Animação IBESO

Tradutor / Translate

30 de janeiro de 2012

DEUS TE CHAMA PELO SEU NOME


                                        Oração das Damas
Dama da Graça: Aline Melo
                                                                            27/01/12
Assim como Deus chamou a Abrão e lhe fez uma promessa, Ele nos escolheu desde o ventre de nossa mãe, e hoje Ele te chama,e não é de qualquer maneira, Ele nos chama pelo nome Marta, Maria, Jonas, Elias, Davi.....
Eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome. (Isaías 45:3 parte b)
Sabe porque? Porque ele sabe muito bem quem somos, e o grande desejo de Deus é que venhamos despertar para um verdadeiro avivamento.
"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá."  (Efésios 5 : 14)
É preciso que os nossos olhos estejam bem abertos para que possamos contemplar aquilo que Deus tem para nós, Abrão quando foi chamado, ele não viu, mas creu. Que fé foi essa? Que loucura foi essa de seguir apenas uma voz?
ORA, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. (Gênesis 12: 1)
Quando o Senhor diz a Abrão, sai de tua terra, naquele momento Abrão tem duas escolhas obedecer a voz do Senhor que ele não conhecia e abrir mão de uma vida estável, talvez quem sabe confortável, do seio de sua família, ou simplesmente achar que tudo aquilo era uma loucura e deixar de lado. Para muitos a atitude de fé que ele teve era loucura, mas Abrão simplesmente obedeceu, sem nada questionar.
Quantas vezes, a gente para tomar uma decisão diante de Deus, nós pensamos, pensamos, pensamos, alguns levam anos para fazer um concerto com Deus...
Mas e hoje? O que Deus tem te pedido? Será que é um vício? Será que é um compromisso verdadeiro com o Senhor? Eu não sei o que o Senhor tem te pedido para renunciar ou para fazer, mas, o Senhor afirma:
"Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice."  (I Coríntios 11 : 28)
Ou seja, temos que estar em uma constante análise de nossa vida diante do altar do Senhor. Será que temos dado ouvido a voz do Senhor? Será que estamos dispostos a sair de nossa terra, comer e beber do cálice que Ele tem nos oferecido?
Deus fez uma promessa a Abraão:
E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. (Gênesis 12: 2 e 3)
Muitas vezes nós só queremos de Deus, queremos que as Suas promessas se cumpram em nossas vidas, mas não atentamos que tudo em nossa vida exige uma renúncia, existe um preço a pagar. Exemplo disso é um médico, um advogado, para que eles alcancem o seu objetivo eles tiveram que enfrentar um vestibular, depois alguns anos na faculdade, nessa longa jornada é necessário renunciar a reuniões familiares, a saída com os amigos porque talvez no dia seguinte eles tenham alguma prova difícil, outros realmente até deixam a sua parentela para ir para outra cidade atrás do sonho de se formar, passam anos estudando, para ter o tão sonhado título. E quando conquistam, passam por outras, e outras tantas renúncias, mas ao fim de tudo isso se sentem vitoriosos.
Precisamos entender que para alcançarmos o favor de Deus, precisamos estar atentos a palavra, aquilo que o Senhor nos pede, às vezes é tão pouco em vista daquilo que queremos, almejamos. É promessa do Senhor comermos o melhor desta terra, mas existe um preço, uma condição.
"Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra."  (Isaías 1 : 19)
Será que estamos disposto a obedecer, para obter o melhor? Ou já nos conformamos em viver na mesmice, já nos contentamos em comer das migalhas que caem da mesa?
Assim partiu Abrão como o SENHOR lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã. (Gênesis 12: 4)
Não importa há quantos anos faz que o Senhor lhe fez uma promessa, não deixe a tristeza invadir o seu coração com a ansiedade, pelo contrário alegre-se, porque você pode ter a certeza que vai se cumprir por que Deus é Deus e Ele é fiel para cumprir na sua vida aquilo que Ele lhe prometeu.
"Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?"  (Números 23 : 19)
Abraão recebeu uma promessa que seria pai de uma grande nação, mas Sarah não creu, ela quis a bênção no tempo dela, se ela tivesse tido esta visão, certamente ela teria esperado mais um pouco no Senhor, certamente Isaque teria chegado na hora certa, porque Deus nunca se atrasa.
Muitas vezes somos nós mesmos que atrasamos a “entrega” da nossa benção, mas como assim? Com nossa ansiedade, pois, estando ansiosos acabamos nos frustrando, pois, o Senhor não trabalha em corações ansiosos, pelo contrário Ele trabalha na vida daquele que se humilha diante dEle.
Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que há seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (I Pedro 5: 6 e 7)
E quando não é nossa ansiedade, nós queremos brincar de ajudar a Deus como. Mas como assim? Exemplo disso mais uma vez temos Sarah, ela quis “ajudar” a Abraão a ser pai, e ofereceu sua escrava Agar.
Assim tomou Sarai, mulher de Abrão, a Agar egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão seu marido, ao fim de dez anos que Abrão habitara na terra de Canaã. (Gênesis 16:3)
Temos que ter muita perseverança para esperar o tempo de Deus, pois, como disse Ele não é filho do homem para que minta.
"Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos."  (Deuteronômio 7 : 9)

E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã. E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam então os cananeus na terra. E apareceu o SENHOR a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao SENHOR, que lhe aparecera. E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente, e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao SENHOR, e invocou o nome do SENHOR. (Gênesis 12: 5 a 8)
Essa jornada de Abraão foi longa, talvez dolorosa porque andar no deserto não é fácil, calor de dia e frio de noite, água então que dificuldade encontrar poços, furar poços em busca de água, com um pouco de “sorte”, quem sabe encontrar um oásis? Quantas privações ele e quem o acompanhou não passou? Isso é algo que não sabemos, pois, a bíblia não relata, o que a bíblia relata é que ele foi obediente e cumpriu a vontade de Deus, foi provado e aprovado nesta jornada.
Quantas vezes, nós passamos por toda a jornada da obediência, da espera até que, enfim o Senhor nos abençoa, porém, nós nos esfriamos nos distanciamos do Senhor. Às vezes, este distanciamento não é físico, mas como assim? Muitas vezes estamos na igreja com o corpo físico, mas não honramos a Deus da forma que Ele merece que é com nossa reverência a Sua presença, nos preocupamos com a roupa da irmã do lado, com o cabelo da outra damos atenção a qualquer coisa menos que o Senhor que é o dono da festa, na hora do louvor estamos oferecendo uma adoração como a de Caim de qualquer jeito. Estamos nos tornando verdadeiros fariseus religiosos, muitos conhecem a bíblia de Gênesis a Apocalípse, mas na hora de colocar a palavra em prática, não tem fé, não tem intimidade com o Senhor é um verdadeiro sepulcro caiado.
Irmãos é nesta hora, que devemos nos prostrar diante do Senhor e o adorar em espírito e em verdade estruturar mais, e mais o nosso altar diante do Deus Todo Poderoso, assim como Abraão fez. Buscá-lo com toda intensidade do nosso ser não somente pelo o que Ele nos proporcionou, mas porque precisamos admitir que a nossa caminhada não termina ali, ela seguirá por lugares ainda mais altos, mas isso só depende das escolhas que nós fazemos. Assim como nosso Pai na Fé que é Abraão que continuou a sua caminhada como mostra este texto, nós não podemos parar.
Depois caminhou Abrão dali, seguindo ainda para o lado do sul. (Gênesis 12: 9)
 É bem verdade que nesta caminhada, subimos montes, descemos, mas nossos olhos precisam estar olhando para o alto porque?
LEVANTAREI os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. (Salmos 121:1)
 Precisamos deixar que Deus assuma o controle de nossas vidas, e crer que o nosso socorro vem Dele.

Nenhum comentário: