Animação IBESO

Tradutor / Translate

30 de agosto de 2011

EXEMPLO DE MULHER

Oração das Damas dia 25/08

Dama da Graça Aline Melo

"E, partindo Jesus dali, foi para as partes de Tiro e de Sidom. E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada. Mas ele não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós. E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. ntão chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me! Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos. E ela disse: Sim, SENHOR, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores. Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã." (Mateus 15: 21 a 28)

Quem era a mulher Cananéia? Era grega, siro-fenícia de nação. Este povo era politeísta, e cultuavam diferentes divindades, muitas oriundas de culturas vizinhas, ao longo de sua história, eles conservavam ritos bem arcaicos, como o sacrifício de crianças (em particular dos primogênitos) como também sacrifícios de animais.

O nome desta mulher não é mencionado na Bíblia assim como a mulher do fluxo de sangue, como a mulher sunamita, porém, mais importante que o nome, foi o exemplo deixado por estas mulheres e hoje em especial, falaremos mais sobre a humildade da A MULHER CANAÉIA, e que certamente servirá para enriquecer a nossa vida com Jesus.

Esta mulher tinha um problema com sua filha, pois, esta estava endemoninhada, certamente, ela deve ter procurado soluções com os deuses a qual a sua cultura cultuava, porém sua tentativa foi frustrada, pois, aquelas entidades nada puderam fazer por ela ou até pioraram a situação.

Jesus estava na jornada de Tiro a Sidom, e esta mulher Cananéia, estava nas proximidades quando ouviu falar de Jesus, esta mulher viu em Jesus uma oportunidade para que sua filha fosse liberta e foi em busca de seu milagre, ela estava disposta a qualquer coisa.

Por outro lado, Jesus seguia sua trajetória, pois, sua intenção era chegar a Decápolis (grupo de dez cidades na fronteira oriental do Império Romano na Judéia e Síria) para ali realizar a cura de um surgo / gago (Marcos 7: 31 a 37) e posteriormente ensinar a uma grande multidão por um período de três dias, e ali realizar a segunda multiplicação de peixes. (Marcos 8: 1 a 9).

Nesta jornada, Jesus não queria chamar a atenção de ninguém, mas era impossível que Ele passasse por algum lugar de forma despercebida. Então aquela mulher Cananéia, foi ao encontro do Mestre, clamando:

E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada. (Mateus 15: 22)

Mas ao clamar por Jesus, Ele não lhe respondeu, os discípulos disseram a Jesus que mandasse ela embora. Quantas vezes nós nos encontramos com algum problema e muitas vezes procuramos simplesmente alguém que possa nos escutar, mas não encontramos?

Mas para a mulher cananéia além de ter sido desprezada pelos discípulos, o Mestre lhe deu uma resposta dura e de desprezo:

E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. (Mateus 15: 24)

A resposta que Jesus lhe deu foi muito dura, pois, ela não fazia parte do rebanho a qual o Senhor Jesus era o Pastor, aquela mulher estava à frente de um julgamento de sua vida, sua personalidade, suas crenças, mas ela sabia muito bem o que ela precisava, ela sabia que os seus deuses foram incapazes de trazer a cura para a filha dela. Esta mulher tinha em seu coração algo chamado determinação.

Muitas de nós desistimos muito fácil daquilo que queremos, de nossos sonhos, projetos e até mesmo daquilo que Deus tem colocado em nossas mãos.

Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me! (Mateus 15: 25)

Aquela mulher, não se intimidou com a primeira resposta que havia recebido de Jesus, então ela desceu mais um pouco no vale da humilhação, prostrando-se aos pés de Jesus para adorá-lo, implorando por sua misericórdia, pois, certamente ela lembrava de sua filha naquele estado deplorável e se o Mestre era a sua última chance, ela não ia desistir.

Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos. (Mateus 15: 26)

Mas Jesus mesmo vendo-a suplicando por socorro foi ainda mais duro com ela ao dizer não era justo deixar de alimentar aqueles que esperavam por Ele para alimentar aquela que não estava qualificada para receber aquele benefício. Naquele tempo os gentios, eram desprezados e humilhados pelos judeus, muitos os comparavam a cachorros, no sentido mais humilhante da palavra. Jesus embora já conhecesse o coração dela, Ele quis testá-la, para que Ele pudesse ver nela a diferença, algo que verdadeiramente lhe chamasse a atenção.

Mas aquela mulher não desistiu, naquele momento, ela estava disposta a tudo, ela já tinha batido em tantas portas, mas nenhuma delas foi capaz de resolver aquele problema de forma definitiva, naquele momento ela não tinha nada a perder, aquela humilhação era fácil suportar, o que ela não suportava mais era ver o sofrimento de sua filha.

Muitas vezes somos capazes de nos humilhar perante homens muitas vezes, mas não nos humilhamos diante de Deus. Humilhar-nos para homens pode ser ainda pior, pois tudo aquilo que falamos, pode ser mal interpretado, além da possibilidade de surgirem fofocas e boatos envolvendo nossa vida. Porém quando nos humilhamos perante o Senhor, o que oramos em secreto na presença Dele, fica entre nós e Deus, Ele sempre está disposto a nos ouvir, nos acolher e como Davi disse:

"Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão." (Salmos 37: 25)

Aquela mulher, poderia não pertencer ao povo escolhido por Deus, mas o que ela já havia ouvido foi o suficiente, para que ela cresse.

E ela disse: Sim, SENHOR, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores. (Mateus 15: 27)

Sua resposta foi ainda mais humilde, pois, ela não se importava em comer do melhor que o Mestre poderia lhe oferecer, ela se contentaria em apenas comer a migalha. Vemos aqui, que em momento algum, esta mulher murmurou, mesmo sendo humilhada, diante daqueles que estavam ali ela não se importou com os outros, ela olhou para si mesma, olhou para o seu alvo que era a libertação de sua filha, e se humilhou ainda mais, por amor.

Quantas de nós seriamos capazes de fazer o mesmo?

Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã. (Mateus 15: 28)

A palavra de Deus nos diz que o Senhor não resiste a um coração quebrantado e humilde, e está aqui a prova de que quando entramos na presença Dele, quando tiramos a maquiagem que camufla nossos sentimentos, quando nos despimos de nossas roupas do orgulho, da arrogância, quando descemos do salto alto da auto-suficiência, e nos colocamos prostados de joelhos aos pés do nosso Mestre, Ele não resiste.

Quantas pessoas já ouviram falar de Jesus, mas não deram ouvidos?

Quantas pessoas encontram-se no nosso meio, que já ouviram falar de Jesus, alguns até vivenciaram milagres em suas vidas e hoje estão mortas e cegas espiritualmente? se tornaram críticos que tudo questionam, e que são até capazes de dizer que milagres só aconteciam no passado?

Quantos de nós vivemos a era do imediatismo? Quantas vezes nós paramos para orar uma, duas três vezes e queremos a bênção imediatamente? Quantas vezes queremos barganhar com Deus, e entramos na presença Dele cheios do nosso “eu”?

Nós precisamos aprender com esta mulher, precisamos descer no vale da humilhação, do quebrantamento, da sinceridade, é isto que Ele procura em nós.

Quando em João (4: 23), ele diz que os olhos do Senhor estão sobre a terra à procura dos verdadeiros adoradores, João quis dizer que o Senhor está à procura de mulheres cananéias, mulheres que façam a diferença, mulheres que estejam dispostas a buscarem a face de Deus, deixe de comer das migalhas que caem da mesa, para sentar-se a mesa do Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Quando vocês entrarem na presença do Senhor, façam isso da forma com a qual vocês nunca fizeram, abra o seu coração, conte a Ele onde é que dói, Ele conhece todos os seus problemas, mas Ele quer ouvir da sua boca, assim como Ele falou ao cego Bartimeu o que queres que Eu te faça? Será que Jesus não sabia o que Bartimeu precisava? Claro que sabia, mas Ele queria ouvir da boca dele. Hoje Ele te pergunta o que queres que Eu te faça mulher?

Se permita se liberte, como aquela mulher Cananéia fez, entre no vale da humilhação. Que este momento seja só você e o Senhor nesta hora, faça isso como se esta fosse a sua última oportunidade na presença de Deus.

29 de agosto de 2011

2 - Michele Nascimento

Nesta sexta-feira dia 02/09 a partir das 19:30 esteja conosco no Culto da Unção na coordenação das Damas da Graça e nesta mesma ocasião teremos a nossa vigília:

Louvor: "Ministério Favor de Deus"

presença confirmada de Michele Nascimento

Ministério de Dança: "A Sombra do Altíssimo"

E... a presença mais importante da noite: Espírito Santo de Deus

Esteja conosco e partice desta noite que o Senhor preparou para nós!!!

FAÇA A DIFERENÇA NESTA GERAÇÃO

3º Dia Conferência de Mulheres

Diaconisa Benedita – IBE / Sede

"E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava junto do mar. E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés; E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva. E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava. E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue, E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior; Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste. Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei. E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes? E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou? E ele olhava em redor, para ver a que isto fizera. Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal." (Marcos 5: 21 a 34)

Esse texto nos conta duas histórias a de uma mulher e de um homem de forma simultânea, estes dois estavam no meio da multidão. A bíblia nos mostra várias mulheres que fizeram a diferença no seu tempo, e hoje não é diferentes, o Senhor nos chama mulheres e homens, jovens e crianças, no meio desta geração para fazermos a diferença, entre os que buscam o reino e a palavra de Deus dos que estão perdidos em meio à multidão.

A mulher que tinha um fluxo de sangue, ela era excluída por ser considerada impura. Hoje muitos têm sido excluídos da sua casa, por serem considerados “ovelha negra da família”, mas hoje, a sua história pode mudar.

A Ana fez a diferença no seu tempo, esta mulher ultrapassou barreiras, Ana foi afrontada, por Penina, Penina zombava dela por que Ana não podia gerar filhos, ela era estéril, mas um dia Ana reagiu clamou ao Senhor, porque ela não aceitava mais ser afrontada e humilhada por Penina.

Homem e mulher de Deus não aceite a afronta, Ana foi uma intercessora que não abriu mão de seu sonho de ser mãe, ela orou clamou e Deus abriu sua madre. Se nos colocarmos na posição de homens e mulheres de Deus, ainda hoje o Senhor poderá fazer mais do que aquilo que pedimos ou pensamos.

Aquela mulher do fluxo tinha doze anos e a filha de Jairo que estava moribunda também tinha doze anos, ambas tinham a mesma idade. Aquela mulher do fluxo de sangue devia se ver como uma doente, sem vida, porque o sangue representa a vida e ela a doze anos estava perdendo sangue com aquela hemorragia, aquele fluxo, talvez ela não tinha mais coragem nem de se ver no espelho, mas se ela se olhasse, ela se veria magra e feia porque perdia sangue a doze anos. As mulheres daquele tempo eram consideradas impuras, ela era uma rejeitada da sociedade, ela não tinha amigos, pois, aqueles que se aproximassem se tornavam impuros. Ela ouviu falar de Jesus, e saiu de sua casa em busca de sua cura.

Hoje Deus nos diz sai da caverna, pois Jesus quer mudar a nossa história, é dia de fazer a diferença nesta geração, nossa história pode marcar nosso tempo.

Aquela mulher saiu de casa, Jairo também saiu ambos foram ao encontro de Jesus, Jairo era um homem de fé. Homens, Jesus também os chamou para fazer a diferença na sua casa. A filha de Jairo estava moribunda, ele foi ao encontro do Senhor para lhe pedir uma cura.

Homens, vocês são os sacerdotes do seu lar, vocês precisam ir de encontro ao seu milagre. Jesus ouviu o pedido de Jairo foi andando em meio à multidão, aquela mulher do fluxo de sangue não desistiu ao ver o tamanho da multidão que cercava a Jesus.

A mulher da nova geração precisa ter fé, se não ela é levada pelas leis e costumes deste mundo, são tantas exigências precisamos ser bonitas, magras, um cabelo perfeito, uma pele como de um neném, mas o Senhor Jesus, não olha para a beleza externa Ele espera encontrar apenas mulheres de fé, determinadas a fazer a vontade do Senhor.

Aquela mulher enfrentou uma multidão, tinham duas multidões, as mais distantes que queriam tocar o Mestre e aqueles que estavam perto que eram os discípulos, estes eram os obstáculos que impediam que aquela mulher se aproximasse de Jesus, ela teve que romper ambas as barreiras, ela estava determinada, ela não somente tocou a orla do vestido de Jesus como também tirou virtude Dele, e Jesus sentiu essa virtude sair dele.

A orla daquele vestido era a representação do poder do Filho de Deus, aquela mulher sabia que se tão somente ela tocasse seria toca, quando ela tocou imediatamente ela foi curada pelo poder de Jesus. O que nós precisamos hoje, para ser curado? Talvez a hemorragia de uns tenha um ano, dois, doze não importa quantos anos, se tão somente crermos no poder do Senhor pode essa hemorragia pode ter um fim a qualquer momento. Faça deste dia o dia do seu milagre, não há multidão que vá impedir que o seu milagre aconteça.

Hoje o Senhor quer façamos a diferença nesta multidão, Jairo e aquela mulher tocaram em Jesus de formas diferentes, porém, Jairo pela fé, e a mulher fisicamente.

Jesus parou, virou e perguntou quem me tocou? Quem foi o ousado que tocou em minhas vestes, e tirou virtude de mim? Naquela hora aquela mulher deve ter sentido temor pela sua ousadia, porque ela tocou o Mestre em seu estado de impureza.

A mulher de uma nova geração precisa ser tratada em suas emoções, aquela mulher sabia o que tinha acontecido e reconheceu que tinha tocado nas vestes de Jesus, naquela hora ela deve ter sentido medo por que tudo o que ela tocasse era considerado impuro, aquela cura, não foi apenas do fluxo, mas de suas emoções, ela admitiu temendo e tremendo que havia sido ela que o havia tocado, em Jesus.

Aquela mulher assumiu que havia tocado no Senhor, ela viu no Senhor a única oportunidade, porque ela cria que só o Senhor podia mudar a história dela.

Igreja do Senhor, o Senhor espera que o toquemos, sem medo e vergonha, no meio de uma multidão que diz que o senhor não existe, mas o nosso Deus é o mesmo de hoje, amanhã e sempre, Ele quer que nós enfrentemos essa multidão da incredulidade.

Os companheiros de Jairo foram ao encontro dele para o avisar que a filha dele estava morta, não havia razão de incomodar ao Mestre. Talvez alguns já tenham ouvido que seu ministério não vai dar certo, que sua família irá permanecer do mesmo jeito, eu não sei o que você precisa, mas eu sei que o Senhor pode ressuscitar aquilo que está morto na sua vida.

Jesus mandou tirar toda a multidão, escolheu apenas alguns discípulos, foi à casa de Jairo e disse que a menina apenas dormia. Jesus entrou no quarto onde ela estava, mandou todos saírem. Para termos intimidade com Deus precisamos estar a sós em nosso quarto em espírito de oração. Ele entrou no quarto apenas com os pais da menina, deu uma ordem e ela se levantou.

Aquilo que está morto irá ressuscitar, mas isso só depende de nossa fé nossas atitudes diante do Senhor todos nós precisamos de um milagre, e hoje pode ser o dia do nosso milagre.

Jesus mandou aquela menina levantar, e pediu que a alimentassem. O Senhor nos renova, nos alimenta, nos dá uma força nova para enfrentar aqueles que zombam de nós e por amor a nós é capaz de perseguir os nossos inimigos, Ele é a nossa justiça, é Ele quem entrega em nossas mãos a chave da vitória. Creia nisso!!!

QUAL A SUA DRACMA PERDIDA?

27/08 /11 2º Dia da Conferência de Mulheres

Pr. Kelly – IBE / Guará

"Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida. Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende." (Lucas 15: 8 a 10)

O maior tesouro que nós temos hoje está dentro de nossa casa, pra sermos pessoas para marcar uma geração precisamos viver grandes alegrias e realizações em nosso lar. Infelizmente muitas pessoas não têm hoje essa felicidade no seu lar, muitos têm buscado a felicidade em tantas outras coisas que não está no seio familiar. Quantos de nós temos negligenciado em nosso convívio familiar?

Se nós não temos conseguido ser feliz dentro de nossa casa, não conseguiremos ser feliz em nenhum outro lugar, é bem verdade que as maiores alegrias e angústias teremos em nosso lar, quando há uma traição, uma rejeição, os filhos nas drogas, isso tudo produz muita dor, pois, a nossa família é o centro de todas as coisas na nossa vida, ainda que tenhamos sonhos, projetos temos que ter o gozo e alegria de estarmos com nossa família.

Quando nós nos tornamos fracos no dia da nossa angústia, tão pequena será a nossa força. O Senhor quer restaurar nossas vidas, nossas famílias, para isso, que haja em nós o desejo resgatar valores e princípios, ainda que nós não tenhamos tudo o que precisamos, mas tudo o que precisamos nós encontraremos no Senhor.

Jesus conta a parábola da dracma perdida por uma mulher, essa história gira em torno desta dracma, na época de Jesus, a dracma era algo muito valioso, a junção de dez dracmas formava o colar de uma mulher casada. Aquela mulher perdeu apenas uma dracma, ficando com a maioria em seu colar. Mas será que havia a necessidade dela ir atrás da outra?

Hoje nós queremos tantas coisas grandes, e deixamos de olhar para as pequenas coisas, essa mulher nos dá um exemplo tão lindo de zelo, ainda que ela tivesse nove, ela não queria nada incompleto, ela queria o todo.

Não foi na rua, no seu trabalho ou mesmo dentro da igreja, que ela perdeu a sua dracma, mas foi dentro de sua casa. A psicologia nos ensina que a perda tem uma forte tendência de nos paralisar, nos faz sentir a dor e um vazio, ficamos estáticos, sem força de se levantar. Neste momento de perda muitas vezes nós retrocedemos, nos camuflamos, nos trancamos, nos isolamos, essa é a sensação de perda, nós não fomos ensinados a perder, nós fomos ensinados a ganhar, mas com o Senhor nós precisamos aprender a fazer a vontade Dele para depois, fazer a nossa. O Senhor trabalha de forma diferente do mundo. Para ganharmos com Deus, nós precisamos perder o orgulho, deixar de lado todo o nosso “eu”.

O Senhor não chamou desocupados para a sua obra, Ele nos chamará no momento em que nos colocarmos na posição, não podemos estar estáticos, pois, o inimigo irá tentar nos fazer parar, ele quer usar nossas perdas e frustrações, mas hoje o Senhor quer trazer a tona uma nova geração, uma força nova que renuncia a sua carne e corre atrás da sua dracma.

Nós nos rendemos a ti Senhor, ao louvar que nosso louvor seja sincero, pois, Ele não resiste a um coração quebrantado e humilde, Ele quer nos resgatar, condenado só é o diabo. Essa mulher quebrou um paradigma para achar o que havia perdido em sua casa.

É muito bom ter uma boa roupa nova, ter dinheiro para ir onde queremos, mas melhor que tudo isso é resgatar valores, buscar nossa identidade em Cristo, precisamos ter uma força maior dentro de nós, não seja aquilo que queremos que seja feito, mas que seja o que o Senhor deseja para nossas vidas

A primeira coisa que aquela mulher fez foi acender a candeia, ela precisava encontrar essa dracma, mas não tinha como ela encontrar no escuro, nos cantinhos mais remotos, sem o auxílio de uma luz. Se há algo perdido em nossas vidas, precisamos buscar em Jesus.

Para que possamos resgatar nossos valores, precisamos procurar Jesus nossa luz nas trevas, não acharemos nenhum tesouro, se a palavra Dele não estiver dentro de nós. O Senhor quer nos auxiliar, Ele é o nosso ajudador, apenas a presença Dele pode nos dar uma luz, que possamos chamar Jesus para ser o centro de nossa vida e nossa casa, pois, ele irá iluminar.

Precisamos buscar a direção, caminhar no escuro nos faz tropeçarmos, nós precisamos de luz, para que possamos buscar a direção precisamos ter a palavra no guardada no coração.

"Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti." (Salmos 119: 11)

"Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho." (Salmos 119: 105)

Nós não queremos nos esforçar, aquela mulher, após acender a candeia, ela varre a casa, ela se esforçou, colocou atitude, levantou a poeira, tirou os móveis do lugar, nos lugares mais difíceis para encontra sua dracma. Isso nos mostra que devemos nos esforçar grandemente, para conquistarmos nossos sonhos e restauração de nosso lar, para resgatar aquilo que está pedido.

Se quisermos vencer, devemos suar nossa camisa, quando temos um problema é mais fácil empurrar a sujeira para debaixo do tapete, mas nós devemos nos esforçar para tirar toda a sujeira que nos impede resgatar aquilo que está perdido.

Nossa primeira casa, não é o imóvel a qual vivemos, nossa primeira casa somos nós mesmos, não podemos receber nada da parte de Deus se estivermos impuros. O Senhor necessita que recuperemos nossa dracma, a fim de solucionar nossos problemas, pois, eles nos tornam cancerosos, leprosos, pois, impedem que outras pessoas sejam abençoadas através de nosso testemunho, nós precisamos acender a candeia, varrer a sujeitar e o pecado de nossas vidas.

Não é de qualquer maneira que nossas orações seerão atendidas, Deus necessita que nós venhamos resolver nossos conflitos.

Com esta mulher aprendemos três princípios de zelo:

1º Busca diligente: ela buscou com diligência, até encontrar. Quando um soldado recebe uma ordem, ele trata de cumprir as ordens de seu superior ainda que seja com a própria vida. Nós somos soldados de Cristo, nossa missão é a de buscarmos a nossa cura daquilo que está doente dentro de nós, para que possamos receber o melhor do Senhor que foi o Seu filho amado, para que possamos nos levantar como a força de uma nova geração, como um verdadeiro exército.

2 – Não desistir: ela não parou sua busca enquanto não encontrou. Sempre que chega dezembro, fazemos uma lista de coisas que queremos, mas não conseguimos cumprir quase nenhuma delas, pois desistimos no meio do caminho. Infelizmente, temos olhado as circunstâncias, e para alcançarmos o milagre, não podemos desistir, ainda que tudo nos diga não.

3 – Cuidado: foi uma busca meticulosa, ela foi a todos os cômodos observando com cuidado. Observe sua mente, será que são pensamentos de paz ou de pornografia, angústia, amargura, falta de perdão? Procure na sua casa o que perdeu.

4 – Perseverança: ela só parou quando ela encontrou, a palavra perseverança pode ser definida como nunca desista, pois, um dia nós teremos orgulho de mostrar a todos a nossa dracma perdida.

Qual é o tesouro que perdemos em nossa casa? Podem ser várias dracmas perdidas, a fidelidade conjugal, o prazer por estar na casa de Deus, pela leitura da palavra, filhos andando por maus caminhos. Pare e pense na em sua dracma perdida, procure em sua memória, onde você a perdeu.

Que possamos meditar e identificar nossa dracma perdida, nenhum sucesso compensa o fracasso de nossa família. O mais importante não é como começamos a escrever nossa história, mas como terminamos.

O Senhor quer resgatar dentro de nós aquilo que perdemos, a função de satanás é roubar, matar e destruir não tem como sermos um homem ou mulher e Deus sem termos as bases firmadas no Senhor.

Nós somos necessitados da presença do Senhor nas nossas vidas, precisamos buscar com diligencia, precisamos tirar todo o pecado e imundícia, se não temos diálog com nossa família, creia que o Espírito Santo se compadece de nós.

Precisamos ser uma força, precisamos do rio de águas vivas a jorrar dentro de nós, precisamos nos prostra diante do Senhor, não sei em qual área essa dracma foi perdia, mas só o Senhor pode restaurar e te ajudar a encontrá-la, ainda que seja necessário renunciar, que possamos enxergar aquilo que precisamos, devemos permitir que o Senhor promova em nós o verdadeiro avivamento, tirando de nós a capa da religiosidade. Procure sua dracma perdida, reflita onde foi que caiu para que volte atrás e comece tudo outra vez. Pense nisso!!!

23 de agosto de 2011

1ª CONFERÊNCIA EBD

1ª Conferência da EBD, na coordenação dos alunos do CEFOL – Centro de Estudos e Formação de Líderes, com o tema: “AVIVA Ó SENHOR A TUA OBRA!’ (Habacuque 3: 2 parte B)

Avivar significa trazer a vida novamente, tornar a ter vida. Se você está se sentindo frio e distante de Deus e tem o desejo de mudança em sua vida espiritual, esteja conosco no dia 04/09 as 09h da manhã e participe conosco de desta conferência. Deus pode mudar a sua história, mas isso só depende de você!!!

22 de agosto de 2011

QUAL TEM SIDO A SUA OCUPAÇÃO?

21/08 /11 Culto de Celebração

Pr. Cláudio

"Então lhe disseram: Declara-nos tu agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual é a tua terra? E de que povo és tu?" (Jonas 1: 8)

Jonas recebeu da parte de Deus um chamado, uma missão de ir pregar em Nínive, aquele povo, adoravam deuses e imagens uma delas era a figura de um grande peixe, para aquele povo, os estrangeiros não eram bem aceitos, e se tais pregassem um deus diferente do deus a qual eles serviam, estes o matavam.

Conhecendo a história daquele povo, Jonas recusou-se ir para aquela terra tentou fugir da face de Deus ao tomar uma embarcação que estava partindo para a cidade de Társis, mas quando a embarcação estava em alto mar, veio uma forte tempestade, todos os tripulantes estavam procurando lançar ao mar tudo o que podiam para evitar o naufrágio, mas cada vez mais a tempestade e as ondas ficavam mais violentas, então os marinheiros foram buscar ajuda e respostas em seus deuses, e encontraram a Jonas dormindo, então aqueles homens após lançar a sorte descobriram que a causa daquela tormenta dava-se por causa de Jonas, que após ser questionado assumiu que estava fugindo do Poderoso Deus Altíssimo, e que a solução seria lançá-lo no mar.

Quando Jonas foi lançado no mar, veio um imenso peixe e o engoliu, após três dias e três noites no ventre do peixe, Jonas foi vomitado na terra de Nínive, cidade a qual Deus havia designado a Jonas.

Naquela cidade, Jonas pregou o arrependimento aquele povo, então, eles confessaram seus pecados a Deus, redimiram-se de seus maus caminhos e o Senhor os perdoou.

Mas antes disso tudo, os marinheiros daquela embarcação, questionaram a Jonas, quem ele era de onde ele tinha vindo, de que povo ele pertencia, qual a ocupação dele?

Hoje o Senhor nos pergunta: “qual tem sido a nossa ocupação hoje”?

Deus colocou em nossas mãos uma missão, Ele nos conhece melhor que qualquer outra pessoa, mas muitas vezes nós escolhemos a contramão da vontade de Deus.

Qual tem sido a nossa primazia? Nós temos cuidado de nossa vida secular, temos ocupado todo o nosso tempo com tantas coisas, não é errado isso não, mas precisamos deixar e dedicar um tempo para o Senhor, pois, o tempo está passando e Deus tem um plano e um propósito para nossas vidas, mas nossa preocupação tem sido apenas com nossos problemas e projetos pessoais.

Quando nós partirmos desta terra, tudo isso ficará, a pergunta é? Será que Deus nos chamou para isso? Será que Ele entregou a vida por nós apenas para cuidarmos de nossa vida? Porque será que não paramos para pensar em nosso chamado? Nosso chamado é cumprir o IDE do Senhor, influenciar pessoas através da palavra de Deus e as conduzir ao caminho da salvação.

Precisamos entender que a cruz vai além da salvação, ela também significa renuncia! Se nossa preocupação está apenas no material, o dia que nós fecharmos nossos olhos nesta terra, tudo o que construímos ficará. Nossos diplomas apenas serão recordações para quem ficar, de nada mais servirão.

Quando nossas aflições estão envolvidas juntamente com os planos de Deus, passamos por aflições, mas o Senhor passará conosco, temos que saber dividir nosso tempo.

"Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus." (Mateus 22: 21)

"Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela." (Salmo 127: 1)

Precisamos nos dispor mais para a obra, mesmo que não tenhamos tempo, podemos ajudar a manter aqueles que tem tempo, é hora de deixarmos de ser críticos com aquelas pessoas que estão a colocar a mão no arado e nos dispormos.

Neemias estava edificando os muros de Jerusalém e Sambalate e Tobias, estavam a criticar. Cuidado com as críticas, pois, ai daqueles que tocam no ungido do Senhor. Está na hora de pararmos para pensar de que lado estamos? De Deus ou do diabo? Será que estamos sendo covardes, que ao nos deparar com a primeira luta, já queremos desistir?

Nada vem de mãos beijadas para nós, por isso precisamos lutar, pois, onde nós temos mais lutas, ali estará à grande vitória do Senhor para nossas vidas. Deixe Deus agir no tempo Dele. Nós somos filhos de Deus, e como filhos, temos direito a uma herança, Deus não é nenhum irresponsável, pois, ai daquele que tocar no ungido do Senhor.

Qual tem sido a sua ocupação?

Deus nunca escolheu desocupados para a obra, quando Ele escolheu Davi, Davi estava no campo pastoreando ovelhas, Abraão estava a zelar do patrimônio de sua família, mas ele foi capaz de largar tudo e seguir a voz de Deus. Quando Jesus escolheu os doze apóstolos que o seguiam, todos eles estavam trabalhando para garantir o sustento. Deus tem cuidado de seus escolhidos, e quando é para a obra não há desculpas, pois, Deus não é nenhum irresponsável, quando abraçamos a obra, Deus abraça nossa causa.

Qual tem sido a sua ocupação?

Existem pessoas que vivem de passado, carregado de mágoas de “estimação”. Todas as afrontas que vem sobre a nossa vida é para tentar nos parar, porque o inimigo sabe que se ele conseguir nos parar, nós não daremos continuidade a nosso chamado, e as almas que deveriam ser salvas através de nossa vida e testemunho, não serão alcançadas.

Para aqueles que estão parados no meio do caminho, levanta a tua cabeça, pois a tua vida não pode ser baseada no passado, mas vivendo o presente e de olho no futuro caminhado ao lado do Senhor, trilhando a cada dia uma nova história.

Paulo foi um perseguidor do evangelho por zelo a obra de Deus, pois, ele vivia de acordo com a lei, mas quando ele seguia no caminho de Damasco os seus olhos espirituais foram abertos, e ele entendeu que ele não perseguia ao povo, mas ele estava perseguindo ao próprio Deus.

Qual tem sido a sua ocupação?

Naquele grande dia muitos dirão: “Senhor, em teu nome eu profetizei, expulsei demônios, falava em línguas, profetizava em teu nome..”, mas o Senhor dirá a eles: “apartai de mim, pois tudo o que fazias, era para se aparecer, para a sua própria glória!”

Sabe qual a verdadeira ocupação de um servo?

É fazer a obra de Deus crescer com excelência, levantar ao caído, é ser a favor da obra de Deus, pregar o evangelho a toda à criatura cumprindo o ide, realizar a vontade de Deus, ainda que esta vontade sobreponha a própria vontade, quem está na obra de Deus vive guiado por Deus.

Existem muitos ignorantes por aí que dizem: “não senti Deus me tocar para fazer isso..”, a ordem de Deus é clara, devemos cumprir o IDE. Quando Jesus morreu na cruz por nós, Ele morreu para nos dar vida, e vida em abundância.

Nós somos a Zoé de Deus, que quer dizer a própria vida de Deus dentro de nós, somos templo e morada do Espírito Santo de Deus. Quando as lutas vêm sobre nossas vidas, elas vêm para aumentar a nossa intimidade e comunhão com Deus, mas quando estamos cegos espiritualmente, não conseguimos ver e entender isso, a única coisa que fazemos é murmurar, trazendo para nossa vida a “síndrome do coitadinho”.

Existem situações que passamos em nossa vida que são para aumentar a nossa fé, existem momentos de humilhação e choro, mas nenhum sofrimento é eterno, pois, onde abundou a humilhação superabundará à exaltação de Deus.

Deus não esquece nenhum filho seu, se o momento a qual estás vivendo hoje é de luta, creia que o Senhor irá mudar a sua história, ainda que te chamem de louco, pois, estes que te censuram verão a glória de Deus na sua vida.

Nós podemos questionar qualquer pessoa, mas não podemos questionar a fé de ninguém, pois, a fé é algo particular de cada pessoa, não abra mão de seu chamado, daquilo que Deus tem te prometido. Ninguém tem o direito de julgar a ninguém, e é no pó que nós entendemos que cada um tem o seu valor quando nós nos encontramos na caverna, no fundo do poço, Deus não se esquece de nós e Ele nos chama pelo nome para fora da caverna para escrever uma nova história em nossa vida. Agora só depende de nós, pense nisso!!!

15 de agosto de 2011

1 - MICHELE NASCIMENTO

Marque em sua agenda, dia 02 de setembro, estaremos recebendo a cantora Michele Nascimento. Venha e traga um amigo, e vamos louvar e celebrar juntos tudo aquilo que o Senhor tem feito no nosso meio.

Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR. (Salmos 122: 1)

II CONFERÊNCIA DE MULHERES

II Conferência de Mulheres Tema: "Mulher a Força de uma Nova Geração" Dias 26 a 28 de agosto, esperamos por você!!

13 de agosto de 2011

MUDANÇA DE VIDA

CULTO DA UNÇÃO

NA DIREÇÃO DAS DAMAS

12/08/11

MISS. DEUSIMAR

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12: 1 e 2)

Quando chegamos à presença de Deus, Ele nos apresenta um novo caminho, uma nova história, um novo estilo de vida, mas para que aconteça este processo na nossa vida, existe um caminho a ser percorrido, mas a nossa história não é mudada assim num piscar de olhos, existe todo um processo que precisamos passar.

Quando lemos a palavra nós temos acesso apenas à mensagem escrita revelada, mas quando nós buscamos a Deus nós recebemos revelação daquela palavra.

A mulher do fluxo de sangue era uma mulher considerada imunda, se ela fosse casada seu marido já teria se separado dela, porque tudo o que ela tocava se tornava imundo, ela era rejeitada. Nó podemos considerá-la como doente, tudo o que ela podia fazer para ser curada ela tinha feito. Foram doze anos daquela mulher lutando contra o que estava sobre o corpo dela, rejeitada, fraca, imagina nós mulheres normais que com três ou quatro dias sofremos com cólicas, algumas enxaquecas, a grande vilã TP. Imagina aquela mulher o que ela não viveu?

Mas por doze anos ela lutou para continuar vivendo, ela buscou vida. Muitos oram por dois ou três anos e quer desistir, questiona a Deus, e diz: “Senhor eu já chorei, jejuei, mas não recebi a minha vitória...”, mas aquela mulher esperou por doze anos e ela não desistiu, então não desista daquilo que Deus tem para a sua vida, aquela mulher perseverou, muitos passam por menos que isso e já pedem a morte.

A nossa luta não chega aos pés do que aquela mulher passou o exemplo que ela deixou para nós, foi a perseverança, fé e atitude. Deus não gosta de pessoas que ficam em cima do muro, quando ela ouviu falar de Jesus, ela nunca havia se aproximado Dele, nem convivido mas nós temos relacionamento, nós fazemos parte do corpo de Cristo, ela teve que tocar na orla para ser curada, mas o reino de Deus está dentro de nós e a palavra de vitória já foi liberada a nós.

É necessário transformarmos a nossa mente, a forma de vermos as coisas, precisamos abrir a visão espiritual, as vezes nos achamos tão pequenos, o menor e desprezado, imagina aquela mulher.

Às vezes só porque um irmão passou por outro e não cumprimentou o outro irmão, já é o suficiente para uns e outros saírem da igreja, aquela mulher não tinha nem força física, mas ela tinha a convicção que seria curada.

Deus gosta de pessoas ousadas, quando viermos à casa de Deus precisamos estar determinados que Deus irá fazer um milagre em nossas vidas, nós temos muitos conceitos que nos acompanham em nossas vidas, que precisam ser lavados e transformados.

Abraão quando saiu do meio de sua parentela ao ouvir a voz de Deus, ele foi ousado, muitas vezes Deus fala conosco que vai mudar a nossa história e nós duvidamos. Quando, Deus prometeu a Abraão que iria dar um filho a ele, ele esperou por esta benção por vinte e cinco anos.

Foi apresentado a nós um novo caminho, um novo estilo de vida, mas as coisas na nossa vida têm um caminho a ser percorrido, Abrão esperou vinte e cinco anos, mas Sarah quis dar uma mãozinha, mudando o percurso da história. Se hoje existe um conflito em Israel, foi pela atitude precipitada de Sarah. Não queira dar uma mãozinha para Deus, ela quis se colocar como cabeça naquela hora, Abraão também errou, porque ele tinha que se posicionar como cabeça, mas se deixou levar pela vontade de sua mulher.

Aconteceu no jardim do Édem quando Eva se levantou para oferecer o fruto proibido, Adão sabia que Deus o havia proibido, mas mesmo assim ele insistiu e caiu no pecado da desobediência.

Nós mulheres não fomos criadas para ser cabeça, podemos ter todos os dons, usadas e cheias do Espírito Santo, somos a peça fundamental para a igreja e para o homem, Deus colocou a mulher para trazer o equilíbrio, mas quando não entendemos o nosso papel nós causamos desequilíbrio. Eva e Sara quiseram assumir a situação e causaram um desequilíbrio.

O mundo tem deturpado a imagem e o caminho da mulher, Sarah tentou dar uma mãozinha e teve duras conseqüências. Embora o cônjuge não seja convertido, e não tenha entendido o chamado dele na igreja, no contexto da família, nós devemos ser sábias, devemos entregar a Deus, não podemos colocar a nossa mão onde não devemos, pois, tudo existe um tempo. Abraão esperou vinte e cinco anos pela promessa, esperou com fé porque sabia que Deus iria cumpri, Calebe e Josué esperaram quarenta e cinco anos, tem gente que ta esperando um ano, dois, e está querendo desistir.

Não é a nossa maneira de nos vestir que irá mudar alguma coisa, nós podemos falar com qualquer pessoa do mundo basta apenas um clique e em segundos já temos resposta, mas com Deus não é assim não podemos confundir, querer orar e logo ser respondido.

Nós não temos paciência de esperar nada, se formos a uma pizzaria e esperarmos dez minutos já começamos a murmurar, essa “agilidade” está fazendo com que seja criada uma igreja ansiosa, se não tivermos o último lançamento de celular, carro, computador, murmuramos e achamos que estamos derrotados, fracassados mas a palavra de Deus nos diz que temos que ser transformados pela palavra, não podemos deixar que o mundo transforme aquilo que Deus tem para nós.

O que Deus tem para nós é muito maior, o problema deste mundo está concentrado no poder, e se a igreja não entender o propósito de Deus, a igreja vai se perder como temos visto algumas igrejas perdendo o foco que é a salvação em Cristo. Nós temos que entender que nós temos algo que o dinheiro não compra que é Cristo.

Todos nós gostamos de roupas, casa boa, carro novo, mas isso não pode ser o embasamento da nossa vida. Existem muitas pessoas frustradas dentro da igreja por crerem no evangelho da prosperidade, Deus dá, mas no tempo Dele, enquanto estivermos esperando benção financeira para glorificar a nossa vida diante dos outros, Deus não vai dar, pois o nosso coração não pode estar no material.

Quando estamos alicerçados na presença de Deus nós não deixamos a Deus por qualquer coisa, nós precisamos mudar a nossa mente, o nosso caráter, o nosso comportamento e nossas atitudes, armadura de Deus em nossa vida, pesa pelo cinto da verdade. Quando mentimos, cai o cinto da verdade em nossa vida, a nossa armadura cai e nós caímos e questionamos porque estamos passando por certas lutas.

A única coisa que o diabo criou foi à mentira, ela é filha dele, Deus disse que nós devemos apresentar o nosso corpo como sacrifício vivo e racional, devemos sacrificar o nosso eu, nossos desejos, nossos olhos, nossas mãos, o nosso corpo deve ser apresentado a Deus como sacrifício vivo. Muitas vezes não apresentamos o nosso corpo como sacrifício vivo a Deus, porque não vigiamos. Nosso corpo deve ser apresentado como sacrifício vivo. Mas por quê?

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12: 2)

Quantas são as promessas que o Senhor nos tem feito? Deus é perfeito e sua vontade é mais que perfeita, mas a vontade é Dele, não nossa. Em Salmos diz que se agradarmos a Deus, Ele irá satisfazer o desejo do nosso coração. O que Deus espera de nós então? Isso é pessoal de cada um, que cada um possa fazer uma auto-analise.

Deus quer que a gente seja transformado pelas mãos Dele, no ouvir, no falar no andar, devemos deixar Ele nos transformar, da forma Dele, Ele quer nos transformar, e Ele tem o prazer de nos abençoar, mas o que tem impedido que a benção Dele chegue até nós? Sara impediu a vitoria.

Alguns estão na igreja em todos os cultos, temos que ter o cuidado de não nos tornarmos religiosos, pois, dar o dizimo e a oferta, não sentar a mesa dos escarnecedores, não beber e não se prostituir, são obrigação, mas o coração precisa de mudança a forma de ver as coisas precisa ser mudada, a maneira de ver o próximo precisa ser mudada. Precisamos sair da posição de “religioso” da igreja, de parar de apontar os outros quando alguém erra, às vezes a pessoa que achamos fraco às vezes ela dá o melhor, o religioso acha que não precisa de libertação, pois, ele já está perfeito e não é bem assim.

Nós precisamos de uma mudança, e para a benção chegar precisamos mudar nosso foco de visão. Quando nos prontificamos para a mudança e transformação, nossa visão vai mudando, saímos da situação de que Israel estava andando em círculo, Deus não nos tirou do Egito para morrer no deserto, a unção de Deus significa a presença de Deus em nossa vida.

Adão falava com Deus toda tarde, ele errou desobedecendo a Deus, no mesmo dia que ele errou Deus não deixou de procurá-lo por isso, Deus não desistiu de Adão e foi procurar por ele. Não importa se erramos, não importa, pois Deus está pronto para nos ouvir e para falar conosco. Adão tava fora da posição, mas Deus veio falar com ele, todos os dias Ele vem falar conosco.

O que temos feito? Será que temos parado para ouvir para Deus falar conosco? Todo dia Ele quer falar conosco, Ele quer quebrar maldição os laços, cadeias e prisões, mas para isso primeiro precisamos querer e deixar que Ele nos transforme. Pense nisso!!!