uma forma tão humilhante a ponto de compara-la com cachorrinhos.
Existem situações em nossa vida, que subimos monte orando, pedindo clamando, mas parece que as coisas não mudam, parece que Deus não quer responde, nós buscamos profetas e até trocamos de profeta para tentar ouvir a voz de Deus, mas em vão, pois, na verdade, o próprio Deus está resistindo a nossa oração.
O maior problema de Deus não é o diabo, pois, até ele se submete a autoridade de  Deus, mas o soberbo, o altivo, que não obedece a Deus, o homem é cruel e mal, exemplo disso foi Davi que escolheu cair nas mãos de Deus do que nas mãos do homem, pois, Deus é misericordioso.
A história da mulher canaéia nos ensina alguns princípios como:
1 – A soberba: é o princípio da queda de qualquer homem, mas o coração humilde e quebrantado Deus não resiste. A própria palavra de Deus é uma espada de dois gumes, pois, através da palavra podemos ser abençoados ou almaldiçoados.
2 – Graça: é um favor imerecido, quando somos simples e humildes Ele dá graça para podermos enfrentar qualquer situação.
3 – Se sujeitar a Deus: quando a sitaução vem sobre nós, e nós conseguimos nos flexibilizar diante de Deus, nesta hora nós paramos e pedimos a Deus para ouvir a sua voz e é nesta hora que nos sujeitamos a Deus. Muitas vezes Deus nos confronta com nossa justiça para Ele nos provar que não somos tão bons quanto pensamos.
Quando entendemos os três primeiros princípios, o 4º princípio fica fácil, pois, ele ocorrerá no tempo de nossa prova, pois, será nela que nós iremos nos enchergar a Deus, será nela que nós nos tornaremos mais humildes, quando as coisas apertarem é que nós somos capazes de oferecer a outra face, infelizmente nós somos assim.
Quando somos humildes, decemos na oração e buscamos fechar todas as brechas que deixamos abertas, quando cumprimos cada uma das etapas, automáticamente o diabo fica sem chão, pois, ele perde toda legalidade de nossas vidas e tem que bater em retirada.
Jesus trabalhou na vida daquela mulher para trazer entendimento na vida dela, pois, ela tinha uma filha endemoniada, quando aquela mulher chegou, Jesus poderia ter declarado apenas uma palavra e o milagre que ela tanto queria poderia ter acontecido, mas Ele não fez assim. Sabe porque? Porque milagre não transforma caráter de ninguém, Judas esteve ao lado de Jesus, viu e presenciou os milagres feitos por Jesus, mas mesmo assim ele foi capaz de trair Jesus em troca de algumas moedas.
Jesus estava passando pela cidade quando aquela mulher foi atrás de Jesus gritando, pedindo que Ele curasse sua filha, ela colocou todas as suas espectativas no Senhor naquela hora, mas Jesus foi indiferente, Ele ignorou aquela mulher. Muitas vezes nós oramos, oramos, mas Ele não responde.
Os dicípulos pediram que Jesus mandasse aquela mulher embora, mas Ele nem olhou para aquela mulher e disse que foi enviado apenas para as ovelhas de Israel, aquela mulher era sirofenicia, ela não era judia, e foi discriminada por sua nacionalidade. Jesus ao usar de palavras tão duras, Ele estava provocando a ira e a carnalidade daquela mulher, mas ainda assim ela foi capaz de se humilhar pedindo socorro.
Nâo há nada mais humilhante para uma pessoa do que pedir um socorro para alguém, aquela mulher se humilhou mais anda, mas a resposta dada por Jesus foi que não não era justo tirar o pão dos filhos para dar aos cachorrinhos, naquele momento Jesus fez com que aquela mulher descesse ao ponto mais baixo.
Quando Jesus fez a analogia com os cachorrinhos, Ele se referia ainda a descendência daquela mulher, pois, ela também tinha uma descendência dos cananeus, vindos da decendência de Cão que era filho de Noé. Noé amaldiçoou toda a descendência de Cão, pois, houve uma situação em que ele descobriu a nudez de seu pai escarnecendo-se dele e da situação desonrando a integridade de Noé. Desta forma todo o povo que surgiu através de Cão ficou marcado pela rebeldia as autoridades, por sua insubimissão  e falta de zelo com as coisas de Deus.
Aquela mulher após ser relembrada sua descendência, admitiu que até os cachorrinhos comiam das migalhas que caiam da mesa, é como se ela estivesse pedindo perdão, e se submeteu a autoridade de Jesus, quando ela chegou a este ponto, satanás saiu em retirada. Jesus não usou nenhum tipo de amoleto, não disse muitas palavras, também não foi necessário aquela mulher fazer correntes e campanhas, foi posicionamento espiritual dela de se humilhar que chamou a atenção de Jesus.  Jesus trabalhou na vida daquela mulher inteligentemente, espizinhando o orgulho dela, quando ela desceu na humilhação, Jesus abençoou.
Muitas pessoas hoje, tem sofrido e padecido, mas não consegue se humilhar diante a Deus, não adianta pastor, obreiro orar por nós se nós não nos humilhar e se não nos submetermos a Deus. Aquela mulher foi respondendo com humildade, a cada palavra que o Senhor lhe dava. Qual a resposta temos dado a Deus quando estamos sendo tocados? Nâo são as pessoas que nos rejeitam, mas é Deus querendo tratar de nós, nesta hora nós temos duas opções ou a gente se humilha ou se rebela.
Jesus estava tratando daquela mulher e ela foi até o fim com sua humildade diante do Senhor ela conquistou a libertação de sua filha. O quadro de nossas vidas só vai mudar quando nos posicionarmos com humildade, quando abaixarmos a crista, e nos humilharmos e pedirmos perdão a Deus. Pense nisso!!!








28 de fevereiro de 2012

ONDE VOCÊ TEM EDIFICADO SUA VIDA?


CULTO DA VITÓRIA
22/02/12


Pr. Cláudio


"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda. (Mateus 7: 24 a 27)
O alicerce é o passo principal para uma grande edificação e dependendo deste alicerce as paredes podem cair, assim também é nossa vida espiritual. Muitas vezes alicenrçamos nossa vida em nosso financeiro ou em brigas, e muitas vezes este alicerce não é tão forte para suportar os ventos e chuvas.
Neste contexto, a casa representa nossas vidas, que possamos pensar um pouco, onde estamos edificando nossas vidas? A palvara de Deus nos afirma que o que o homem plantar ele irá colher, para cada ação há uma reação e no mundo espiritual também é assim.
Se somos cristãos devemos cumprir o que o Senhor nos ensinou, pois, Ele não negocia a sua palavra, ou obedecemos e somos considerados como filhos de Deus ou não. O primeiro passo que precisamos dar em nossa vida como adoradores é buscar a santificação, pois este é um dos alicerces a qual Cristo deixou através de sua palavra.
"Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;"  (Hebreus 12: 14)
Como purificará o jovem seu caminho? Meditando e praticando a palavra dia após dia. A palavra de Deus quando é minsitrada em um culto, escola dominical, quando temos o cuidado de observar o que está sendo dito, e colocamos em prática automáticamente ela produz mudança em nossas vidas.
"E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural;" (Tiago 1: 22 e 23)
Santidade deriva da palavra santo, que é separado, Deus escolheu o seu povo e o separou para o adorar, é um processo que vai moldando nossa conduta e nossos conceitos, quando somos confrontados pela palavra de Deus passamos a ser lapidados por ela.
"Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a pedra?" (Jeremias 23: 29)
A palavra de Deus não volta vazia, e quando e nos tornamos conhecedores, ela vai transformando, lapidando e dando forma em busca de um equilíbrio, existem condutas que a bíblia reprova e quando nós edificamos a nossa vida na rocha, nós compreendemos aquilo que é certo, ou seja, nos deixamos ser moldados por ela.
Nós devemos pegar a palavra de Deus e fazer dela um espelho para nossas vidas e daí em diante  permitir que o Espírito Santo nos ajude nessa mudança, só assim Ele irá  nos capacitar, para que possamos fortalecer nossos alicerces e assim edificarmos nossa vida na palavra.
Edificar nossa vida na palavra é olhar para o livro de Efésios quando aconselha aos pais:
"E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor." (Efésios 6: 4)
 Pais, vocês precisam compreender que seus filhos tem sentimentos, os filhos não são seus, são dádivas de Deus, eles necessitam ser conduzidos pelos caminhos que devem andar. Filhos:
"Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo." (Efésios 6: 1)
 Filhos obedeçam seus pais, pois, eles possuem sensibilidade de ver e analisar os caminhos que vocês estão conhecendo. Os pais tem essa autoridade para colocar as coisas em ordem, mas para isso, é necessário analisar a nossa comunhão com Deus, com nossa família, nosso lar, quem esstá dominando nosso lar? Será que somos nós mesmos ou é a tv, ou a internet? Como está nossa aliança com Deus?
Nós precisamos mudar a forma com a qual vemos as coisas, existem pessoas que buscam apenas uma vitória, mas existe uma fonte que quando aberta, ela jorrará todos os tipos de bençãos mas para nos deliciarmos nesta fonte é necessário uma compreensão de nossa parte e atitude para colocarmos em prática.
Se nossa família está passando por algum problema, a palavra de Deus poderá nos influenciar, quando as muitas crises nos afligirem, nos tirarem do foco, mas isso só acontecerá quando obedecermos o princípio da submissão a Deus, quando nos submetemos a Ele.
Quando Abraão se submeteu a Deus, o seu sonho de ter um filho no tempo de Deus aconteceu, mas para testar a fé de Abraão, Deus pediu o seu filho em sacrifício. Pai imagine só se Deus te mandasse sacrificar seu filho por Ele. Abraão estremeceu ficou entre o filho e Deus, mas, ele esscolheu a Deus, pois, sabia que Deus poderia traze-lo mesmo das cinzas.
O que nós precisamos sacrificar hoje? Sacrificar nosso tempo em oração em nosso quarto, louvar a Deus em meio as dificuldades? Não posso responder o que cada um precisa, por isso a palavra de Deus nos orienta a nos examinar.
No livro de Salmos vemos que nas miores crises existenciais o salmista Davi louvava a Deus. Habacuque, na maior crise que a nação de Israel sofreu, ele olhou para o estado daquela nação fraca espiritualmente, mas ele orou ao Senhor pediu um avivamento no meio daquele povo, lá no final ele diz: ainda que falte o alimento, amigo, que nada aconteça, todavia eu me alegrarei no Senhor. (medite em Habacuque 3)
Quantas vezes na nossa vida, nós estamos nos destruindo por causa de coisas pequenas? Alguns pela falta de dinheiro, outros por uma enfermidade, cada um de nós passamos a brigar por motivos diversos por coisas que não edificam e que vão ficar. Quantas pessoas estão perdendo a sua espiritualidade e sua salvação por coisas que só fazem prejudicar a sua vida?
No livro de Salmos, o salmista fala a cerca das amizades:
"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará." (Samos 1: 1 a 3)
Muitas vezes saímos para nos divertir com amigos que não dão glória a Deus que fumam, bebem se prostituem e quando vemos estamos abrindo algumas portas no mundo espiritual, dando legalidade ao inimigo em nossas vidas, e quando vemos estamos em pecado sem nada, e ainda assim não queremos nos submerter a Deus por causa dos desejos desenfreados, mas, quando nos alicerçamos em Deus. 
Muitos usam a desculpa que a carne é fraca, mas é porque muitas vezes somos alimentados e guiados por ela, pois, o espírito que habita em nós é forte e quem é guiado pelo espírito vence o mundo.
A palavra do Senhor nos mostra que quando Deus é nosso alicerce, ainda que estejamos olhando para os montes que são os nossos problemas, é de lá do alto que virá o nosso socorro. Talvez esse monte são os problemas, do esposo que ainda bebe, as decepções que sofremos em nossa vida, cada vez que analisamos vemos que não temos força, não há como atravessar este monte, mas quem está alicerçado em Deus, o socorro vem do Sennhor que fez os céus e a terra.
O nosso Deus é o Jeová Jireh o Deus da provisão, Ele é capaz de prover o que nós não temos, diante disto tudo, ainda assim nós preferimos nos entregar ao desânimo, a tristeza, ao fracasso, e andamos sem firmeza.
Quem está alicençado na palavra de Deus, o fim é o começo de uma grande vitória a destruição pode ser o início de uma grande vitória, porque para Deus não existe causa perdida, o que existe são crentes perdidos e sem direção que estão variando em seus pensamentos, quando ele encontra o caminho ainda que ele tenha perdido tudo, se for da vontade de Deus ele pode ter tudo restaurado como aconteceu na vida de Jó, ele perdeu tudo, foi criticado por seus amigos, foi acusado e diante da maior acusação de sua vida, ele orou por seus amigos, e Deus o visitou. Jó tinha sua vida alicerçada em Deus, ele não abriu mão de Deus, mesmo quando sua mulher disse a ele que amaldiçoasse a Deus e morresse, mesmo diante daquela situação exposta por sua mulher ele a repreendeu e deu a Deus toda honra e Deus restituiu a vida de Jó duas vezes mais tudo aquilo que ele tinha perdido.
Quem é alicerçado em Deus ainda que tudo esteja contrário, ele crê que Deus está no controle, precisamos ter intimidade com a palavra, para orarmos na palavra com sabedoria.
Quando as coisas vão de mal a pior devemos profetizar no vale de ossos secos, e crer que Deus irá trazer a providência, pois quando Deus manda, até o diabo obedece.
Devemos ter zelo pela palavra de Deus, e este zelo não resume-se em cuidar bem do livro físicamente, mas é zelar por cada palavra escrita.  Muitas vezes nós somos criticados e afrontados  com palavras, mas para aquele que está alicerçado em Deus, ele não se deixa inflamar, ele não se deixa influenciar por nenhuma palavra que não seja para glorificar o nome de Deus. Reflita nesta palavra, onde você tem edificado sua vida?


22 de fevereiro de 2012

ESTREMECE ESTE LUGAR.....


Não perca neste domingo dia 26/02 as 19:00 horas, estaremos recebendo Luiz Cláudio & Banda. Venha louvar ao Senhor e proclamar que só Ele é Santo, digno de receber toda honra e toda a glória. Você que deseja estar louvando conosco segue nosso endereço: QNO 08 Conjunto A Lotes 23/25
"Tudo quanto tem fôlego louve ao SENHOR. Louvai ao SENHOR." (Salmos 150: 6)


O QUE É SANTIDADE?


CULTO DE CELEBRAÇÃO
19/02/12


Diaconisa: Francileide

 "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai." (Colossenses 3: 12 a 17)
O que é ser Santo, segundo as escrituras? Talvez o nosso pensamento de uma pessoa “santa” seja alguém sizudo, calado, mas, santidade não é isso, de acordo com a bíblia o seu significado é mais profundo.
Ser santo significa estar separado para algo, ser consagrado para Deus, e esta separação não é apenas por um curto ou médio período, mas, é para toda a vida. Quando nos tornamos separados? Quando confessamos e aceitamos a Jesus como nosso único e suficiente salvador, e sua extensão dá-se por toda a nossa vida, por onde nós formos devemos nos manter constantes em nossa escolha, além de nossos atos testificarem quem somos sem ao menos abrirmos nossa boca, pois, o nosso maior testemunho não é aquele que falamos, mas o nosso comportamento e nossas atitudes que falarão quem realmente somos.
Hoje vemos muitas pessoas que utilizam a palavra misericórida para expressar algo de espanto ou algo terrível, mas nossa mente as vezes limita o verdadeiro significado das palavras que neste caso vai além, pois, misericórdia é a manifestação do favor de Deus, é o próprio amor de Deus em forma de graça que é um favor imerecido.
 Normamente queremos retribuir uma boa ação a qual recebemos, mas misericórida é quando não merecemos, é Deus olhando para nossos pecados e nos perdoar, é Deus ver que não merecemos mas Ele nos abençoar. Da mesma forma, devemos agir em nossos relacionamentos interpessoais, onde quer que estejamos, ainda que seja difícil tratar bem aqueles que nos ofendem, maltratam ou agem com indiferença nós devemos ter misericórdia e tratá-los com amor.
O que significa misericórdia em nossa casa? É quando o esposo esquece a toalha molhada em cima da cama e a retiramos sem reclamar. Nós gostamos de ser agraciados com o bem que as pessoas nos fazem, porém, muitas vezes nós não plantamos, mas, queremos colher no campo da misericórida, e nos chateamos quando não recebemos, devemos exercer independente se estamos recebendo, pois, nós temos que ter o caráter de Cristo.
Quando está tudo bem em nossas vidas é fácil exercer a misericórida, é fácil ter misericórida, mas, quando “o parafuso aperta”, nós choramos, e não queremos exercer misericórida, pelo contrário desejamos que os outros tenham misericórdia de nós. Praticar a misericórdia independente da situação esta é uma das características de quem é santo e é isso que Deus espera de cada um nós.
Misericórida é quando a pessoa não faz por onde merecer, mas mesmo assim, nós fazemos, por ela, não podemos pensar em momento algum que se nós fizermos estamos sendo bobos, estamos apenas exercendo aquilo que Deus nos ensinou que é exercendo a misericórida. Quem planta misericórida, colhe misericórida! A lei era olho por olho e dente por dente, mas nós vivemos pela graça, e a graça nos ensina a oferecer a outra face se preciso for.
Devemos ter paciência para saber esperar o tempo certo de Deus. Eclesiastes 3 diz que há tempo para todas as coisas. E que tempo é esse no seu ministério? Será que é o tempo de espera no tempo de Deus? Muitas vezes nós começamos hoje e já queremos estar no topo, queremos o grande título de vencedor, mas não é assim, há um tempo que irá acontecer todas as coisas, e não é com a nossa impaciência, nossa chatice, pois cada um o tempo irá tratar. Tem coisas que o Senhor irá tratar com o tempo, isso é ser santo, esta é uma característica de quem é santo. Amor, paciência, misericórida, isto é ser santo.
Suportar e perdoar. O que é suportar? É uma forma de exercer o perdão, aguentar nem que seja a força, temos que perdoar aquele que nos ofendeu até mesmo publicamente ainda que esta pessoa não mereça. Devemos ser misericordiosos uns com os outros, pois, o céu não é daqueles que mais receberam bençãos e dádivas, mas daqueles que tiveram e mantiveram a santidade diante de Deus.
Será que Deus não entende que nos ferimos? Ele entende isso, pois, seu filho foi ofendido muito mais, teve sua carne rasgada, foi cuspido, humilhado, crussificado, mas foi capaz de liberar perdão e interceder junto ao Pai, pois, eles não sabiam o que faziam.
 A falta de perdão nos faz perder a comunhão com Deus, se a comunhão horizontal está danificada, a comunhão vertical também será corrompida, pois, devemos liberar perdão para obtermos o perdão, aquele que se faz de vítima a vida inteira e não libera perdão e não é capaz de pedir perdão, este não possui a característica de quem é santo.
Aquele que dobra o joelho e fica pedindo a Deus que quem ofendeu peça perdão, este precisa aprender que para ganhar com Deus é necessário perder diante do homem, então vá até esta pessoa e libere o perdão, pois, isto é santidade.
Muitas vezes deixamos de perdoar, mostramos uma cara mascarada diante dos homens, mas, diante de Deus não há como disfarçar, Deus quer nos curar, fazendo com que nós venhamos liberar perdão. Quando pedimos a Deus para tirar o nosso orgulho, Deus entra com providência para mudar história. A palavra diz que aquele que está com alguma queixa de algum irmão, este deve perdoar para que Deus o perdoe também, quando não perdoamos não somos perdoados.
A paz de Deus deve habitar em nós em toda sabedoria, ensinando e admoestando, com salmos e hinos espirituais, e tudo quanto fizermos em palavras e obras, devemos dar glória.
Tudo em nossa vida deve ser santo, para glorificar o nome do Senhor Jesus, aprendendo a palavra de Deus, e que nós venhamos a viver por esta palavra, isto quer dizer que não podemos passar a mão na cabeça de um irmão se ele estiver errado, mas devemos mostrar a ele os caminhos corretos diante de Deus.
Santidade não é comodismo, não é porque temos muitos anos de evangelho que não devemos orar continuar orando e louvando com intensidade. Claro que não, devemos acender a chama do primeiro amor, manter-se fiel a Deus e constante a todo tempo, não importa o tempo de evangelho, mas devemos nos manter constantes. Isto é santidade!
 Não podemos deixar de nos apaixonar por Deus, não podemos deixar que a rotina tome de conta de nossa fé, nossa oração e nossa meditação na palavra não pode ser um fardo, nosso encontro com o Senhor não pode ser uma rotina, pois, após um certo tempo não suportaremos mais estar na igreja, nossos pensamentos estarão distantes pensaremos em tudo menos em estar ali.
Deus não quer ser como aquela esposa que espera pelo marido que nunca chega, devemos ansear por estar na presença do Senhor pois, isto é avivamento, isto é santidade. Pense nisso!!!

17 de fevereiro de 2012

AGENDA REPE 2012


Começa hoje o REPE 2012, acompanhe a agenda de eventos.Clique na imagem para ampliar.

8 de fevereiro de 2012

SANTA CEIA - 05/02/12


CULTO DE CELEBRAÇÃO 
& SANTA CEIA
Pr. Claudio
 

 "Porque eu recebi do SENHOR o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha. Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SENHOR. Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem." (I Coríntios 11: 23 a 30)
Quando nós nos reunimos em um dia de santa ceia, nós nos reunimos em mémoria de Cristo, porque Ele carregou sobre si as nossas dores, as nossas enfermidades, o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, por nós, Ele foi ferido, humilhado, chicoteado e como ovelha nada falou. Através de seu sangue, seu sacrifício nós nos tornamos filhos de Deus, somente através de Jesus nós podemos ser chamados filhos de Deus.
Jesus foi enviado para seus (judeus), mas eles o rejeitaram, mas todos aqueles que o aceitaram e o reconheceram como o  Cristo o único e verdadeiro caminho que nos leva a Deus, estes são chamados filhos de Deus.
Aqueles que não buscam a Deus, a amizade de Deus automáticamente, ele está se ligando ao mundo e assinando sua carta de condenação, pois, só Jesus é o caminho que nos liga a Deus.
Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tiago 4: 4 parte B)
Seguir em paz com Deus é abrir mão da razão, de coisas que podem nos acorrentar ao passado, nos tirando o futuro glorioso com Deus. Quando Jesus veio, a este mundo, a igreja estava se desmanchando na mentira, na hipocrisia, a religião judaica não estava levando o povo a Deus, mas estava afastando, os pecadores não tinham vez no templo, os sacerdotes, rejeitavam aquele povo e suas ofertas. Então Jesus se manifestou naquele momento para mostrar o poder da salvação para aqueles que estavam perdidos, e para aqueles sacerdotes que estavam corrompendo a igreja para que se arrependessem e se voltassem para Deus.
Jesus nos deixou vários ensinamentos de como devemos nos comportar diante das mais diversas situações, Ele demonstra na parábola do bom samaritano que nem o sacerdote, nem o levita se compadeceram da vida daquele homem que estava caído, ele estava necessitado. O senário desta parábola mostra que os sacerdotes, só queriam se encher com a gordura do povo, e a religião que pregavam não estava levando o povo a Deus.
Ali estava um homem espancado, roubado, o único que se compadeceu dele foi o samaritano  que o acolheu, levou a uma hospedaria e deu ordens que cuidassem de suas feridas, Jesus como o samaritano nos pegou nos braços, curou nossas feridas e nos acolheu em sua casa para que fóssemos sarados.
Nós como igreja, estamos aqui para reagir, todos nós somos agentes de milagre, Jesus nos deu poder, precisamos pegar o exemplo do samaritano, devemos fazer o bem sem olhar a quem, pois, todos nós somos carentes de ajuda, carentes do favor de Deus. E em dia de celebração de santa ceia, é um dia para que possamos refletir em nossas atitudes.
Paulo dizia que o pão representava o corpo de Cristo, o mesmo foi cheio de ematomas, Jesus pregou a salvação, em momento algum ele expulsou alguém de sua presença, e sabe porquê? As pessoas estavam cansadas de serem juldas, eles precisavam de um refúgio, refúgio é lugar de paz, no meio de uma situação complicada, as pessoas procuram a paz.
Quantas vezes diante das acusaões estamos fracos e nós ao invés de encontrarmos alguém para sarar nossas feridas, na verdade encontramos pessoas que nos apontam o dedo e nos condenam mais ainda?
Quando participamos da ceia devemos ter em mente que Jesus tomou o nosso lugar na cruz. Se formos buscar no livro de Isaías capítulo 53, ele nos fala das dores que Jesus iria passar por nós, mas mesmo tendo nós cometido tantos pecados contra Deus, o seu amor se mostrou incondicional, a ponto Dele enviar o seu único filho por amor a todos nós.
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3: 16)
A lei estabelecia que todo aquele que pecasse estava condenado a morte, mas Deus em seu infinito amor por nós, não quis destruir a raça humana, Ele queria trazer o homem de volta, e o caminho para isso, era o sacrifício de Cristo na cruz do calvário, cruz esta que não era Dele era nossa, mas Deus também sabia que nós não suportaríamos este sacrifício ou não seríamos capazes de fazer da forma mais que perfeita que Jesus fez, como ovelha foi levado ao matadouro sem nenhuma palavra dizer. (Meditar em Isaías 53)
Se estamos aqui hoje, por mais que alguns não valorizem este momento, é pela imensa misericórdia e amor de Deus que não poupou nem a vida de seu filho unigênito para que tivéssemos vida, e vida em abundância.
 Talvez muitos ainda não conseguiram conquistar um sonho, mas infeliz o homem que busca a Deus somente para obeter uma benção, Jesus veio fazer muito mais do que isso, pois, o dia em que partirmos o carro, a conta bancária, os bens tudo ficará, mas Jesus nos proporcionou um lugar na eternidade, onde nós conheceremos a verdadeira vida, a Zoé de Deus, que significa a própria vida de Deus. Se hoje não temos aquilo que queremos devemos dar glória a Deus por uma coisa, o nosso nome está escrito no livro da vida.
Jesus nos ensinou que acima de qualquer coisa ou preconceito, placa de igreja, o que precisa ser estabelecido em nossas vidas, é o seu reino e sua justiça. A provisão vem de Deus e nós temos que entender que ao pegar o pão, nele estão contidos os ematomas do corpo de Cristo, foram por nós, por causa do evangelho que Ele pregava que era diferente da lei. O corpo massacrado partido na cruz foi para nos dar vida, o sangue que foi derramado é a nova aliança entre nós e Deus, Ele é o nosso mediador com Deus, Ele é o nosso advogado que intercede em nosso favor.
Muitas pessoas dizem que não vão participar da ceia, por estarem feridos com um irmão, mas estes que não participam não tem parte com Deus, as pessoas que tomam indignamente, tomam por não conhecerem verdadeiramente o sentido do sacrifício, e acabam tornando-se acusadores do corpo de Cristo. Então o melhor remédio é seguir os pricnípios dos ensinamentos de Cristo. Antes de cear, ofertar ou dizimar devemos buscar o concerto com o irmão, não adianta mostrar a alguém que estamos fazendo alguma coisa para Deus, pois Ele não receberá de qualquer maneira. Aqueles que não querem renunciar, a mentira, a falsidade, o pecado, a lascívia deixam de ser amigos de Deus para se tornarem amigos deste mundo, a escolha é nossa, todos os dias fazemos escolhas, resta saber se elas nos conduzem a Deus.
Precisamos nos examinar, não podemos julgar ninguém por tomar ou não a ceia, porque isso é um particular de cada um, cada um tem a sua forma diante de Deus, só Deus conhece a vida de cada um. Que possamos nos examinar a nós mesmos, buscar confessar nossos pecados para Deus porque Ele é fiel e justo para nos perdoar, nós estamos no tempo da graça, que é um favor imerecido, mas devemos ter conciência que de Deus não se zomba. Pense nisso!!!