Animação IBESO

Tradutor / Translate

30 de julho de 2011

A TEMPESTADE VAI PASSAR

Culto da Unção 29/07/11

David Cerqueira

"E Lembrou-se Deus de Noé, e de todos os seres viventes, e de todo o gado que estavam com ele na arca; e Deus fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas. Cerraram-se também as fontes do abismo e as janelas dos céus, e a chuva dos céus deteve-se. E as águas iam-se escoando continuamente de sobre a terra, e ao fim de cento e cinqüenta dias minguaram. E a arca repousou no sétimo mês, no dia dezessete do mês, sobre os montes de Ararate. E foram as águas indo e minguando até ao décimo mês; no décimo mês, no primeiro dia do mês, apareceram os cumes dos montes. E aconteceu que ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela da arca que tinha feito. E soltou um corvo, que saiu, indo e voltando, até que as águas se secaram de sobre a terra. Depois soltou uma pomba, para ver se as águas tinham minguado de sobre a face da terra. A pomba, porém, não achou repouso para a planta do seu pé, e voltou a ele para a arca; porque as águas estavam sobre a face de toda a terra; e ele estendeu a sua mão, e tomou-a, e recolheu-a consigo na arca. E esperou ainda outros sete dias, e tornou a enviar a pomba fora da arca. E a pomba voltou a ele à tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra. Então esperou ainda outros sete dias, e enviou fora a pomba; mas não tornou mais a ele. E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta. E no segundo mês, aos vinte e sete dias do mês, a terra estava seca." (Gênesis 8: 1 a 14)

Esta é uma passagem muito conhecida por todos, já foi tema de produções cinematográficas algumas delas ganhadora de oscar.

Houve um tempo em que a iniqüidade espalhou-se pela terra, o homem havia se corrompido e o caos estava por todo lado, Deus vendo aquela situação, Ele sentiu em seu coração arrependimento de ter criado ao homem, meditando um pouco sobre este sentimento “arrependimento”, podemos compreender que Deus tinha em seu coração uma profunda tristeza com tudo aquilo que Ele estava vendo. Então decidiu destruir a terra, mas quando Deus olhou para a terra com olhos de misericórdia, Ele pode encontrar um homem a qual lhe chamou atenção, este homem não havia se corrompido, este home era Noé.

Deus chamou Noé e lhe orientou que construísse uma grande arca para que abrigasse sua família e um casal de cada espécie de animal. Noé obedecendo à voz de Deus parou seus afazeres para cumprir a ordem de Deus. Muitas foram às vezes que ele falou aquele povo que Deus iria mandar um grande dilúvio sobre a terra, mas todos zombavam dele e não creram em suas palavras.

Assim também acontece com nossas vidas, Deus nos pede para que a gente pare tudo o que estamos fazendo, para fazer a vontade Dele, pois, Ele deseja mudar a nossa história. Noé teve coragem de ouvir a voz de Deus e deu início a grande construção da arca, mesmo sendo escarnecido por seus amigos, ele não desistiu dos planos de Deus.

Quando Noé havia concluído a construção da arca, ele separou um casal de cada ser vivente, colocou-os na arca e entrou juntamente com sua família na arca e quando todos estavam lá dentro, Deus fechou a porta da arca. A porta que Deus fecha o homem não pode abrir e assim aconteceu com Noé, Deus sabia que se a porta fosse fechada por Noé, quando o povo começasse a bater na porta, ele se compadeceria e abriria a porta, mas aquela porta foi fechada por Deus, por mais que no coração de Noé houvesse o desejo de ajudar, a mão de Deus estava sobre a porta.

Aquela embarcação passou a vagar pelas muitas águas a deriva durante muitos dias. Hoje este barco é a igreja em busca da salvação, algumas pessoas têm corrido atrás de placas de igrejas, mas essa embarcação é a mesma, pois, o objetivo é um só nos conduzir a salvação. Muitos querem nadar sozinhos, mas a promessa é para quem está na arca.

"E LEMBROU-SE Deus de Noé, e de todos os seres viventes, e de todo o gado que estavam com ele na arca; e Deus fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas." (Gênesis 8: 1)

Após tanto tempo a deriva Noé certamente anseava sair dali, mas o autor do livro de Gênesis que foi Moisés, deixou claro que Deus havia se esquecido de Noé. Será que Deus se esquece de nós? Será que Ele é capaz de nos abandonar?

"Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim." (Isaías 49: 15 e 16)

Muitas vezes o Senhor nos prova, nos deixando em silêncio, mas isso não significa que Ele nos esqueceu ou nos abandonou.

Quando a embarcação dos discípulos estava em alto mar, e caía uma forte tempestade e o mar estava agitado e parecia que o barco ia naufragar, os discípulos apavorados procuraram por Jesus e Ele estava a dormir, então os discípulos foram despertar o Mestre, e Ele repreendeu ao vento e a tempestade. (Vide Marcos 4: 35 a 41). Ele não nos esquece, mas prova a nossa fé e na hora certa Ele vem para acalmar a tempestade e toda a agitação do mar.

"E soltou um corvo, que saiu, indo e voltando, até que as águas se secaram de sobre a terra." (Gênesis 8: 7)

O corvo é um animal considerado impuro, tem como componente principal da sua alimentação a carne de outros animais, ou seja, cadáveres animais. Mas espiritualmente o corvo significa a murmuração, falta de fé é quando deixamos de olhar as coisas com os olhos espirituais e passamos a ver com os olhos humanos, então abrimos mão do sobrenatural para vermos apenas as coisas naturais.

Aquele corvo ficou em volta da arca indo e voltando, isto nos mostra que a murmuração impede que a bênção de Deus chegue até a nossa vida. Muitas vezes em nossa caminhada até pode parecer que Deus se esqueceu de nós, mas o mais importante não é a tempestade, mas sim como passamos pela tempestade.

"Depois soltou uma pomba, para ver se as águas tinham minguado de sobre a face da terra. A pomba, porém, não achou repouso para a planta do seu pé, e voltou a ele para a arca; porque as águas estavam sobre a face de toda a terra; e ele estendeu a sua mão, e tomou-a, e recolheu-a consigo na arca." (Gênesis 8: 8 e 9)

A pomba é totalmente oposta ao corvo ela significa a presença do Espírito Santo de Deus assumindo a direção das nossas vidas, Ele é o nosso guia, o nosso intercessor e consolador. Quando João Batista batizou o Senhor Jesus, os céus se abriram e o Espírito de Deus veio sobre Ele como uma pomba. (Ler em Mateus 3: 13 a 17).

Noé tomou a decisão de ser guiado por Deus,e ele soltou a pomba, esta foi e voltou, então ele esperou por mais sete dias para tornar a soltar a pomba novamente. O número sete é o número da perfeição, quando nós decidimos que seremos guiados por Deus, muitas vezes nos deixamos levar pelo sentimento imediatista, mas Deus tem o tempo certo de operar, tem o tempo certo de nos abençoar.

"E a pomba voltou a ele à tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra." (Gênesis 8: 11)

Após Noé esperar os sete dias, e soltar novamente a pomba, esta voltou com uma folha de oliveira em seu bico. Através da oliveira extraímos o azeite da unção, enquanto tiver azeite nas nossas vidas à presença de Deus será constante e mais próximo estaremos da nossa bênção. Existe uma equação muito interessante: “nossa vida + unção = bênção”. Se Deus está nos ungindo têm bênção chegando a nossa vida.

"E edificou Noé um altar ao SENHOR; e tomou de todo o animal limpo e de toda a ave limpa, e ofereceu holocausto sobre o altar. E o SENHOR sentiu o suave cheiro, e o SENHOR disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz." (Gênesis 8: 20 e 21)

Noé saiu da arca, ele não foi comemorar com sua família, mas ele tratou de edificar um altar para sacrificar ao Senhor em gratidão, pois, ele passou por toda a tempestade e saiu dali, sem um arranhão se quer.

Quando adoramos a Deus na tempestade, sobe o perfume agradável da nossa adoração. Então adore e louve ao Senhor mesmo em meio à tempestade. Todos nós estamos sujeitos a passar por tempos de tempestade, mas o que importa não é a tempestade, mas a forma que nós passamos por ela, como nos portamos nos dias maus. Pense nisso!!!

29 de julho de 2011

DIA COM DEUS

O Ministério Batista Ebenézer do Setor "O" convida a todos para o "Dia com Deus", será neste sábado dia 30/07 das 08:00 as 18:00. Será um dia de muita oração, louvor e busca ao Senhor, contaremos com a presença de vários ministros da Palavra. Não perca esta oportunidade de passar um dia orando na presença do Senhor.
"Orai sem sessar." (I Tessalonicenses 5: 17)

28 de julho de 2011

DESCANSO NA SOMBRA DO ALTÍSSIMO

CULTO DA VITÓRIA

4º Dia da Campanha: Embusca de um Milagre

PR. Cláudio

Dia 27/07

"Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra. Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei. Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação." (Salmos 91: 1 a 16)

O Salmo 91 é um dos Salmos mais conhecidos pela maioria das pessoas muitas delas deixam suas bíblias abertas nele como uma espécie de amuleto. Mas meditando nele podemos ter uma percepção de que o autor tinha vivido experiências com Deus, por isso ele confiava tanto na proteção e refúgio no Senhor.

Existem teólogos que afirmam que este Salmo foi escrito por Moisés, mas não podemos afirmar com certeza a sua autoria. Mas se assim considerarmos, uma pessoa que está a caminhar no deserto, passará por muitas dificuldades, pois, durante o dia o sol é muito forte, por mais que uma pessoa tenha preparo físico, chegará um momento a qual o corpo será tomado pelo cansaço e o desânimo será certo, esta junção de cansaço e desânimo podem destruir qualquer plano, sonho ou projeto.

Muitas vezes, nós nos encontramos assim, cansados e desanimados de lutar, a verdade é que não existe super-crente, super-homem, todos nós somos dotados de sentimentos, mas nós temos algo em nós que faz toda a diferença que é a fé, através dela nós conseguimos nos manter de pé para continuar a lutar.

Para aqueles que caminhavam no deserto, o esconderijo do Altíssimo era um lugar a qual eles refugiavam-se para sentir a presença de Deus, buscá-lo na intimidade este era o esconderijo do Altíssimo.

Em nossos dias para que possamos descansar à sombra do Altíssimo precisamos aprender a confiar nossos problemas em Suas mãos, crendo que Ele será o nosso socorro, mas assim como o povo no deserto procurava um lugar mais afastado de todos para buscarem a Face de Deus, nós também precisamos, mas não é necessário sair em busca de um deserto, basta entrar em nosso quarto, fecharmos a porta e ali nos derramar na presença do Altíssimo, confiando a Ele nossas aflições.

"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6: 6)

Existem momentos em nossa vida, a qual os problemas são tantos que nos sentimos sufocados e não encontramos solução a nossa volta e nessa hora contamos apenas com a misericórdia do Senhor para conosco.

"Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.” (Salmo 91: 1)

O profeta Elias, passou por um momento único em sua vida, quando desafiou todo o povo a sacrificar ao Deus que respondesse com fogo, Deus x baal, depois desta demonstração de fé, e todo o povo declararem que só o Senhor era Deus, Elias passou a ser perseguido por uma mulher chamada Jesabel.

Naquele momento, Elias sentiu medo, ameaçado e só, então buscou refúgio em uma caverna. Quantas vezes em nossa vida nos sentimos como Elias? Quantas vezes o nosso maior desejo é jogar tudo para o alto e sumir de uma vez?

Quando Elias foi para caverna, ali naquele momento ele estava a abrir mão de seu ministério. Aquele que busca refúgio na sombra do Altíssimo encontra descanso, mesmo estando na caverna, Deus não abriu mão de Elias, e Deus sabia que aquele homem havia chegado ao limite, então Deus o chamou para fora da caverna, porque ali não era o lugar dele, pois, Deus ainda tinha planos para a vida de Elias que ele nem imaginava.

Muitas vezes nos encontramos como Elias, sozinho, desesperado e tomamos decisões precipitadas, sem antes buscar a Deus, até mesmo porque muitas vezes nós não temos intimidade com Deus. Mas quem descansa na sombra do Altíssimo, este encontra descanso e abrigo porque tem comunhão e intimidade com Deus, e não há como Deus não responder a sua oração, pois, Deus o conhece tanto, existe tanta sinceridade nas palavras, que Deus não resiste ao coração quebrantado.

Quando não temos intimidade com o Pai, nós extrapolamos os limites, e as conseqüências disto são conflitos gerados, mágoas, ressentimentos, dor e muito pranto. Estabeleça uma verdadeira comunhão com Deus, descanse a sombra do Altíssimo, não adianta buscarmos em homens um alvo, uma orientação, pois, não há refúgio melhor que o encontrado aos pés do Senhor.

Existem coisas em nossas vidas a qual devemos esperar e buscar no Senhor as respostas. Devemos refletir um pouco mais sobre o que Deus tem pra nós. Também sabemos que passaremos por lutas em nossa jornada, mas precisamos saber diferenciar se o que tem vindo sobre nossas vidas é algo da parte de Deus para nosso crescimento espiritual ou se tem sido conseqüência de decisões e atitudes precipitadas.

Devemos aprender a colocar nossos anseios na presença do Senhor para que possamos descansar à sombra do Altíssimo, mas isto só acontecerá se buscarmos intimidade com Ele, e quando nos tornamos amigos íntimos do Senhor, nós somos capazes de ouvir a sua voz a falar conosco, seremos capas de compreender melhor a palavra que Ele nos deixou, mas se Ele não falar de uma das duas formas, Ele poderá usar um profeta de Deus para falar conosco.

"Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." (Isaías 55 : 6)

A nossa comunhão não pode depender de outras pessoas, nossa comunhão e descanso no Altíssimo só depende de nós mesmos. Pense nisso!!!

26 de julho de 2011

DESPERTA

CULTO DE CELEBRAÇÃO

Pr. Cláudio

24/07/11

"Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais. Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus. Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;" (I Tessalonicenses 4: 1 a 3)

Falar da palavra de Deus é alimentar a nossa fé que é ter a convicção de algo. A igreja está vivendo os últimos dias e está na hora de valorizarmos a palavra de Deus, no sentido de meditarmos nela, está na hora de abandonar os “achismos” para nos alicerçarmos na palavra de Deus que é viva e eficaz para nossas vidas.

Nas cartas escritas pelo apóstolo Paulo, ele nos aconselha a termos uma vida com propósito, ele nos ensina a viver pela fé. Será que temos vivido de acordo com a nossa fé? Será que as nossas atitudes correspondem a essa fé? Será que temos clamado apenas com palavras vazias?

Nossa vida pode ser muito curta, e ela está passando, será que o que temos feito tem servido para alguma coisa? Será que nossas ações têm contribuído para a obra de Deus crescer? Temos que viver de acordo com a nossa fé.

"E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." (Mateus 24: 12)

Temos visto a iniqüidade se multiplicando de tal forma que a vida perdeu o valor, há um “povo” tentando calar a nossa voz e em casos extremos fechado até igrejas, existem pessoas que estão dentro da igreja e que tem desanimado e aceitado os manjares que o mundo tem oferecido “ingenuamente” e aos poucos temos visto a justificativa mais comum de que “não tem nada a ver”, e com isso, muitas pessoas tem se desviado do que diz a palavra de Deus.

Nossos jovens hoje, poucos são os que verdadeiramente têm influenciado a outros jovens a trilhar os caminhos segundo a vontade de Deus.

Muitos de nós às vezes não compreendemos que viver uma vida para agradar a Deus é dizer não a nós mesmos, nossas atitudes devem ser direcionadas pelo Espírito Santo de Deus, pois, só Ele pode fazer a diferença nas nossas vidas. Devemos prosseguir em crescer espiritualmente, buscar agradar a Deus chamar a sua atenção para as nossas vidas.

Aqueles que estão passando por algum tipo de perseguição, lembrem-se que existem dois tipos de perseguição, aquelas com a qual causamos devido a problemas de pessoais e as perseguições que sofremos por amor a Cristo. Para as perseguições pessoais devemos ser sábios e interceder por nossos perseguidores, já as perseguições por amor a Cristo, Jesus nos deixou uma palavra de ânimo e conforto:

"Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;" (Mateus 5: 10)

Não devemos confiar os nossos problemas e aflições nas mãos de quem nada pode fazer por nós, a melhor coisa a qual podemos fazer, é entrar em nosso quarto para buscarmos a face de Deus, buscá-lo na intimidade e chorar na presença Dele, a Ele devemos confiar toda a nossa vida e nossa história.

"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6: 6)

Existem momentos em nossas vidas que as lutas estão tão grandes que a nossa vontade é de jogar tudo para o alto e desistir, quando estamos com os olhos voltados para a cruz, nós conseguimos compreender que cada dia que temos, é uma nova chance para escrevermos uma nova história, o que nos resta é fazer nossas escolhas.

Todos nós temos o selo do Espírito Santo de Deus e este selo ninguém pode tirar das nossas vidas este selo, não importa se diante de nós estiver o mar, pois, a ordem de Deus é para marchar, pois, até o mar terá que abrir caminho para passarmos com os pés enxutos.

Mas para que possamos andar na presença de Deus, precisamos ter um coração puro e limpo. Para ter este coração puro é necessário buscarmos a face de Deus e meditar em sua palavra para que o nosso caráter possa ser moldado por Deus.

Nós como igreja do Senhor precisamos uns dos outros, precisamos aprender a ser tolerantes e respeitar o direito de cada um, amar ao próximo como a nós mesmos, não olhando para os defeitos, pois, Deus nos amou de tal forma que foi capaz de entregar o seu único filho para que morresse em nosso lugar, mesmo nós sendo pecadores e injustos. O mesmo sangue que foi derramado pela vida de um justo, este também foi derramado pela vida de um ímpio.

O apóstolo Paulo quando se converteu ao evangelho, ele se lançou na obra por inteiro, sem se preocupar com a própria vida, porque ele entendeu o objetivo da salvação que era para todos não apenas para judeus, mas também era para gentios. Ele percorreu toda a Europa, esteve em lugares onde o evangelho não foi bem aceito e pelos religiosos, e por esta razão foi humilhado, açoitado, preso injustamente, mas mesmo diante de todas as adversidades que ele tinha passado, ele nunca deixou de adorar a Deus.

Por onde Paulo passou pregando o evangelho, as pessoas eram salvas e libertas pelo poder da palavra. Ele foi capaz de abrir mão de tudo por amor ao evangelho, por amor a Cristo Jesus, suas atitudes mudaram e marcaram a história da igreja.

Paulo pouco antes de ser julgado, ele esperou por seus amigos, mas ninguém esteve com ele, ainda diante da decepção e do abandono de seus amigos, ele não deixou de se preocupar com a vida espiritual de muitos e com a proclamação do evangelho, o tempo todo ele estava consciente que havia feito o melhor pela obra.

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé." (II Timóteo 4: 7)

Se Cristo vive em nós, temos que aprender a renunciar nosso ego, renunciar nossa razão procurar ver a glória de Deus na vida de outras pessoas, além disso, precisamos aprender a viver em comunhão nós fazemos parte de um exército. Em um grupo de soldados que vai a guerra, nenhum soldado levanta-se para o ataque ao inimigo sozinho, ele sempre está acompanhado por um batalhão, pois, um dá proteção e cobertura ao outro, assim devemos ser nós na fé cristã, um apoiando o outro estando sempre juntos andando de fé em fé.

Devemos andar em comunhão, viver no amor em Cristo Jesus, buscar Nele sabedoria se não compreendermos isso, iremos padecer no deserto. Precisamos valorizar a palavra de Deus, meditando na bíblia buscando estar alicerçados na rocha.

Não podemos edificar nossa vida na família, pois, não temos poder para proteger nossa família, devemos estar alicerçados na presença de Deus, apresentando nossa família em suas mãos em constante oração.

"Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela." (Salmos 127: 1)

Muitos tiveram a oportunidade de buscar a Deus em vida, mas não souberam aproveitar, após a morte segue-se o juízo, depois de morrer não há mais o que fazer, a hora e o momento é este, então vamos aproveitar as oportunidades que Deus tem nos dado que nosso coração tenha o desejo e o anseio Sua presença e justiça. Que cada vez que nos colocarmos em oração diante de Deus possamos orar com sinceridade no coração, que possamos demonstrar a um verdadeiro amor, como se fosse nossa última chance.

Deus tem propósito para a vida de cada um de nós. E será que nós temos colocado a Deus em nossos propósitos, sonhos e projetos? Está na hora de pararmos para pensar o que temos feito de nossas vidas, pois, no instante em que morrermos os bens materiais ficam, e o nosso espírito? Reflita sobre isto, e tome uma atitude!!!

22 de julho de 2011

1 - DAVID CERQUEIRA

O Ministério Batista Ebenézer, convida a todos para estarem conosco dia 29/07 sexta-feita as 19: 30 para conhecer o testemundo de David Cerqueira. Venha e traga um amigo, e vamos celebrar juntos tudo aquilo que o Senhor tem feito no nosso meio.

Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. (Malaquias 3: 18)

18 de julho de 2011

LIBERTE-SE

CULTO DE CELEBRAÇÃO

Pr. Cláudio

18/07/11

"Porém os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR; e o SENHOR os deu nas mãos dos midianitas por sete anos. E, prevalecendo a mão dos midianitas sobre Israel, fizeram os filhos de Israel para si, por causa dos midianitas, as covas que estão nos montes, as cavernas e as fortificações. Porque sucedia que, semeando Israel, os midianitas e os amalequitas, e também os do oriente, contra ele subiam. E punham-se contra ele em campo, e destruíam os frutos da terra, até chegarem a Gaza; e não deixavam mantimento em Israel, nem ovelhas, nem bois, nem jumentos. Porque subiam com os seus gados e tendas; vinham como gafanhotos, em grande multidão que não se podia contar, nem a eles nem aos seus camelos; e entravam na terra, para a destruir. Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas; então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR. E sucedeu que, clamando os filhos de Israel ao SENHOR por causa dos midianitas; Enviou o SENHOR um profeta aos filhos de Israel, que lhes disse: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Do Egito eu vos fiz subir, e vos tirei da casa da servidão; E vos livrei da mão dos egípcios, e da mão de todos quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de vós, e a vós dei a sua terra. E vos disse: Eu sou o SENHOR vosso Deus; não temais aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; mas não destes ouvidos à minha voz. " (Juízes 6: 1 a 10)

A bíblia é um livro que é para ser vivido em todas as áreas de nossa vida, não podemos fazer separação de uma área para Deus e outra pessoal e particular nossa, nossa vida precisa estar pautada na bíblia e isso significa dar ouvido a voz de Deus, desta forma não é o nosso querer, mas sim o querer de Deus para nossa vida.

Deus é soberano e achou graça em Abrão, o separou do meio de sua parentela idólatra, ensinou ele a O adorar em Espírito e em verdade, trocou seu nome para Abraão, lhe fez uma promessa que ele seria pai de uma grande nação, também o instruiu como, deveria oferecer sacrifícios, oferta inclusive como o seu povo deveria se relacionar e constituir família. Neste ponto da constituição de família, o povo de Israel não poderia se misturar a outros povos e culturas.

Israel teve muitas oportunidades para serem exaltados pelo próprio Deus, o tempo passou e o povo estava havia se tornado escravos no Egito e ao clamarem a Deus para que os tirasse daquele cativeiro, Deus então levantou Moisés para que conduzisse o povo na caminhada pelo deserto, mas o povo murmurou e desobedeceu trazendo sobre eles o castigo de andarem por quarenta anos em uma jornada que deveria ter durado apenas quarenta dias, durante este tempo Deus não deixou lhes faltar nada, a roupa e os calçados não envelheceram, coluna de fogo os aquecia de noite e nuvens durante o dia para fazer sombra, além do maná que descia todos os dias do céu, mas mesmo assim o povo murmurava que melhor estariam no Egito.

Quando aquele povo entrou na terra prometida guiados por Josué, eles foram capazes de esquecer-se de tudo quanto Deus havia feito por eles em toda a jornada. Esse esquecimento trouxe reflexo nos levitas que já não faziam mais questão de adorar a Deus, os sacerdotes não cuidavam mais do povo, fazendo com que o povo viesse a morrer espiritualmente, mas mesmo diante de tudo isso, Deus entregou o povo de Israel nas mãos dos Midianitas.

Existem promessas que são liberadas sem medida outras são condicionadas outras como: “... se ouvires...” (Dt 28: 1), “... se obedeceres...” (Dt. 28: 13), mas o povo abriu mão das promessas. Para Deus agir em nossas vidas é necessário que seja dado o primeiro passo por nós.

Os filhos de Israel fizeram o que era mau diante dos olhos de Deus, desta forma Deus os entregou nas mãos do inimigo. Diante disso, podemos compreender que tudo aquilo que nós plantarmos nós colheremos assim como Israel, é a lei da ação e reação Deus não vai interferir nas nossas decisões.

O que queremos fazer do nosso jeito, Deus não irá se meter, existem escolhas que fazemos que podem refletir em nossas vidas pelo resto da vida. Como namorar sem compromisso, hoje com uma pessoa, amanhã com outra, e numa dessas atitudes fora do escopo da presença de Deus, surgem os desejos incontrolados e a conseqüência disto são filhos fora de um casamento. Para quem vive alicerçado nas mentiras, está juntando maldição para a sua vida, o pai da mentira é o diabo. Deixe Deus guiar a sua vida.

"Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus." (Romanos 8: 14)

Aquele povo precisou padecer durante sete anos nas mãos dos midianitas, Israel foi buscar refúgio em covas e cavernas. Hoje quantas pessoas não têm vivido na caverna do desânimo, da incredulidade, do pecado, da prostituição. Para Israel essas cavernas não resolveram os seus problemas, pois, tudo o que eles produziam os inimigos destruíam.

Em Malaquias 3, vemos que quando o povo deixou de honrar a Deus, eles passaram a ser amaldiçoados e roubados, Israel passou sete anos de luta e dificuldade, até que eles despertaram para clamar ao Deus vivo.

Hoje, Ele nos chama para fora da caverna, para que as bênçãos do Senhor possam nos alcançar, pois, é o poder de Deus que pode mudar a história da nossa vida. A nossa fé não pode ser influenciada por pessoas, mas sim pela própria palavra de Deus.

Já mais compare a sua vida com a dos outros por julgar que esse alguém está “melhor”, lembre-se que você está na posição a qual Deus te quer e no tempo de Deus, Ele o exaltará, você é um escolhido por Deus, salvo em Cristo Jesus sobre a sua cabeça está o óleo do Espírito Santo de Deus.

Talvez você tenha sonhos, planos, projetos, permaneça firme na posição, pois, se Deus prometeu, Ele é fiel para cumprir, mudar a sua história e te colocar em lugares cada vez mais altos, mas para isso cumpra as condições que Ele estabeleceu.

Existem muitos crentes frustrados, com sonhos frustrados, talvez algumas pessoas que estão a sua volta têm te desmotivado e até julgam que estás louco, mas Deus é Deus que muda história e não há nada impossível para o que Nele crê.

Creia que Deus está tirando de seu caminho toda pedra de tropeço de sua vida, Deus tem cuidado de sua família, de seus sonhos e projetos e no momento certo as coisas pequenas virão a ser maiores na tua vida, basta somente crer. Pense nisso!!!

15 de julho de 2011

QUAL O SEU FLUXO?

CULTO DA VITÓRIA

Dia da Campanha: Em Busca de um Milagre

Obreira: Francileide D. Corte

"E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue; E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior; Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste. Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei. E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes? E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou? E ele olhava em redor, para ver a que isto fizera. Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal." (Marcos 5: 25 a 34)

Este é um texto bastante conhecido por muitos, porém, ninguém já mais ouviu falar o nome desta mulher, não há relatos do registro de seu nome, mas a sua história ficou marcada pela sua ousadia e coragem. Nós muitas vezes não somos reconhecidos pelo nosso próprio nome, mas a história, o legado que deixamos muitas vezes fala mais alto.

Vamos analisar alguns pontos importantes desta história:

1º - O fluxo: o período do ciclo menstrual de uma mulher que geralmente é de três a cinco dias é um momento delicado para algumas mulheres, algumas sentem cólicas, outras têm TPM, outras durante este período tornam-se extremamente sensíveis, enfim, este é um momento delicado para muitas mulheres.

Mas aquela mulher estava doente, fisicamente ela deveria estar pálida, fraca, pois, o seu fluxo já durava doze anos. Além disso, de acordo com as tradições judaicas a mulher quando estava neste período era considerada impura, e por esta razão ela era separada do seio familiar.

Psicologicamente, ela devia sentir-se fragilizada, pois, há doze anos padecendo fisicamente e todo este tempo separada de sua família não deve ter sido fácil para esta mulher superar a todo esse panorama.

“E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior;” (Marcos 5: 28)

2º - Finanças: de acordo com o relato bíblico, ela havia se desfeito de seus bens na tentativa frustrada em busca de uma cura que não veio ao contrário, a cada dia que passava esta mulher desfalecia cada vez mais.

Hoje nós olhamos para algumas pessoas que precisam se submeter a, longos tratamentos e vemos que estas durante o tratamento sofrem com os efeitos colaterais e nem sempre conseguem livrar-se de tais tratamentos. Com aquela mulher não deve ter sido diferente, ela estava marcada pelo sofrimento da doença e do abandono.

Aquela mulher poderia ter tentado colocar um fim em sua vida, mas ela foi paciente. Diante deste quadro, qual tem sido o seu fluxo? Como tens reagido a ele? Será que tu tens te entregado? Ou tens lutado?

“Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste. Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.” (Marcos 5: 27 e 28)

3º - Ouvir: essa mulher apenas ouviu falar de Jesus, não sabemos como ela soube que Jesus poderia curá-la, ela só precisou ter a informação de que poderia ser curada, então ela creu e foi em busca de seu milagre.

Ela conheceu a Jesus através de um desconhecido apenas por ouvir falar de seus sinais, embora não o conhecesse pessoalmente, ela sabia quem era aquele a qual ela teria que buscar para que sua história tivesse um final diferente, daquele a qual já estava sentenciada.

Não foi fácil para aquela mulher ir em busca de seu milagre, pois, mais uma vez ela se via diante das barreiras da religiosidade, pois, se ela fosse pega, poderia ser apedrejada devido a sua impureza. Além disso, a multidão que seguia a Jesus a qual ela teria que romper era outro obstáculo, pois, ela devia estar fraca, talvez sentido tonturas mas aquela mulher estava determinada e nada poderia contê-la.

“E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes? E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou?” (Marcos 5: 29 a 31)

4º - Virtude: quando aquela mulher lhe tocou as vestes de Jesus, ela não tocou em qualquer lugar ela tocou na orla de seu vestido, lugar de quem se prostra, e prostrando-se aos pés de Jesus sua fé foi tamanha que imediatamente o seu fluxo secou.

Naquela hora Jesus sentiu um toque diferente no meio da multidão, mas os discípulos que estavam a sua volta devem até ter sorrido, Mestre com tanta gente a sua volta como pergunta quem te tocou, eles viam naquele momento algo físico, mas Jesus via o espiritual, Ele via o sobrenatural acontecendo no meio daquela multidão, pois, alguém O havia tocado diferente de toda a multidão, pois, havia saído virtude.

Não adianta gritar se espernear, fazer escândalos na presença de Deus se não houver verdadeiramente uma fé genuína, uma fé pura como a daquela mulher, é necessário “tocá-lo de modo diferente”. Muitos hoje ao louvarem ao Senhor não conseguem mais se derramar e se prostrar como verdadeiros adoradores e na verdade é isso o que o Senhor espera de nós.

“Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal.” (Marcos 5: 33 e 34)

5º - Reconhecimento: aquela mulher não se calou quando ouviu o Mestre questionar sobre quem O havia tocado, ela certamente devia estar maravilhada, com a bênção que acabara de receber, não hesitou em reconhecer sua atitude de ter tocado, de ter recebido o seu milagre.

Esta história ficou marcada para sempre, porque esta mulher teve coragem de romper com os dogmas da religiosidade, romper com a multidão, e tocar no Mestre de uma forma diferente.

Seja qual for o teu milagre, Deus pode te curar hoje, agora, basta tão somente crer e tocá-lo como nunca tocou, entregue a Ele uma adoração sincera, se derrame na presença Dele como talvez você nunca fez. Chame a atenção Dele nesta hora a seu favor e diga a Ele qual tem sido o seu fluxo, diga a Ele o que tem lhe afligido. Viva um momento de intimidade com o Senhor e chame à existência aquilo que não existe em sua vida através da sua fé.

O Senhor tem propósito para as nossas vidas, o nosso valor é inestimável prova disso foi que Deus entregou o seu único filho para morrer por nós para nos salvar, curar e libertar, para Ele não há impossível. Pense nisso!!!!

12 de julho de 2011

NOSSA PROGRAMAÇÃO

Para você que necessita de um milagre, participe conosco da SEMANA DA COLHEITA em um só Espírito e em uma só fé entre os dias 31/07 a 07/08. Não perca esta oportunidade de orando conosco!

"Se andardes nos meus estatutos, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes; Então eu vos darei as chuvas a seu tempo; e a terra dará a sua colheita, e a árvore do campo dará o seu fruto;" (Levítico 25: 4 e 5)

11 de julho de 2011

DESEJO A TUA PRESENÇA

Culto de Celebração

Pr. Gleidson – IBE /Águas Lindas

"Ó DEUS, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água; Para ver a tua força e a tua glória, como te vi no santuário. Porque a tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios te louvarão. Assim eu te bendirei enquanto viver; em teu nome levantarei as minhas mãos." (Salmos 63: 1 a 4)

"Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós." (Tiago 4: 8 parte a)

Todos nós devemos ter em nosso coração um verdadeiro desejo pela presença de Deus, devemos ansear em buscar a face de Deus para nossas vidas, ter fome e sede da Sua palavra, mas, o que temos visto é que este desejo tem se perdido no meio da igreja.

Todos nós temos vivemos em constante correria, é trabalho, estudos, família, mas nada disso pode ser mais importante que a presença de Deus, precisamos tirar um tempo para buscar a presença de Deus, assim como temos tempo para nossa vida secular, precisamos dedicar a Deus um tempo de qualidade, para buscá-Lo em Espírito e em verdade.

Mas vem a hora e há chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em Espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é Espírito; e importa que os seus adoradores O adorem em Espírito e em verdade. (João 4: 23 e 24)

Que ao buscarmos a Sua face, não O busquemos pelo o que Ele pode nos dar que esta busca não seja uma cobrança de uma bênção que ainda não chegou e não seja uma murmuração, mas que esta busca seja a de um verdadeiro adorador.

Só o fato de estarmos de pé e com saúde já é um motivo para agradecê-Lo, pela misericórdia que Ele têm tido conosco. Temos deixado o inimigo semear sentimentos de frustrações, e com isso, passamos a viver no engano de que Deus já se esqueceu de nós. Mas, para aqueles que meditam na palavra, estão alicerçados nela, são capazes de compreender que o Senhor já nos deu tudo, Ele têm nos abençoado a cada dia além das promessas que Ele nos fez e a palavra que Ele nos deixou nos garante isso.

Quando Deus criou o homem e a mulher, Ele mantinha uma relação de intimidade com Adão e Eva, Ele estava face a face com eles todos os dias, mas houve um dia em que Deus procurou por eles no jardim e não os encontrou.

Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si. Quando ouviram a voz de Deus no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? (Gênesis 3: 7 a 9)

O Senhor sabia onde eles estavam, mas o que Ele buscou naquele momento foi saber onde estavam os seus adoradores, mas a resposta deles foi que estavam nus e tiveram vergonha e por isso, se esconderam da face de Deus.

Hoje talvez muitos se sintam como Adão e Eva e se questionem por não ter algo que tanto sonhavam e almejavam, talvez até tenham pedido a Deus, mas o tempo Dele não é o nosso e por essa razão muitas vezes a nossa bênção demora um pouco mais para chegar, e nesta hora procuramos nos afastar de Deus, julgando estar Nele a culpa, quando na verdade estamos nos escondendo da nossa vergonha, da nossa ansiedade e nos afastamos de Sua face. E hoje Ele nos pergunta: Onde estás?

O tempo de adorar é este, não perca a oportunidade de buscar a face de Deus, pois, Ele está à procura dos verdadeiros adoradores.

Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto. (Isaías 55: 6)

Mas vem a hora e há chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em Espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é Espírito; e importa que os seus adoradores O adorem em Espírito e em verdade. (João 4: 23 e 24)

À hora é agora, não é depois, buscai e invocai enquanto o Senhor está perto, enquanto podemos encontra-Lo, que nada venha nos impedir de abrir nossos lábios para O adorar, que os nossos ouvidos possam estar atentos para ouvir a Sua voz.

"Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força." (Neemias 8: 10 parte c)

Muitas vezes nós brincamos de servir a Deus, mas o diabo não brinca de ser diabo, ele sabe qual será o fim dele, como ele também sabe que em Cristo somos mais que vencedores, se estamos aqui hoje na presença do Senhor, foi porque Ele nos deu forças para chegarmos até aqui para O adorar.

Em uma construção de um prédio, as colunas e pilares de sustentação são fundamentais para não comprometer a infra-estrutura, da mesma forma hoje na casa do Senhor nós temos pessoas importantes que são colunas na obra do Senhor que são o pastor, o obreiro, os líderes, através deles, muitas vidas serão alcançadas e através do testemunho de vida deles muitos morrerão para o mundo e nascerão para Cristo.

Quando nós estamos em Cristo, nós podemos tudo, porém, somos sábios ao pedir algo para Deus, pois, a nossa preocupação é glorificar o nome do Senhor através do nosso testemunho. O nosso amor e adoração devem ser expressos ao Senhor e não aos bens materiais.

Devemos buscar primeiramente ao Senhor e a sua justiça, pois, Ele acrescentará sobre a nossa vida tudo àquilo que precisamos.

Precisamos ter sede pela presença do Senhor em nossas vidas, ter fome pela palavra, que nada seja mais importante que a busca pelo Senhor, é Ele quem tem todas as chaves que abrem todas as portas dos nossos sonhos, quem crer certamente e estiver atento a voz de Deus comerá o melhor desta terra.

A presença de Deus nos traz vida, e através de nossa vida e de nosso testemunho o nome do Senhor é exaltado, a nossa família foi escolhida por Deus, agora a escolha é nossa, devemos escolher a Deus e estabelecer um relacionamento intimo e sincero diante da presença Dele.

Deixe de barganhar com Deus, coloque nas mãos do Senhor todas as suas preocupações, busque a verdadeira essência da adoração em sua vida e deixe Deus agir em sua vida.