Animação IBESO

Tradutor / Translate

10 de fevereiro de 2011

CULTO DE CELEBRAÇÃO - SÓ DEUS...

É através da meditação na palavra de Deus que nós alimentamos o nosso espírito, e é produzida em nós uma fé sobrenatural que nos conduzirá a salvação eterna.

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8:32)

Precisamos colocar a palavra de Deus em prática, dar um basta nas muitas teorias deixando de viver pelas aparências, pois, é esta palavra que nos confronta e nos dá vida.

Davi foi ungido a rei de Israel, levou aquele povo a muitas vitórias, mas também pode saborear algumas derrotas, ao escrever o capíto 124 do livro de Salmos, acredita-se que ele estava no fim de seus dias e estava a preparar a seu filho Salomão para que este fosse o seu sucessor no trono de Israel.

"SE não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, ora diga Israel; Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós; Eles então nos teriam engulido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós. Então as águas teriam transbordado sobre nós, e a corrente teria passado sobre a nossa alma; Então as águas altivas teriam passado sobre a nossa alma; Bendito seja o SENHOR, que não nos deu por presa aos seus dentes. A nossa alma escapou, como um pássaro do laço dos passarinheiros; o laço quebrou-se, e nós escapamos. O nosso socorro está no nome do SENHOR, que fez o céu e a terra." (Salmos 124)

Davi quando pastoreava as ovelhas de seu pai, ele passava muito tempo fora para levar as ovelhas aos melhores pastos. Naquele tempo, ser pastor era uma profissão humilhante, mas Davi tinha orgulho do que fazia, embora fosse esquecido por sua própria família.

Quando Davi se apresentou diante de Saul, se dispondo a derrotar o gigante Golias, ele conta suas experiências vividas enquanto pastoreava ao matar o urso e o leão e de como Deus o havia dado livramento, pois, naqueles momentos era apenas Davi e Deus, não havia mais ninguém a qual ele pudesse contar ou confiar, ele teve que aprender a confiar e a entregar a vida a Deus a cada dia.

"SE não fora o SENHOR...” (Salmos 124: 1 parte a)

Quantos não foram os dias de solidão de Davi no pastoreio? Mas Deus sempre esteve ao seu lado. Davi já mais sonhou em ser ungido rei, mas estes eram os planos de Deus para aquele jovem de aparência gentil, seu único pensamento deveria ser: “meu pai me confiou o rebanho de nossa família, preciso cuidar e se preciso for dar a minha própria vida para defendê-las ainda que tivesse que lutar contra ursos e leões.”.

"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas." (Salmos 23: 1 e 2)

Quantas vezes nos encontramos a sós, traídos pela própria família, amigos, por pessoas que já mais pensamos que nos trairiam? Nesta hora nos isolamos em um canto e passamos a questionar a Deus. Mas e qual era a postura de Davi, quando sofreu as muitas perseguições da parte do rei Saul? Ele simplesmente apoiava a sua fé no Senhor Deus de Israel, o qual ele aprendera a confiar.

"Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam." (Salmos 23:4)

"Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei." (Salmos 91: 2)

E nós? Onde nós temos apoiado nossa fé? Será que não tem sido em “amuletos” que criamos em nossa jornada? Em homens? Em placa de igreja? Quando apoiamos nossa fé em tais “amuletos” estamos sujeitos a cair a qualquer momento, nós precisamos apoiar nossa fé e confiança no Senhor, pois, só Ele pode dar o conforto e o alívio para nossas dores.

"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda." (Salmos 7: 24 a 27)

Muitas vezes fazemos julgamentos pela aparência do tipo, fulano está prosperando, pensamos logo que Deus está com ele, e ao vermos um irmão passando dificuldades julgamos que está em prova, por algum grande pecado cometido, mas não é bem assim que as coisas funcionam! É preciso compreender os propósitos de Deus para a vida de cada um. Temos maltratado a Noiva do Senhor, temos que ser mais vigilantes, pois, o que está em jogo é a nossa salvação.

Sabe onde o Senhor tem predominado? No meio dos humildes!

"Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;" (Mateus 5: 3 e 4)

O alvo do Senhor Jesus não é aqueles que estão sãos, mas sim os rejeitados, os mansos, os humildes, pois, são eles que herdarão o reino dos céus.

· Deus quando escolheu a Abraão, Ele o tirou de sua terra e sua parentela para transformá-lo em pai de uma grande nação;

· José, foi vendido pelos irmãos, tornou-se escravo, foi preso, para lá na frente se tornar o governador do Egito;

· Moisés foi chamado a liderar e guiar o povo pelo deserto, durante quarenta anos, de dia Deus mandava a provisão de sombra através de uma nuvem, à noite coluna de fogo, e manjar para que se alimentassem.

· Josué foi levantado para concluir a caminhada até a terra prometida, dando continuidade à jornada.

· Davi, depois das muitas experiências vividas com Deus, agora em seu leito, reúne o povo e faz com que o povo se voltasse para Deus, lembrando tudo aquilo que Deus havia feito, agora já era hora de entregar o trono a seu sucessor seu filho Salomão, para que este dessa continuidade a obra que ele havia começado.

Mas o fato mais importante e que marca a vida de cada um destes heróis na fé, é que todos eles reconheciam o poder de Deus em suas vidas, mesmo em meio às adversidades vivida.

Davi traz a memória aquele povo as guerras contra a ira dos inimigos:

"SE não fora o SENHOR...” (Salmos 124: 1 parte a)

Podemos nos questionar, mas o que isso tem haver comigo hoje?

Tem tudo a ver, pois em cada tempo assim como todos os líderes levantados por Deus, nós passamos por diversas dificuldades, mas o grande diferencial entre a nossa vida e a de cada um deles é a atitude, eles sabiam o Deus que criam e serviam e nós? Muitas vezes nós queremos culpara a Deus por nossas escolhas que algumas vezes dão errado. Quantas vezes o Senhor usa pessoas para nos alertar, mas nós quase sempre estamos tão cheios de nós mesmos que parecemos cegos e obcecados, precisamos lembrar que somos dotados de livre arbítrio, desta forma, Deus não pode ser culpado por nossas escolhas, apesar de seguirmos caminhos que muitas vezes são tortuosos, Ele sempre está a nos guardar como um pai amoroso.

Quando Adão e Eva comeram do fruto será que Deus não poderia intervir? Claro que sim, afinal Ele é Deus, mas Ele é um Deus de princípios, como Ele havia dado o livre arbítrio ao homem, ele não interferiu em sua escolha;

Caim quando decidiu matar seu irmão por inveja, Deus poderia tê-lo impedido, mas, mais uma vez vemos que Ele deixou que o próprio homem fizesse sua escolha;

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais." (Jeremias 29: 11)

Com a carne, não podemos dar moleza, pois, nossa carne é fraca e quem vive pela carne morrerá pela carne, mas quem vive do Espírito, será vivificado pelo Espírito. Vamos deixar Deus à frente de nossas vidas, dar liberdade para que Ele possa agir em nossas vidas.

"Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?" (Isaías 43 : 13)

Reconheça a força e os livramentos do Senhor em sua vida em todos os momentos.

"SE não fora o SENHOR...” (Salmos 124: 1 parte a)

Ministração realizada pelo Pr. Cláudio - Culto da Santa Ceia

Nenhum comentário: