Animação IBESO

Tradutor / Translate

29 de agosto de 2011

QUAL A SUA DRACMA PERDIDA?

27/08 /11 2º Dia da Conferência de Mulheres

Pr. Kelly – IBE / Guará

"Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida. Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende." (Lucas 15: 8 a 10)

O maior tesouro que nós temos hoje está dentro de nossa casa, pra sermos pessoas para marcar uma geração precisamos viver grandes alegrias e realizações em nosso lar. Infelizmente muitas pessoas não têm hoje essa felicidade no seu lar, muitos têm buscado a felicidade em tantas outras coisas que não está no seio familiar. Quantos de nós temos negligenciado em nosso convívio familiar?

Se nós não temos conseguido ser feliz dentro de nossa casa, não conseguiremos ser feliz em nenhum outro lugar, é bem verdade que as maiores alegrias e angústias teremos em nosso lar, quando há uma traição, uma rejeição, os filhos nas drogas, isso tudo produz muita dor, pois, a nossa família é o centro de todas as coisas na nossa vida, ainda que tenhamos sonhos, projetos temos que ter o gozo e alegria de estarmos com nossa família.

Quando nós nos tornamos fracos no dia da nossa angústia, tão pequena será a nossa força. O Senhor quer restaurar nossas vidas, nossas famílias, para isso, que haja em nós o desejo resgatar valores e princípios, ainda que nós não tenhamos tudo o que precisamos, mas tudo o que precisamos nós encontraremos no Senhor.

Jesus conta a parábola da dracma perdida por uma mulher, essa história gira em torno desta dracma, na época de Jesus, a dracma era algo muito valioso, a junção de dez dracmas formava o colar de uma mulher casada. Aquela mulher perdeu apenas uma dracma, ficando com a maioria em seu colar. Mas será que havia a necessidade dela ir atrás da outra?

Hoje nós queremos tantas coisas grandes, e deixamos de olhar para as pequenas coisas, essa mulher nos dá um exemplo tão lindo de zelo, ainda que ela tivesse nove, ela não queria nada incompleto, ela queria o todo.

Não foi na rua, no seu trabalho ou mesmo dentro da igreja, que ela perdeu a sua dracma, mas foi dentro de sua casa. A psicologia nos ensina que a perda tem uma forte tendência de nos paralisar, nos faz sentir a dor e um vazio, ficamos estáticos, sem força de se levantar. Neste momento de perda muitas vezes nós retrocedemos, nos camuflamos, nos trancamos, nos isolamos, essa é a sensação de perda, nós não fomos ensinados a perder, nós fomos ensinados a ganhar, mas com o Senhor nós precisamos aprender a fazer a vontade Dele para depois, fazer a nossa. O Senhor trabalha de forma diferente do mundo. Para ganharmos com Deus, nós precisamos perder o orgulho, deixar de lado todo o nosso “eu”.

O Senhor não chamou desocupados para a sua obra, Ele nos chamará no momento em que nos colocarmos na posição, não podemos estar estáticos, pois, o inimigo irá tentar nos fazer parar, ele quer usar nossas perdas e frustrações, mas hoje o Senhor quer trazer a tona uma nova geração, uma força nova que renuncia a sua carne e corre atrás da sua dracma.

Nós nos rendemos a ti Senhor, ao louvar que nosso louvor seja sincero, pois, Ele não resiste a um coração quebrantado e humilde, Ele quer nos resgatar, condenado só é o diabo. Essa mulher quebrou um paradigma para achar o que havia perdido em sua casa.

É muito bom ter uma boa roupa nova, ter dinheiro para ir onde queremos, mas melhor que tudo isso é resgatar valores, buscar nossa identidade em Cristo, precisamos ter uma força maior dentro de nós, não seja aquilo que queremos que seja feito, mas que seja o que o Senhor deseja para nossas vidas

A primeira coisa que aquela mulher fez foi acender a candeia, ela precisava encontrar essa dracma, mas não tinha como ela encontrar no escuro, nos cantinhos mais remotos, sem o auxílio de uma luz. Se há algo perdido em nossas vidas, precisamos buscar em Jesus.

Para que possamos resgatar nossos valores, precisamos procurar Jesus nossa luz nas trevas, não acharemos nenhum tesouro, se a palavra Dele não estiver dentro de nós. O Senhor quer nos auxiliar, Ele é o nosso ajudador, apenas a presença Dele pode nos dar uma luz, que possamos chamar Jesus para ser o centro de nossa vida e nossa casa, pois, ele irá iluminar.

Precisamos buscar a direção, caminhar no escuro nos faz tropeçarmos, nós precisamos de luz, para que possamos buscar a direção precisamos ter a palavra no guardada no coração.

"Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti." (Salmos 119: 11)

"Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho." (Salmos 119: 105)

Nós não queremos nos esforçar, aquela mulher, após acender a candeia, ela varre a casa, ela se esforçou, colocou atitude, levantou a poeira, tirou os móveis do lugar, nos lugares mais difíceis para encontra sua dracma. Isso nos mostra que devemos nos esforçar grandemente, para conquistarmos nossos sonhos e restauração de nosso lar, para resgatar aquilo que está pedido.

Se quisermos vencer, devemos suar nossa camisa, quando temos um problema é mais fácil empurrar a sujeira para debaixo do tapete, mas nós devemos nos esforçar para tirar toda a sujeira que nos impede resgatar aquilo que está perdido.

Nossa primeira casa, não é o imóvel a qual vivemos, nossa primeira casa somos nós mesmos, não podemos receber nada da parte de Deus se estivermos impuros. O Senhor necessita que recuperemos nossa dracma, a fim de solucionar nossos problemas, pois, eles nos tornam cancerosos, leprosos, pois, impedem que outras pessoas sejam abençoadas através de nosso testemunho, nós precisamos acender a candeia, varrer a sujeitar e o pecado de nossas vidas.

Não é de qualquer maneira que nossas orações seerão atendidas, Deus necessita que nós venhamos resolver nossos conflitos.

Com esta mulher aprendemos três princípios de zelo:

1º Busca diligente: ela buscou com diligência, até encontrar. Quando um soldado recebe uma ordem, ele trata de cumprir as ordens de seu superior ainda que seja com a própria vida. Nós somos soldados de Cristo, nossa missão é a de buscarmos a nossa cura daquilo que está doente dentro de nós, para que possamos receber o melhor do Senhor que foi o Seu filho amado, para que possamos nos levantar como a força de uma nova geração, como um verdadeiro exército.

2 – Não desistir: ela não parou sua busca enquanto não encontrou. Sempre que chega dezembro, fazemos uma lista de coisas que queremos, mas não conseguimos cumprir quase nenhuma delas, pois desistimos no meio do caminho. Infelizmente, temos olhado as circunstâncias, e para alcançarmos o milagre, não podemos desistir, ainda que tudo nos diga não.

3 – Cuidado: foi uma busca meticulosa, ela foi a todos os cômodos observando com cuidado. Observe sua mente, será que são pensamentos de paz ou de pornografia, angústia, amargura, falta de perdão? Procure na sua casa o que perdeu.

4 – Perseverança: ela só parou quando ela encontrou, a palavra perseverança pode ser definida como nunca desista, pois, um dia nós teremos orgulho de mostrar a todos a nossa dracma perdida.

Qual é o tesouro que perdemos em nossa casa? Podem ser várias dracmas perdidas, a fidelidade conjugal, o prazer por estar na casa de Deus, pela leitura da palavra, filhos andando por maus caminhos. Pare e pense na em sua dracma perdida, procure em sua memória, onde você a perdeu.

Que possamos meditar e identificar nossa dracma perdida, nenhum sucesso compensa o fracasso de nossa família. O mais importante não é como começamos a escrever nossa história, mas como terminamos.

O Senhor quer resgatar dentro de nós aquilo que perdemos, a função de satanás é roubar, matar e destruir não tem como sermos um homem ou mulher e Deus sem termos as bases firmadas no Senhor.

Nós somos necessitados da presença do Senhor nas nossas vidas, precisamos buscar com diligencia, precisamos tirar todo o pecado e imundícia, se não temos diálog com nossa família, creia que o Espírito Santo se compadece de nós.

Precisamos ser uma força, precisamos do rio de águas vivas a jorrar dentro de nós, precisamos nos prostra diante do Senhor, não sei em qual área essa dracma foi perdia, mas só o Senhor pode restaurar e te ajudar a encontrá-la, ainda que seja necessário renunciar, que possamos enxergar aquilo que precisamos, devemos permitir que o Senhor promova em nós o verdadeiro avivamento, tirando de nós a capa da religiosidade. Procure sua dracma perdida, reflita onde foi que caiu para que volte atrás e comece tudo outra vez. Pense nisso!!!

Nenhum comentário: