Animação IBESO

Tradutor / Translate

8 de agosto de 2011

DEUS ESCOLHE AS COISAS LOUCAS

7º Dia da Campanha: Semeado a Colheita 06/08/11

Conferencista Francileide D. Corte

"Então o anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso. Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas. Então o SENHOR olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. E o SENHOR lhe disse: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem." (Juízes 6: 11 a 16)

"ERA então Jefté, o gileadita, homem valoroso, porém filho de uma prostituta; mas Gileade gerara a Jefté. Então Jefté disse aos anciãos de Gileade: Se me levardes de volta para combater contra os filhos de Amom, e o SENHOR mos der diante de mim, então eu vos serei por chefe? E disseram os anciãos de Gileade a Jefté: O SENHOR será testemunha entre nós, e assim o faremos conforme a tua palavra. Assim Jefté foi com os anciãos de Gileade, e o povo o pôs por chefe e príncipe sobre si; e Jefté falou todas as suas palavras perante o SENHOR em Mizpá." (Juízes 11: 1, 6 a 9)

A história destes dois homens aconteceu em épocas diferentes, pois, Gideão era pobre, Jefté era filho de uma prostituta, Deus encontrou esses dois homens para mudar a história de cada um deles. Eles tinham alguns pontos em suas vidas em comum:

1 – Foram levantados em épocas diferentes, em tempos de dificuldades e crise;

2 – Eles não eram os mais “cotados”, para serem levantados como líderes ou alguém que pudesse fazer a diferença no meio daquele povo que estava sofrendo;

3 – Nem mesmo a própria família deles acreditavam que pudesse haver potencial neles;

4 – Os inimigos queriam colher, aquilo que não plantavam;

5 – Ambos precisavam superar os complexos de inferioridade para vencer;

6 – Deus estava com eles, e lhes deu as estratégias certas para que pudesse agir na hora certa;

Muitas vezes nós deixamos o melhor de nossa colheita para os outros, parece que alguma coisa sempre da errado.

Deus falou a Gideão, homem valente e valoroso, mas Gideão questionou porque o Senhor havia abandonado aquele povo. Gideão estava malhando o trigo no lagar, e lagar não é lugar de malhar o trigo, ele estava escondido para que os medianitas não roubassem a sua colheita.

Assim como Deus falou com Gideão, hoje Ele fala conosco: “tu és valente, escuta o que lhe digo, Eu quero fazer uma obra na sua vida”, mas muitas vezes nós queremos questionar a Deus, queremos nos diminuir, não se julgue o mais pobre, o mais fraco, pois, muitas vezes até parece que não conhecemos o Deus que servimos. Ele quer dar mais do que sonhamos, não importa se somos o menor da casa de nossos pais.

Gideão havia perdido seus irmãos em batalhas contra os medianitas, por esta razão, ele estava a malhar o trigo no lagar, talvez em seu pensamento ele quisesse honrar a descendência de sua família mantendo-se vivo então ele procurou se refugiar, porque era mais seguro se esconder no lagar para que ninguém o encontrasse.

Jefté não agüentou a pressão nem a crítica daqueles que o rodeava, pelo falto dele ser filho de uma prostituta. Quem nunca teve medo e vontade de se esconder, muitos querem nos humilhar pelos motivos mais diversos. Mas Deus se importa como nós estamos vivendo, Ele quer que a gente se lembre e creia que só Ele pode mudar a nossa história independente das circunstâncias.

Nós temos que sair do lagar, nós somos trigo e temos que estar na eira, nós somos trigo e não joio, somos o melhor de Deus. Jefté fugiu não agüentou a pressão de todos falarem mal dele, então ele decidiu fazer jus ao que todos diziam e resolveu se juntar a uma gangue, com homens levianos, ele foi atrás do daquilo que ninguém quis lhe dar, que era a honra, ainda que fosse pelo caminho errado.

Quem nunca passou por algo assim e já não pensou nisso, para provar que realmente é ruim? Assim pensava Jefté, mas Deus estava vendo tudo aquilo e não se esqueceu dele. Nós somos filhos de Deus, antes mesmo de sermos gerados no ventre de nossa mãe, Deus nos escolheu, nos fez um chamado, nós somos valorosos, Deus vai fazer brotar a semente do valente nas nossas vidas, porque Ele quer gerar guerreiros no nosso meio.

Deus se lembrou de Jefté, Deus não se esquece de nós, podemos ir para o fim do mundo, mas os olhos de Deus estarão sempre sobre nós. Quando Ele olha para nós Ele não olha para nossas roupas, mas Ele olha para nosso coração. Dentro de nós existe um coração adorador, e a semente da adoração vai brotar.

Jefté viu a oportunidade de Deus, quando a crise está estabelecida em nossas vidas, Deus nos levanta como valentes. Se estivermos por último Deus nos levanta como primeiro não há como se esconder da face de Deus.

É Tempo da colheita e dos medianitas fugirem de nós, Gideão e Jfeté, venceram a batalha e passaram a colher aquilo que eles já mais pensaram colher, o filho da prostitua tornou-se juiz de Israel. Mas Deus precisou tratar a vida dele antes para depois o exaltar.

Não há ninguém sem valor nesta terra o sangue de Jesus nos dá valor foi o amor de Deus que nos trouxe para a presença Dele. Não tem ninguém fraco nas mãos do Senhor a alegria do Senhor é a nossa força, pode nos faltar tudo na nossa mesa, mas a presença do Senhor nas nossas vidas não vai faltar.

Sabe por que não colhemos, porque nossas mãos estão cheias de bagagens, não podemos colher com os pés, mas quando estamos na casa de Deus, nós queremos segurar todos os nossos problemas, Jesus nos diz vinde a mim, e pede que nós venhamos entregar o perdão, abrir mão da mágoa, não queremos confiar a Deus nossos problemas e aflições, queremos tomar partido de tudo entregamos na mão de Deus apenas com a boca, mas nossas atitudes e murmurações muitas vezes nos fazem tirarmos das mãos do Senhor tudo o que entregamos.

Quando entregamos nossos problemas, nós tiramos as maquiagens, nós precisamos nos esvaziar de nós mesmos, abrir mão de nossa autocomiseração, e adorarmos a Deus, porque só Ele nos permite colheitas. Pense nisso!!!

Um comentário:

CONFERENCISTA FRANCILEIDE disse...

que benção, que trabalho lindo, Deus abençoe a equipe de postagens e manutenção deste veículo da Palavra de Deus.