Animação IBESO

Tradutor / Translate

31 de março de 2011

RECONSTRUINDO UM NOVO TEMPLO

"Veio, pois, a palavra do SENHOR, por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Porventura é para vós tempo de habitardes nas vossas casas forradas, enquanto esta casa fica deserta? Ora, pois, assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o SENHOR. Esperastes o muito, mas eis que veio a ser pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu dissipei com um sopro. Por que causa? disse o SENHOR dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, enquanto cada um de vós corre à sua própria casa. Por isso retém os céus sobre vós o orvalho, e a terra detém os seus frutos. E mandei vir a seca sobre a terra, e sobre os montes, e sobre o trigo, e sobre o mosto, e sobre o azeite, e sobre o que a terra produz; como também sobre os homens, e sobre o gado, e sobre todo o trabalho das mãos." (Ageu 1: 3 a 11)

Esta mensagem nos mostra um povo que estava preocupado em ganhar dinheiro, construir casas, adquirindo bens, mas que deixaram o Senhor em segundo plano, mas o Senhor levantou o profeta Ageu para fazer com que aquele povo se voltasse para Deus, lembrando-os de onde Deus os tirou. Aquele povo embora soubesse quem era Deus, eles estavam muitos distantes da vontade e dos caminhos do Senhor.

Quando nós nos afastamos de Deus, as portas se fecham, Aquele que dá também tira, e o que tira também é capaz de dar.

Nós temos uma missão a de cumprir o IDE e pregai o evangelho, muitas vezes nós usamos a desculpa que não sabemos pregar, mas todos nós sabemos falar e é Deus quem nos capacita, mas para isso é necessário deixar Deus nos usar, nós fomos chamados para fazer a diferença.

O Senhor nos olhou lá do céu, e nos viu desesperados e humilhados, mas Ele não olhou para nossos defeitos, Ele nos amou nos escolheu, nos deu liberdade para escolhermos o caminho que quiséssemos seguir.

O povo narrado no livro de Ageu, eles comiam, mas, não se saciavam, eles ganhavam dinheiro, mas era como se fossem colocados em um saquitel furado, faltava algo na vida deles que era a presença de Deus.

A única coisa que Deus quer é que sejamos obedientes, quando Ele chamou aquele povo, Ele trouxe a memória daquele povo tudo aquilo que Ele havia feito no passado, embora eles tivessem sido abençoados por Deus, aquele povo abandonou a Deus, a casa do Senhor foi esquecida.

Deus hoje nos chama para reconstruirmos o nosso templo, para que Deus possa habitar, precisamos perseverar permanecer na fé, pois, a glória da segunda casa será maior que a da primeira. Dinheiro, casa, carro não compram a nossa salvação, mas a obediência a Deus salva cura e liberta.

Não adianta apenas estar na casa de Deus, é preciso estar atento ao mover do Espírito Santo, enquanto louvamos a presença de Deus é real e o poder de Deus é derramado em nossa vida. Deus usa coisas simples para falar conosco.

Muitas vezes não sabemos quem está ao nosso lado, mas o nosso milagre pode acontecer a qualquer momento. Deus usou o profeta Ageu para falar com aquele povo para que eles reconstruíssem o templo, Ele assim o fez porque o templo é lugar de adoração, exortação e testemunho.

Quando o povo se reúne no templo na presença de Deus nós podemos contemplar experiências com Deus, mas quando o povo está despercebido não é possível ver a manifestação da glória de Deus.

Muitas vezes quando tudo parece estar parado, e o inimigo pensa que está a triunfar sobre nossas fraquezas, é nesta hora que Deus levanta, e capacita pessoas dentro da obra, mas para isso é necessário que estejamos na posição, para darmos lugar para Deus trabalhar.

Temos visto em nosso meio muito crente agente secreto por aí, que tem vergonha de proclamar aquilo que o Senhor tem feito quem quer milagre precisa obedecer, precisa tomar a posição de agente de milagre e assumir quem ele é não somente na igreja, como no trabalho, em casa, na rua onde quer que esteja.

Precisamos perder o medo que há dentro de nós, Abraão foi vitorioso em sua jornada, pois, ouviu a voz de Deus e obedeceu e até hoje ele é lembrado. Não adianta apenas ir à igreja, mas é necessário ouvir e cumprir os designos do Senhor.

Muitas vezes as lutas que estamos passando, chega a nos desanimar, mas precisamos entender que muitas vezes é necessário que certas situações aconteçam em nossas vidas para que possamos glorificar o nome do Senhor.

Quando estamos na prova, e nos humilhamos diante da soberania de Deus, Ele não resiste ao coração quebrantado e se levanta do seu trono para nos dar vitória.

Aquele povo descrito pelo profeta, quando deu ouvida a palavra de Deus, o Senhor mudou a história daquele povo e os abençoou. Conosco não é diferente, todos nós podemos viver a glória da segunda casa, mas para isso é necessário nos manter na posição. Pense nisso!

5ª Semana da Campanha: “Escrevendo uma Nova História” 30/03/2011

Reconstruindo um Novo Templo

Preletor: Pr. Marcelo Silva Assembléia de Deus - RJ

25 de março de 2011

MALDADE

Tinha Manassés doze anos de idade, quando começou a reinar, e cinqüenta e cinco anos reinou em Jerusalém. E fez o que era mau aos olhos do SENHOR, conforme as abominações dos gentios que o SENHOR lançara fora de diante dos filhos de Israel. Porque tornou a edificar os altos que Ezequias, seu pai tinha derrubado; e levantou altares aos Baalins, e fez bosques, e prostrou-se diante de todo o exército dos céus, e o serviu. E edificou altares na casa do SENHOR, da qual o SENHOR tinha falado: Em Jerusalém estará o meu nome eternamente. Edificou altares a todo o exército dos céus, em ambos os átrios da casa do SENHOR. Fez ele também passar seus filhos pelo fogo no vale do filho de Hinom, e usou de adivinhações e de agouros, e de feitiçarias, e consultou adivinhos e encantadores, e fez muitíssimo mal aos olhos do SENHOR, para o provocar à ira. Também pôs uma imagem de escultura do ídolo que tinha feito, na casa de Deus, da qual Deus tinha falado a Davi e a Salomão seu filho: Nesta casa e em Jerusalém, que escolhi de todas as tribos de Israel, porei o meu nome para sempre. E nunca mais removerei o pé de Israel da terra que destinei os vossos pais; contanto que tenham cuidado de fazer tudo o que eu lhes ordenei, conforme a toda a lei, e estatutos, e juízos, dados pela mão de Moisés. E Manassés tanto fez errar a Judá e aos moradores de Jerusalém, que fizeram pior do que as nações que o SENHOR tinha destruído de diante dos filhos de Israel. E falou o SENHOR a Manassés e ao seu povo, porém não deram ouvidos. Assim o SENHOR trouxe sobre eles os capitães do exército do rei da Assíria, os quais prenderam a Manassés com ganchos e, amarrando-o com cadeias, o levaram para Babilônia. E ele, angustiado, orou deveras ao SENHOR seu Deus, e humilhou-se muito perante o Deus de seus pais; E fez-lhe oração, e Deus se aplacou para com ele, e ouviu a sua súplica, e tornou a trazê-lo a Jerusalém, ao seu reino. Então conheceu Manassés que o SENHOR era Deus. E depois disto edificou o muro de fora da cidade de Davi, ao ocidente de Giom, no vale, e à entrada da porta do peixe, e ao redor de Ofel, e o levantou muito alto; também pôs capitães de guerra em todas as cidades fortificadas de Judá. E tirou da casa do SENHOR os deuses estranhos e o ídolo, como também todos os altares que tinha edificado no monte da casa do SENHOR, e em Jerusalém, e os lançou fora da cidade. E reparou o altar do SENHOR e ofereceu sobre ele sacrifícios de ofertas pacíficas e de louvor; e ordenou a Judá que servisse ao SENHOR Deus de Israel. Contudo o povo ainda sacrificava nos altos, mas somente ao SENHOR seu Deus. O restante dos atos de Manassés, e a sua oração ao seu Deus, e as palavras dos videntes que lhe falaram no nome do SENHOR Deus de Israel, eis que estão nas crônicas dos reis de Israel. E a sua oração, e como Deus se aplacou para com ele, e todo o seu pecado, e a sua transgressão, e os lugares onde edificou altos, e pôs bosques e imagens de escultura, antes que se humilhasse, eis que estão escritos nos livros dos videntes. E dormiu Manassés com seus pais, e o sepultaram em sua casa. Amom, seu filho, reinou em seu lugar. (II Crônicas 33: 1 a 20)

Ao ler o texto de hoje, talvez você tenha ficado chocado com tantas atrocidades cometidas por Manasés em seu reinado. Tais fatos realmente são fortes, mas precisamos lembrar que diante de Deus todo erro é erro e não há um mais grave que outro, e assim conseqüências diferentes. No caso do rei Manasses seus erros não afetaram apenas a sua vida. Ele foi levado cativo e sua maldade fez com que todo povo se desviasse dos retos caminhos do Senhor por muitos anos, de tal forma que Manasses não conseguiu alterar a situação, embora após voltar-se ao Senhor tenha ordenado muitas mudanças.

A maldade e desobediência de Manasses causam revolta a quem lê sobre sua vida. Provavelmente nenhum ser humano diria que ele deveria ter sido perdoado por Deus. Mas que bom que diante de Deus as coisas são diferentes e ele restaura até mesmo as piores pessoas. Foi isso que aconteceu com esse rei. Após cometer tantos erros, em um momento de angústia ele se voltou ao Senhor e foi ouvido. Quando ele orou, o Senhor o ouviu e atendeu o seu pedido. Infelizmente Manassés demorou para reconhecer que estava errado e para voltar-se a Deus. Isso nos serve de lição:

1 – Deus restaura o ser humano: Não importa quantos e quais erros tenha cometido, basta que haja disposição de cada um em chegar-se ao Senhor e humilhar-se perante ele;

2 – Não há idade limite para mudanças: Não sabemos quantos anos tinha Manasses quando foi restaurado, mas o que importa é que ele percebeu que ainda havia tempo para buscar a Deus;

3 – A misericórdia do Senhor:

As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; (Lamentações 3: 22)

Seja qual for sua história de vida, a misericórdia inesgotável de Deus se manifesta a todo ser humano que dele se aproxima, da mesma forma que aconteceu com o tão temível e depois restaurado rei Manassés.

"Lembra-te, SENHOR, das tuas misericórdias e das tuas benignidades, porque são desde a eternidade." (Salmos 25: 6)

Nunca é tarde para buscar a Deus e mudar de vida.

Pão Diário

O Livro de Leituras Devocionais Diárias Nº 14

Mensagem: Maldade

Autores:

Claiton André Kunz – Ijuí / RS

Marivete Zanoni Kunz – Ijuí / RS

20 de março de 2011

EM SEGREDO

"E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6: 5 e 6)

Quem não está habituado com as orações espontâneas dos evangélicos fica maravilhado com o uso das palavras, a conjugação dos verbos (mesmo que errada, às vezes!) os adjetivos, enfim, toda a falação com a qual nos dirigimos a Deus.

De fato, há muita gente que ora bonito demais. Mas bonito mesmo é o que Deus faz sem ninguém ver diante daquele que é absolutamente sincero e verdadeiro quando está orando “sozinho com Deus”, seja no quarto ou em qualquer outro lugar.

É no segredo do coração que as maiores lutas e as maiores bênçãos acontecem. O coração humano é cheio de artimanhas, mas quando estamos sós, podemos abrir a alma e deixar fluir o que somos e o que temos dentro de nós, seja bonito ou feio, diante de Deus. E o melhor de tudo é saber que Ele não se assombra com nada, mas deseja que nosso coração seja transparente diante dele.

Relacionar-se com Deus não depende de protocolos. Diferente de quando nos aproximamos de alguém importante a quem queremos impressionar e falamos usando o melhor do nosso vocabulário, o diálogo com Deus passa por outra fia: a da sinceridade!

Ele não se impressiona conosco. Nunca o surpreenderemos! Ele sim, nos surpreende sempre com sua graça, com seu amor sem fim, com seus ouvidos atentos, com seu perdão, com amnésia eterna diante dos pecados confessados.

O convite de Jesus é o da intimidade com Deus, da amizade plena, da verdade absoluta. Por isso busque um lugar quieto e, ali, seja no seu quarto, na rua, num parque ou na escuridão silenciosa do leito, abra-se diante dele dizendo que tudo o que há em você, expondo suas dúvidas, medos e alegrias. Agradeça e exalte-o livremente sem a necessidade de usar palavras belas e conjugações verbais impecáveis.

Aliás – não é preciso sequer usar palavras, pois, Ele entende plenamente a linguagem de um coração cheio de verdade. É momento sublime e secreto que ele abençoará. Reflita sobre isso.

E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos. (Lucas 11: 1)

Em oração fale a vontade, mas não à toa.

Pão Diário

O Livro de Leituras Devocionais Diárias Nº 14

Mensagem: Em Segredo

Autor:Wanderley de Matos Júnior

17 de março de 2011

LEVANTE-SE

"E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada. E estavam observando-o se curaria no sábado, para o acusarem. E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio. E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se. E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra. E, tendo saído os fariseus, tomaram logo conselho com os herodianos contra ele, procurando ver como o matariam." (Marcos 3: 1 a 6)

Quantas pessoas estão deixando de ser abençoadas por causa da sua timidez ou por receio do que os outros vão pensar!

“Vivem em cima do muro” e não se animam a tomar a uma decisão de se entregar-se a Deus. Lembro-me de que, quando comecei a ir com minha esposa à igreja, eu me disfarçava para que nenhum conhecido me visse entrar, pois, muitos deles diziam que a igreja era o lugar dos fracos.

Hoje discordando deste raciocínio: tomar posição não é nenhuma fraqueza, mas é superar pré-conceitos e timidez, não se importando com o que os outros vão dizer. Já é uma vitória.

Jesus nos dá o exemplo disto. Sempre estava nas sinagogas falando abertamente e trazendo ensinamentos que muitas vezes desagradavam aos líderes religiosos de então. Embora soubesse que estes queriam matá-lo por causa disso, o Senhor nunca se acovardou.

No episódio que lemos hoje havia no local um homem de mão aleijada, que Jesus desafiou dizendo: “levante-se e venha para o meu meio!” Este estendeu e foi um que saiu novamente “de cima do muro” enfrentando pré-conceitos da época com sua deficiência.

Expôs-se à atenção de todos os presentes. E o Senhor Jesus disse ao homem: “estenda sua mão” quando ele fez isso, a mão foi totalmente restaurada. O que importava nesta hora a opinião dos outros?

O público certamente não trará a solução para os que afligem. Já quando o recado de Jesus nos alcança, quando Ele chama, Ele quer e verdadeiramente pode restaurar a nossa vida – e nós sabemos o quanto esta restauração é necessária. Todavia, é preciso atender ao chamado e expor-se diante Dele.

Este é o apelo de hoje: levante-se mostre o seu problema ao Senhor e deixe-O agir e resolvê-lo.

"Levanta-te e vem para o meio." (Marcos 3: 3 parte B)

Jesus não busca heróis, mas quem responda ao seu chamado.

Pão Diário

O Livro de Leituras Devocionais Diárias Nº 14

Mensagem: Lembre-se

Autor: Elias Torres da Silva – São Bernado do Campo - SP

16 de março de 2011

OPOSIÇÃO

Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu SENHOR. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. (João 15: 18 a 21)

Os primeiros cristãos foram perseguidos pelo governo, pelas autoridades religiosas judaicas e também, de um modo geral, pelo povo. A maioria das pessoas não conseguia entender que alguém acreditasse na ressurreição de Jesus e o adorasse. O Senhor, que sofrera a mesma oposição, disse aos seus discípulos que as pessoas assim agiam porque não conheciam o Pai.

Por isso, elas apontavam para os cristãos como causadores da divisão de famílias, entre outras acusações. Na realidade, isso acontecia quando alguém compreendia o significado da vinda de Jesus e o outro se opunha. Sem dúvida, nesse caso a divisão se tornava uma realidade.

Cristo já tinha advertido seus seguidores de que a sua vinda traria dificuldades na família e que os inimigos do homem seriam seus próprios parentes.

E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. (Mateus 10: 6)

Porque o filho despreza ao pai, a filha se levanta contra sua mãe, a nora contra sua sogra, os inimigos do homem são os da sua própria casa. (Miquéias 7: 6)

Isso é realidade ainda hoje. Conheci uma senhora que começou a freqüentar e estudar a bíblia. Sua vida mudou mas, sua família não aprovou a decisão. Também conversei com um senhor que pedira à sua filha para sair de casa porque ela tinha se tornado cristã. Por mais que eu tentasse fazê-lo entender que era algo maravilhoso que ela estivesse estudando a Palavra de Deus, ele simplesmente rejeitou minha palavra.

Em nossos dias há muitas pessoas que ainda não conhecem a Deus. Elas não vivem muito distantes – na rua de nossa casa. Talvez trabalhem ao nosso lado. Quando percebem que somos seguidores de Jesus, sofreremos oposição. Não há como escapar dela, pois, sempre encontraremos aqueles que pensam diferente de nós e agirão conosco da mesma maneira que os contemporâneo de Jesus. Apesar disso, devemos continuar fies a Deus, estudando e praticando a palavra e buscando nele o nosso refúgio.

Não podemos desanimar por causa das dificuldades, mas estabelecer o alvo de servir ao Senhor até o fim da nossa vida. Fazendo isso, seremos vitoriosos.

"... no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16: 33 parte B)

Quem segue Jesus sofre oposição e ganha companhia.

Fonte: Pão Diário

O Livro de Leituras Devocionais Diárias Nº 14

Autor: João Garcia – Oakville, Canadá

14 de março de 2011

PÓS-REPE IBESO 2011

Não perca neste sábado dia 19/03 PÓS-REPE IBESO 2011. Será uma noite de muita adoração com a participação do Mel (Ministério Ebenézer de Louvor) e convidados, ministração da palavra com o Pastor Mac Anderson. Venha e traga sua família e seus amigos e celebre conosco esta grande festa Ministerial da Igreja Batista Ebenézer. Contamos com a sua presença!

QUANDO JESUS VOLTARÁ?

"NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também." (João 14: 1 a 3)

Nesta passagem, o Senhor Jesus como um anfitrião e preocupado em receber Sua noiva, iria retirar-se para preparar um lugar, mas nesta passagem Ele não afirma quando viria nos buscar.

As pessoas hoje fazem planos, projetos, pensam nas contas a pagar, se preocupam muito de como estarão amanhã, mas não estão preocupadas com o que acontecerá com seu espírito, pois, vemos cada vez mais as pessoas se esfriando na fé. Enquanto muitos estão fazendo planos, o mundo tem se preparado e conspirado contra o corpo de Cristo.

Jesus falou a seus discípulos que a sua volta poderia ser comparada a uma invasão de um ladrão em uma casa, pois, o ladrão não avisa quando chegará, ele simplesmente invade o ressinto sem aviso prévio. Será que estamos preparados espiritualmente para a volta de Jesus? Igreja do Senhor precisamos estarmos atentos!

"Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis." (Mateus 24: 42 a 44)

Precisamos buscar o caminho da santificação, sem isso ninguém verá a Deus. Será que estamos seguindo em paz com as pessoas que não temos afinidade? Ou será que temos declarado guerra?

Não podemos estar apreensivos neste grande dia, nem muito menos acreditando em falsas datas, pois, não há dia marcado para este grande acontecimento. Não podemos afirmar o dia e a hora, mas a bíblia nos dá pistas de quando isso irá acontecer.

"Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão;" (I Tessalonicenses 5: 2 a 4)

Mas porque de noite? Porque é nesta hora que estamos relaxados, talvez dormindo, mas aqueles que estão em Cristo verdadeiramente, são vigilantes, e estão atentos aos sinais e não serão surpreendidos, como muitos.

"E temos mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações." (II Pedro 1: 19)

Aqueles que têm a bíblia e estão em comunhão com Deus, não serão pegos de surpresa, pois, eles sabem que a qualquer momento Jesus voltará. Quantos estão perecendo por não conhecerem e examinarem as escrituras?

"E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo." (Hebreus 9: 27)

Muitos têm tempo para tudo o que deseja, mas quando falamos em ofertar um tempo de qualidade para Deus não há, pois, todos estão repleto de afazeres.

"Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." (Isaías 55: 6)

Nos últimos dias muitos terão fome e sede da palavra, pois, o Espírito estará sedento, mas talvez seja tarde de mais, muitos O procurarão, mas não O acharão. Jesus está voltando e a natureza já sentiu isso. Quando o Senhor Jesus foi crucificado, a natureza, sentiu, pois, o céu escureceu, a terra tremeu, houve trevas.

Está na hora de acordar, pois, a eternidade é algo sem fim, ou seja, não acaba. Será que temos pensado nisso? Para onde iremos, pois, existem dois caminhos um estreito que requer santificação e outro mais largo repleto de facilidades e prazeres.

O que é mais triste é saber que a igreja não está preocupada em falar sobre este tema, vemos hoje diversas teologias de prosperidade, cura e da manifestação do poder de Deus, mas a essência da salvação tem sido esquecida. Temos esquecido que estamos e vivemos nesta terra, mas não pertencemos a ela, pois, o nosso lugar é ao lado de Deus em um novo corpo, santificado.

Paulo mesmo estando sentenciado a morte, ele chama a atenção de Timóteo para que não deixe de pregar a palavra de Deus não desanime em meio às adversidades que encontrares. Muitas vezes somos crentes “feitos nas coxas”, que por qualquer razão ou dificuldade quer deixar de seguir os caminhos do Senhor.

"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério." (II Timóteo 4: 3 a 5)

Deus tem confiado o seu evangelho em nossas mãos, os sinais estão seguindo, temos que entrar no vale da oração, para darmos lugar para Deus nos libertar e assim possamos ver a Deus.

"Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus." (Apocalipse 22: 20)

A igreja está caminhando para o princípio das dores. Mas que princípios são esses? Basta olhar para a história do mundo, já houve duas guerras mundiais, Adolf Hitler exterminou milhares de judeus em campos de extermínio, hoje o Oriente Médio a qualquer momento pode estourar uma guerra, além destes sinais, temos visto nos noticiários terremotos, maremotos, avalanches de neve, fortes temporais, pessoas sendo dizimadas em catástrofes naturais cada vez maiores.

Deus tem nos dado várias oportunidades todos os dias, enquanto você está lendo este texto, tente refletir um pouco onde você tem firmado a sua fé?

"E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores." Mateus (24: 3 a 8)

Quer conhecer um falso crente? Basta observar suas atitudes, pois, nele não há preocupação alguma com sua vida espiritual, nem muito menos com a volta do Senhor Jesus. Mas aquele grande dia será um dia de surpresas, pois, muitos dirão em seu nome profetizei, expulsei demônios, mas o Senhor dirá afastai-vos de mim, pois, não os conheço. Outros têm se enganado fazendo do dinheiro o seu deus, poucos são os que verdadeiramente tem buscado a face de Deus.

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mateus 7: 21 a 23)

Só de saber que temos hoje a oportunidade de escolhermos o caminho a qual seguiremos e que este caminho nos conduz ao Senhor e que através de sua graça poderemos comer do fruto da árvore da vida, vê-Lo face-a-face é glória de mais.

Igreja prepara-se, pois, o teu Senhor está voltando!!!

Sabemos que um dos sinais seria a pregação do evangelho a toda criatura em todo o mundo, mas esta já é uma realidade, basta conferir o site www.portasabertas.org.br lá podemos conferir todo o trabalho missionário daqueles que se dispuseram a cumprir o ide do Senhor Jesus, levando o evangelho a povos e nações.

Além disso, o sistema político já está se preparando para instalar em cada pessoa o chip de identificação pessoal, o curioso é que ele só poderá ser implantado na mão direita ou na testa. Este é mais um sinal do a qual o Senhor nos advertiu.

"E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." (Apocalipse 13: 16 e 17)

É hora de concerto, igreja do Senhor, o verdadeiro objetivo do evangelho é libertar o homem do pecado. É momento de reflexão em nossas vidas, de quem somos, o que temos feito, como está nossa vida espiritual, examinar o nosso coração diante de Deus e procurar o caminho da santificação, pois, sem santificação, não veremos a Deus.

13/03/11 Culto de Celebração

& Santa Ceia

Pr. Cláudio Ferreira

11 de março de 2011

CULTO DE CELEBRAÇÃO & SANTA CEIA

O Ministério Batista Ebenézer - Setor "O" estará celebrando neste domingo dia 13/03/11 a partir das 19:00 horas, a Santa Ceia do Senhor, onde celebraremos a nossa salvação através do sangue de Jesus derramado na cruz por todos nós. Venha, o Senhor hoje te chama.

10 de março de 2011

BUSCAI AO SENHOR

“Sucedeu que, depois disto, os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e com eles outros dos amonitas, vieram à peleja contra Jeosafá. Então vieram alguns que avisaram a Jeosafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria; e eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi. Então Jeosafá temeu, e pôs-se a buscar o SENHOR, e apregoou jejum em toda a Judá. E Judá se ajuntou para pedir socorro ao SENHOR; também de todas as cidades de Judá vieram para buscar ao SENHOR. Então veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe; E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o SENHOR vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus. ” (II Crônicas 20: 1 a 4, 14 e 15)

Se analisarmos a história do rei Josafá, veremos que ele andou nos caminhos trilhados por Deus, procurou por em ordem a casa de Deus, levou a toda Judá a buscar a face do Senhor continuamente. Josafá foi chamado para levantar aquele povo a exortar a presença de Deus fazendo a diferença no seu tempo.

Todos nós temos um chamado diante de Deus, nós fomos chamados para ser sal da terra e luz do mundo, mas se a nossa luz está apagada isso significa que está faltando à presença de Deus em nossas vidas.

A parábola das dez virgens nos mostra isso, pois, cinco eram prudentes em sua lâmpada não faltava azeite, eram mulheres de virtude que davam ouvidos a voz de Deus, andavam nos caminhos retos e aplainados, porém, existiam outras cinco virgens que certamente ouviram a mesma palavra, mas não tiveram o mesmo zelo, comprometimento e intimidade com Deus, quem sabe era como muitos crentes que vão à igreja quando querem, demonstram através das aparências que são crentes, mas na verdade em seu íntimo enganam a si mesmos. No tempo determinado quando o noivo veio a buscar a sua noiva, as cinco virgens prudentes seguiram com seu noivo, porém as cinco imprudentes como não estavam preparadas, foram deixadas para trás. Que nós não sejamos como este exemplo das imprudentes, mas que sejamos crentes vigilantes a todo o tempo, cheios do Espírito Santo de Deus.

Josafá era um homem cheio da presença de Deus, mas mesmo assim ele sentiu medo daquela situação a qual lhe foi exposta, ele teve medo porque ele era um ser humano dotado de carne e emoções. Apesar disso, Josafá através de algumas atitudes mudou a história daquele povo. Através do testemunho de Josafá nós aprendemos três princípios:

1º Princípio Buscar a presença de Deus

Josafá temeu sim, mas ele foi buscar a presença do Senhor, e apregoar um jejum em toda a Judá. E nós, temos procedido de que maneira diante das dificuldades? Quantas vezes nós procuramos buscar a face do Senhor para Lhe pedir uma direção, ou até mesmo forças para seguir nossa jornada?

Talvez em nossas vidas, existam conflitos, dificuldades, contendas, ou quem sabe estejamos na bonança, na graça de Deus, mas em algum momento o inimigo se levantará contra nós, ele irá tentar nos fazer retroceder e voltar para o Egito. Nesta hora o que faremos? Desesperar-nos e esperar as coisas acontecerem ou buscar a face do Senhor? A escolha sempre estará em nossas mãos, cabe a nós fazer a escolha certa, Josafá escolheu buscar a face do Senhor.

Muitas vezes para buscarmos a face do Senhor precisamos nos humilhar como fez aquela mulher cananéia (Mateus 15: 21 a 28), que foi ao encontro do Senhor Jesus clamando por misericórdia, pois, sua filha estava endemoninhada, mas o Senhor foi duro em sua resposta ao dizer que não havia sido enviado aos gentios mas para os filhos de Israel, mas ela não se conformou com sua resposta e humilhou-se um pouco mais clamando por socorro, e mais uma vez o Senhor foi duro ao dizer que não era certo deixar de alimentar aos filhos para alimentar os cachorros, certamente muitos ao ouvir isto, desistiriam, mas aquela mulher estava convicta que só o Senhor era a solução para o seu problema e humilhou-se um pouco mais dizendo que até os cachorrinhos comiam das migalhas que caiam da mesa de seus donos, o Senhor viu naquela mulher uma fé tamanha, e abençôo aquela mulher.

Precisamos compreender que quem quer escrever uma nova história, é preciso estar aos pés do Senhor, Ele quer mudar, Ele pode mudar basta que sejamos firmes e perseverantes na fé.

2º Princípio Buscar ao Senhor em consagração

A bíblia nos relata a história da cura de um lunático (Mt. 17: 14 – 21), onde o pai daquele jovem procurou aos discípulos, pois, seu filho era lunático e aspirava cuidados, mas os discípulos nada puderam fazer para curar aquele jovem, aquele homem precisava de uma solução então o Senhor Jesus os chamou de geração incrédula e pediu que levassem aquele jovem para que fosse liberto daquele mal. Depois disto os discípulos o questionaram, porque eles mesmos não haviam conseguido expulsar aquele demônio, então o Senhor Jesus lhes disse que existem castas de demônios que só saem mediante jejum e oração.

Irmãos, não será em uma pizzaria ou em uma churrascaria que conseguiremos ter a unção de Deus em nossas vidas, mas será com jejum e oração, o Senhor nos deu autoridade sobre os demônios mas se esta autoridade não está sobre as nossas vidas, é hora de buscá-la.

3º Princípio pedir socorro a Deus diante da crise

Josafá buscou socorro no Senhor expondo a Ele suas limitações e reconhecendo os grandes feitos que o Senhor fizera no passado, demonstrando que aquela situação não era nada diante do Seu infinito poder.

Quando aquele povo se humilhou, o Espírito Santo de Deus desceu sobre aquele povo. Se nós usarmos as mesmas armas que Josafá e Judá usaram, seremos capazes de vencer nossos inimigos. Toda a Judá estava reunida de pé em um só propósito diante do Senhor, hoje nos reunimos na casa do Senhor, todos nós somos povo do Senhor em busca de Sua face.

Em volta de Josafá e Judá, estavam os inimigos. Em nosso derredor estão nossos inimigos, porém ao nosso redor estão os anjos do Senhor. Só o Senhor pode mudar a nossa história, Deus está conosco no nosso caminhar, mas a busca e a santificação dependem de cada um de nós, depende da nossa atitude de nos dobrar, nos humilhar diante da face do Senhor, quando fizermos isso, o Senhor nos capacitará a escrever uma nova história. Busque a face do Senhor com sinceridade, jejum e louvores a ele, seja um verdadeiro adorador.

Depois que aquele povo se prostrou e se humilhou diante da face do Senhor, o Espírito Santo de Deus foi derramado no meio daquela congregação. Hoje aquele que busca, que ora certamente estará cheio do Espírito Santo de Deus, pois, o nosso corpo é templo e morada do Espírito Santo de Deus, devemos nos manter firmes, constantes cuidando deste templo que é o nosso corpo.

Quem eram aqueles homens? Eram homens consagrados e separados por esta razão o Espírito de Deus foi derramado naquele lugar e o Senhor além de enchê-los com Seu Espírito, lhes trouxe a resposta da oração, tranqüilizando aquele povo dizendo: “... Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus.” (II Crônicas 20: 15 parte B)

Muitos de nós pensamos a, mas o Pastor não conhece a minha vida e por essa razão é fácil falar, mas uma coisa é certa se nós tomarmos uma posição diante do Senhor e utilizarmos as três armas que Josafá usou conforme já exposto, o Espírito Santo de Deus descerá sobre nossas vidas e pelejará por nós.

A peleja não é nossa, mas é do Senhor, só poderemos triunfar diante dos nossos inimigos quando estivermos alicerçados com o Senhor, mantendo comunhão com Ele, então veremos nossos inimigos serem destruídos por Deus, a vitória já é nossa, pois, com o Senhor somos mais que vencedores. Tome posse meu irmão desta palavra.

3ª Semana da Campanha: “A GLÓRIA DA SEGUNDA CASA SERÁ MAIOR QUE A DA PRIMEIRA” 09/03/2011

Preletor: Pr. Jorge Igreja Assembléia de Deus - ADET

8 de março de 2011

Dia Internacional da Mulher

O Ministério Damas da Graça, parabeniza a todas as mulheres neste dia, tão importante para todas nós. Que o Senhor abençoe a todas, grandiosamente. video

AINDA HÁ ESPERANÇAS

"E SERÁ que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus; Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão:" (Deuteronômio 27: 1, 2, 15)

Durante a trajetória do povo de Israel, encontramos um homem que muito se destacou por sua fé, este homem foi Abraão considerado por todos como “pai na fé”. Nós não sabemos a razão com a qual Deus o escolheu, mas de uma coisa nós podemos ter certeza, de que foi pela graça, (favor não merecido).

Quando Deus chamou a Abraão na cidade de Ur, Deus disse a Abraão:

"ORA, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei." (Gênesis 12: 1)

A promessa de Deus independe da posição do homem, Deus poderia ter aniquilado Adão e Eva, após ambos terem pecado contra Deus, mas Ele em sua infinita misericórdia, os perdoou e lhes fez uma promessa, que da mulher nasceria uma semente que esmagaria a cabeça da serpente.

Deus não julga e não vê como o homem vê, Ele conhece nosso caráter, nosso íntimo, onde começam nossos sentimentos, nossas emoções. Assim com Deus poderia ter destruído Adão e Eva, Ele também poderia ter destruído a cidade onde Abraão morava, pois, aquele povo era idólatra, mas alguma coisa chamou a atenção de Deus em Abraão.

Quando Abraão recebeu o chamado de Deus, ele simplesmente obedeceu, pois, tinha a convicção que a voz que tinha ouvido era a voz do Deus. Ao cumprir a determinação de Deus, Abraão não sabia para onde iria, e esta longa jornada também não foi fácil seguir, pois, além de ter se privado de sua parentela, houve momentos de fome, sede, perseguição de povos inimigos, durante esta jornada Deus cuidou de Abraão e sua família nos mínimos detalhes, quando Sarah foi cobiçada para ser uma das esposas de Faraó, Deus castigou toda a cidade por causa de seu escolhido. Quando Deus tem um propósito a cumprir na vida de uma pessoa, ai daquele que tocar na vida do escolhido do Senhor, porque o fogo vai descer e consumir aquele que se levantar contra os propósitos de Deus.

Quando Deus deu Isaque o filho tão sonhado, Abraão estava feliz, mas Deus a fim de provar o coração de Abraão e saber onde estava o coração dele, Deus lhe pediu Isaque em sacrifício, duro pedido este, pois, demorou tantos anos para que a promessa se cumprisse, e quando tudo parecia perfeito Deus o prova.

Abraão não viu a terra prometida, mas ele creu na promessa, esta promessa atravessou a geração de Isaque, Jacó, José Moisés, Josué e Calebe. O que aprendemos até aqui? Existem promessas que talvez não se cumpram aqui, mas irão se cumprir nos céus.

José foi perseguido por seus irmãos, foi vendido, preso e foi no calabouço que Deus o exaltou levantando ele como governador do Egito. O que podemos aprender com mais este ensinamento? Existem lutas e dificuldades que passamos devido às escolhas erradas a qual fazemos, mas existem as lutas a qual passamos que possuem a permissão de Deus, para exaltar o seu poderoso nome, para nos fazer lembrar de onde Deus nos tirou.

Deus usou Moisés para que ele fizesse a diferença no tempo certo, foi deixado por sua mãe em um cesto no rio para que fosse encontrado pela filha de Faraó quando ela fosse tomar banho. Ele cresceu, comeu do bom e do melhor, mas sua educação foi de acordo com os ensinamentos hebraicos.

Certa vez Moisés, viu a Deus em uma sarça ardente que não se consumia, onde Deus disse que o povo hebreu estava padecendo e o enviaria até Faraó para que libertasse todo o povo daquela escravidão. Depois daquele momento, Deus estabeleceu uma aliança com Moisés, enviou as dez pragas como sinal, estabeleceu as leis e guiou todo o povo de Israel pelo Egito por quarenta anos, o Senhor esteve com aquele povo sem que nada faltasse, enviou maná, coluna de fogo durante a noite para aquecê-los, e durante o dia sombra para protegê-los do calor do deserto, nem as roupas envelheceram.

Mas Moisés, em um momento de luta e ira contra aquele povo rebelde, ele desobedeceu a Deus, quando feriu a rocha ao invés de apenas tocá-la. O que podemos aprender até aqui?

Não é porque estamos passando por lutas e provações que devemos nos irar, por mais que estejamos padecendo e sofrendo, não devemos retroceder. Lutas todos nós passamos, mas quando o cristão está alicerçado na rocha que é Cristo, ele pode sair de uma luta, entrar em outra, mas os olhos não saem do alvo que é Cristo.

Devemos ser como fechas, direcionados ao nosso alvo, pois, virão às lutas, os conflitos, as crises espirituais, em outros momentos passarão pelo vale da sombra da morte, mas não nos abalaremos, não perderemos o foco, nosso alvo.

Moisés saiu para orar, demorou um pouco mais que o de costume e logo o povo logo se desesperou e procurou construir um deus feito com as próprias mãos. Israel naquele momento se fragilizou e se abalou à caminhada deles deveria durar apenas quarenta dias, mas pela desobediência durou quarenta anos.

Deus quer nos tratar, mas nós fugimos, pensamos que estamos certos quando na verdade Ele quer nos mostrar que as coisas não são como nós queremos. Moisés aconselhou o povo, hoje Deus tem falado conosco, mas muitas vezes não estamos dispostos a ouvir, apenas a pedir e pedir mal.

"Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra." (Salmos 46: 10)

Existem momentos em nossas vidas que precisamos nos calar para ouvir a voz de Deus, precisamos refletir deixar a capa da desculpa e assumir quem realmente somos na visão de Deus. Ele não nos chamou para estarmos estagnados na mesmice, ou vivendo de “movimentos”, mas Ele nos chamou para sermos constantes em Sua presença, nos chamou para cumprirmos os seus preceitos.

Precisamos entender que a obra precisa de homens e mulheres compromissados, existe muitas pessoas que poderiam se esforçar, mas estão cheias de desculpas, mentem para si mesmas, enganam-se achando que Deus irá se compadecer de suas histórias.

"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos." (Salmos 139: 23)

Porque nós não conseguimos sair de determinadas situações? Porque muitas vezes nós queremos que o Senhor faça as coisas do nosso jeito. Existem muitos crentes independentes fazendo as coisas do jeito que querem e como querem. Deus conhece as verdadeiras ovelhas de seu pasto.

O que está faltando em nosso meio é um relacionamento íntimo e sincero com Deus, com Ele nós podemos tudo, não há limites. Para muitos a palavra de vitória já foi decretada por Deus, mas infelizmente alguns não conseguem tomar posse da vitória porque o coração está amargurado, Deus quer te abençoar, mas é preciso mudar, ouvir a voz de Deus, mas para isso necessário dar liberdade para que Ele possa trabalhar. Pense nisso!!!

06/03/11 Culto de Celebração

Pr. Cláudio

Ainda Há Esperança

3 de março de 2011

ARMADURAS DE DEUS

"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; (Efésios 6: 10 a 17)

Nós não podemos nos fortalecer em títulos, pessoas ou placa de igreja, pois, o único que pode nos fortalecer é o Espírito Santo de Deus, Dele vem todo o poder, a honra e a glória. Que ao olharmos para nós mesmos e vermos que há fôlego de vida, que isso nos traga a memória quem nos sustenta é o Senhor.

A palavra nos orienta a nos revestir com as armaduras de Deus, para isso precisamos ter atitude, não apenas por palavras, pois, aquilo que é designado ao homem fazer Deus não fará por ele. Para que estejamos firmes e fortes na presença do Senhor é necessário nos revestir de Sua presença. Precisamos nos sujeitar a Deus para que possamos permanecer firmes na fé.

"Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." (Tiago 4: 7)

A nossa luta não é contra nossa família, amigos ou até mesmo contra nosso pastor, mas a nossa luta é contra principados e potestades. Mas o que é luta? Luta de acordo com o dicionário significa combate, batalha, ação em favor de algo ou contra algo;

Ela está presente em nossas vidas de duas maneiras, através das lutas vindas através da desobediência e através e as lutas que são permissão de Deus para nossas vidas.

E por que lutamos? Nós lutamos para estar na posição a qual Deus nos quer, Ele está acima de toda a potestade e Ele nos deu autoridade, mas para isso é necessário nos manter na posição, termos resistência para nos manter no lugar onde Deus nos colocar, permanecendo firmes na palavra.

Faça tudo para agradar e glorificar o nome do Senhor, pois, somente Ele é digno de toda a honra, toda a glória e todo o louvor, os milagres acontecem nas nossas vidas quando nossa adoração é real, é verdadeira. Faça tudo para agradar ao Senhor nestes últimos dias, mantenha-se firme e constante na presença de Deus. O Senhor quer te abençoar, mas para isso, é necessário que haja verdade, sinceridade e verdade em nossas atitudes.

A verdade tem que ser como um cinto apertado e seguro. Através do uso da verdade ela nos segurará e nos colocará na posição em que Deus nos quer.

Através da justiça somos justificados em Cristo Jesus, pois, nós somos frutos do pecado e para que houvesse justiça, Jesus tomou sobre si o nosso jugo, desta forma não devolva o mal com o mal, ao contrário, pague o mal com o bem e deixe Deus, só Ele pode nos dar a paz a qual tanto procuramos.

Quando nós andamos na incredulidade, estamos abrindo mão da proteção de Deus em nossa vida, nós caminhamos para trás, precisamos aprender andar com Deus, ter fé. Mas o que é ter fé?

Fé é a certeza, não é a duvidar de que Deus fará exatamente aquilo que Ele nos prometeu, porque Ele não é filho do homem para se arrepender. Fé é colocar os olhos naquilo que não podemos ver. A bíblia fala que se nós tivermos fé como Deus espera que a tenhamos, nós poderemos trazer a existência grandes milagre, quando olhamos para o nosso problema utilizando os olhos da fé, deixamos de ver o problema e passamos a ver o cumprimento da palavra de Deus em nossa vida. A vida de um cristão é uma vida de confissão que posso todas as coisas naquele que me fortalece.

Precisamos parar de confessar a derrota para que você possa ver a glória de Deus. Aquela mulher do fluxo de sangue tinha uma certeza em seu coração que se apenas ela tocasse nas vestes de Jesus ela seria curada, ela usou toda a fé que havia nela.

Para entrar na presença de Deus, precisamos entrar com reverência de corpo, alma e espírito, mas existem pessoas que ao entrar no templo ao invés de adorar ao Senhor, ficam conversando, não respeitam a presença de Deus. Quando estamos a buscar a face do Senhor, Ele vem até nós, porém, quando nos dispersamos Ele nada pode fazer. Muitas vezes Deus quer abençoar, Ele quer fazer a diferença na nossa vida, mas a nossa falta de reverência nos afasta de Deus. O nosso culto a Deus precisa ser racional e inteligente, ou seja, de corpo, alma e espírito uma entrega total.

E através do escudo da fé, que nós anulamos todo ataque do inimigo contra as nossas vidas. A palavra de Deus é espada em nossos lábios quando a declaramos com fé. Precisamos ser perseverantes, na oração, não é aquela oração de três minutinhos correndo, mas aquela oração de fé que fará a diferença.

Deus espera de nós que sejamos verdadeiros discípulos, Ele não tem parte com quem é carnal, vamos orar uns pelos outros. Quer viver um ano abençoado, busque ao Senhor de todo o coração. Pense nisso!!!