Animação IBESO

Tradutor / Translate

11 de dezembro de 2011

OBEDECER


SANTA CEIA
Pr. Cláudio
04/12/11
 

 "Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Assim partiu Abrão como o SENHOR lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã." (Gênesis 12: 1 a 4)
Para falar de Abraão é preciso entender quem ele foi, Abrão, vivia em uma cidade da atiga babilônia, seu pai fabricava deuses,  e cada tribo tinha a sua própria fé e cultuava a deuses diferentes. Na província de Ur dos caldeus havia mais de mil deuses que aquele povo seguia, mas Abrão era um homem diferenciado, pois, ele cria em um único Deus, embora ele não conhecesse, esse Deus. Ele observava seu pai fabricando deuses mas ele não seguia a nenhum deles.
Deus não via na terra nenhum justo, mas Ele viu a Abrão e o escolheu. Porquê? Não sabemos, pois, Ele é Deus e escolhe a quem Ele quer, e neste caso Deus escolheu a Abrão e lhe deu uma ordem: “sai da tua terra e vai para a terra que eu lhe mostrarei...”. Como uma pessoa poderia ser tão louca que deu ouvidos e saiu do meio de sua parentela, para uma terra distante e desconhecida por ele?
Deus o chamou para sair daquele lugar, mas também lhe fez promessas que ele seria uma benção. Na fé de Abraão todas as famílias seriam benditas. Ele teve coragem de se despedir de sua família e seguir aquela voz.
A decisão de sair de sua terra e sua parentela não deve ter sido fácil, mas ele obedeceu. Hoje ouvimos muitas ministrações, e estamos vivendo nos apegando a tantos sonhos e promessas, e acabamos nos decepcionando com tudo o que temos visto e ouvido, e muitas vezes nos pegamos com muitas desculpas, pois, estamos cheio de apegos nesta terra, mas Jesus nos adverte que o nosso tesouro não é desta terra.
Quem diz conhecer a Deus, impõe condições a Deus, do tipo: “se o Senhor me der...”, “se o Senhor fizer...”, Deus não tem nenhum interesse em ouvir este tipo de palavras de nossos lábios.
O evangelho que Jesus quer ver em nossos lábios é o evangelho de renúncia, não é o de troca, a igreja não é a feira do rolo, nem tão pouco a feira dos importados, onde é feito todo tipo de troca ou negócio, aqui é a casa de Deus onde brota o pão da vida.
Devemos buscar primeiramente o reino de Deus e a sua justiça, o reino de Deus não é apenas de comida e bebida, mas Ele conhece nossa toda nossa vida como a palma das mãos, e não há como enganarmos a Deus com promessas que faremos isso ou aquilo para Deus, está na hora de pararmos de querer negociar e barganhar com Deus.
Abraão obedeceu a voz de Deus, não adianta nós darmos a nossa maior riqueza desta terra, se nós não tivermos obediência a Deus. No tempo do profeta Ageu, o povo foi cuidar de suas próprias casas e o seu salário era como se fosse colocado em um saquitel furado enquanto a casa do Senhor estava em ruínas.
Devemos ser verdadeiros adoradores, Abraão seguiu a voz de Deus, ele obedeceu e Deus o abençou por causa da obediência. Quantas vezes nossas escolhas nos levam ao arrependimento, mas quem obedece a voz de Deus ele é como uma árvore plantada junto ao ribeiro, venha o que vier, mas ela está firme junto ao ribeiro produzindo seus frutos no tempo certo e na hora certa.
Abrão obedeceu a voz de Deus, porque estava com os ouvidos atentos a voz de Deus, quem obedece a voz de Deus já mais é envergonhado. Não deve ter sido fácil para Abraão tudo o que ele passou em toda a jornada até chegar a terra que o Senhor estava orientando, mas em todas as dificuldades Deus engrandeceu a Abraão em todas as dificuldades, Deus lhe deu vitória.
Quantas vezes estamos feito folhas secas, sendo levados pelo vento de um lado para o outro sem ter um rumo certo? Quantas vezes estamos dispostos a pagar preço de oração, jejum? Estamos vivendo hoje em “zonas de conforto”, pois, estamos acomodados com a situação que estamos vivendo.
Jesus nos disse que deveríamos tomar a nossa cruz e seguir em diante, o profeta Habacuque, orou pedindo a Deus um avivamento, pois, o que importava era a confiança que ele tinha no Senhor, e naquele momento, ele queria que o povo tivesse essa visão.
Precisamos deixar de mendigar oração de profetas, precisamos deixar de ser o famoso crente “seis hora por mim”, deixar de correr atrás de profetadas por aí. Até quando estaremos mendigando por isso? O véu já foi rasgado, temos livre acesso ao Pai, pois, assim como Deus ouve o pastor e o profeta, Ele te ouve, Ele está esperando ouvir a sua voz. Deixe de abrir sua vida para os outros, abra para o Senhor, deixe de lado a incredulidade, medite na palavra.
Se estás fraco, é porque está faltando intimidade com Deus, a pessoa pode até estar morta, mas quando a palavra de Deus é ministrada, a palavra gera vida, ela ressucita e nos coloca de pé, ela nos aviva, mas para isso é necessário abrirmos espaço para Deus, deixarmos ser tratados pelo Senhor.
Devemos nos colocar nas mãos do Senhor como um vaso nas mãos do oleiro, pois, quando não estamos nos colocando nas mãos de Deus para ser moldados, certamente seremos moldados por satanás mesmo. O que repreende a ação do diabo nas nossas vidas, são as nossas atitudes diante de Deus, devemos santificar nossas vidas, pois, Deus nos diz:
"Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." (Tiago 4: 7)
Como resistir ao diabo e repreende-lo se de nossa boca só procede mentiras, enganos, falsidade ao ponto de tratar bem o irmão pela frente e desejar até a morte para o irmão pelas costas? Sanção quando perdeu as forças, ele só recuperou as suas forças quando se arrependeu e seu humilhou diante de Deus.
As lutas nos mostra quem somos, se temos fé ou não, pois Deus envia a provisão na hora certa, no momento certo, precisamos entender isso. O que adianta orar a Deus, se a nossa vida não condiz com a palavra.
"Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito." (João 15: 7)
Jesus não é brincadeira! Que a soberba a mentira, e tudo o que é contra a vontade de Deus em nossas vidas possa cair por terra, e como verdadeiros cristãos que possamos colocar a palavra de Deus em prática.
Abraão colocou em prática, e Deus honrou. O Senhor não quer sacríficios, mas um coração contrito e quebrantado. Pense nisso!!!

Nenhum comentário: