Animação IBESO

Tradutor / Translate

4 de fevereiro de 2011

DERRUBANDO O GIGANTE

A primeira história narrada no livro de I Samuel relata a história de Elcana que tinha duas mulheres Ana e Eucana. Ana não podia gerar filhos, pois, Deus havia serrado sua madre, porém, Penina já tinha filhos com Eucana.

“E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o da outra Penina. E Penina tinha filhos, porém Ana não os tinha. (I Samuel 1: 2)

"...embora o SENHOR lhe tivesse cerrado a madre. I Samuel 1:5 parte b)"

Às vezes em nossas vidas Deus permite que algumas Peninas atravessem o nosso caminho, para ver até onde vai nossa perseverança no Senhor, mas não devemos nos abater, pois, é o Senhor quem te garante a vitória, quem te viu na prova terá que te ver sendo exaltado no tempo de Deus.

E o filho de Ana foi um homem qualquer? Não, Samuel que quer dizer "Pedido de Deus" ou "do Senhor o pedi", seu filho foi um sacerdote separado por Deus. Quando Deus nos dá algo, Ele não nos dá qualquer coisa Ele nos oferece o melhor.

No momento em que Davi estava a apascentar as ovelhas de seu pai, Samuel estava na casa de seu pai Jessé para ungir o escolhido do Senhor, mas passaram todos diante de Samuel e nenhum daqueles seria o escolhido, então Samuel perguntou a Jessé se havia mais algum filho que ele ainda não tinha visto, Jessé afirmou que tinha um que estava a apascentar ovelhas. Samuel pediu que o chamassem e que ninguém sentaria até que este moço viesse até eles.

“Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui. (I Samuel 16: 11)”

É preciso estar na posição, pois, o Senhor tem o melhor para nos dá, ninguém irá se sentar na cadeira que Deus preparou para nós. Depois que Davi foi ungido por Samuel a vida dele nunca mais foi à mesma.

Quando os filisteus se levantaram para afrontar a Israel, eles não foram de qualquer maneira, eles foram preparados levaram o seu melhor, o guerreiro Golias, este estava revestido por uma armadura resistente, pois, o seu objetivo era sair vencedor daquela batalha.

"Então saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça de escamas; e era o peso da couraça de cinco mil siclos de bronze. E trazia grevas de bronze por cima de seus pés, e um escudo de bronze entre os seus ombros. E a haste da sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança de seiscentos siclos de ferro, e diante dele ia o escudeiro”. (I Samuel 17: 4 - 7)

Precisamos entender que quando o inimigo se levanta contra nossas vidas, ele não vem de qualquer maneira, ele estuda nossas vidas, procura estratégias, pois, o único objetivo dele é vencer a peleja e é nesta hora que precisamos estar firmes com o Senhor e compreender que nossa guerra não é contra nossos pastores, líder ou obreiros como temos visto em nosso meio, pois, todos nós formamos o corpo de Cristo na verdade nossa luta é contra principados e potestades.

"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." (Efésios 6: 12)

Golias, não queria gastar energia lutando com muitos homens, naquele momento ele desafiava a Israel de modo que escolhesse apenas um homem que fosse valente o suficiente para desafiá-lo. Mas o que ele e o próprio povo de Israel não sabiam é que o escolhido do Senhor, já estava pronto para ser enviado.

"Davi então se levantou de madrugada..." (I Samuel 17: 20)

O que podemos aprender com isso? Para tomarmos posse de nossas vitórias, precisamos aprender algumas coisas:

1º Ser obediente: Jessé pediu a Davi que fosse encontrar-se com seus irmãos, ele poderia procurar desculpas para não ir, mas ele simplesmente obedeceu.

2º Levantar: é impossível vencer uma batalha deitado ou sentado. Davi levantou-se para cumprir, o que seu pai o havia designado;

3º Levantar-se de madrugada: naquele dia talvez Davi tenha acabado de chegar do campo onde ele estava apascentando, talvez estivesse cansado precisando descansar, ele poderia querer dormir um pouco mais, mas ele tomou a atitude de ir o mais depressa possível. Quantos de nós quando queremos algo do Senhor nos levantamos de madrugada para buscar Sua face? Mas depois que conquistamos aquilo que almejamos colocamos desculpas, estou tão cansado, trabalhei tanto. Deus ama aqueles que O buscam de madrugada!

"Eu amo aos que me amam, e os que cedo me buscarem, me acharão." (Provérbios 8: 17)

4º Abandonar a bagagem: como vencer uma batalha se estamos carregados de “bagagens”, do passado, da auto-suficiência, da arrogância, do medo, dos muitos “eus” em muitas situações chegamos até duvidar de Deus? Ao chegar ali naquele lugar, Davi viu que a situação era grave e logo deixou toda a sua bagagem de lado, pois, ela certamente o atrapalharia na peleja.

"E Davi deixou a carga que trouxera na mão do guarda da bagagem, e correu à batalha;" (I Samuel 17: 22 parte a)

5º Conhecer o inimigo: No momento em que ele chega naquele campo de batalha, logo ele procura se inteirar de toda a situação. Como poderemos obter vitória se muitas vezes nós não conhecemos nosso inimigo?

"Então falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu, e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?" (I Samuel 17: 26)

Precisamos fazer a diferença onde estivermos, pois, quem fez uma aliança com Deus ele será e fará a diferença onde quer que vá, mas para isso é preciso ser ousado.

6º Não ter medo: Davi quando se apresentou a Saul para dizer-lhe que ele iria pelejar contra o gigante filisteu, Saul tentou colocar-lhe medo, pois, Davi era jovem e sem experiência nenhuma em guerras, mas o que Saul não sabia era que ele servia ao Deus todo poderoso. Então Davi humildemente contou-lhe das experiências que teve ao derrotar o urso e um leão quando apascentava as ovelhas e que o Senhor o havia dado a vitória.

"Então disse Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho,Eu saía após ele e o feria, e livrava-a da sua boca; e, quando ele se levantava contra mim, lançava-lhe mão da barba, e o feria e o matava. Assim feria o teu servo o leão, como o urso; assim será este incircunciso filisteu como um deles; porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo.Disse mais Davi: O SENHOR me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu. " (I Samuel 17: 34 a 37)

Nós nascemos para fazer história com Deus, mas para isso é preciso dar lugar para Deus trabalhar na nossa vida.

Diante de tantos argumentos, Saul pensa não tenho nada a perder, já que quer lutar ao menos vá com minha armadura, mas Davi ao vesti-la, não conseguia andar, então resolveu tirá-la.

"E Saul vestiu a Davi de suas vestes, e pôs-lhe sobre a cabeça um capacete de bronze; e o vestiu de uma couraça. E Davi cingiu a espada sobre as suas vestes, e começou a andar; porém nunca o havia experimentado; então disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o experimentei. E Davi tirou aquilo de sobre si." (I Samuel 17: 38 e 39)

Quando entramos em uma peleja, não podemos entrar em nome de fulano ou cicrano, devemos entrar em nome do Senhor dos Exércitos, não adianta querer usar uma armadura que não é nossa. Davi tentou usar a armadura de Saul que estava desviado da presença de Deus, e não

conseguiu nem caminhar. Sabem porque? Roupa de desviado não serve para um vaso cheio do Espírito Santo de Deus.

"O nosso socorro está no nome do SENHOR, que fez o céu e a terra." (Salmos 124: 8)

Davi sabia bem quem era o Deus que o havia ungido, apenas pegou seu cajado, cinco pedrinhas, guardou-as no alforje para usá-las no momento certo e uma simples funda.

"E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e pô-los no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão, e lançou mão da sua funda; e foi aproximando-se do filisteu." (I Samuel 17: 40)

Será que como Davi, nós confiamos em Deus? Será que se fossemos nós, seriamos tão corajosos para desafiar um gigante sem estarmos preparados fisicamente? A única força que movia a Davi naquele momento era a fé. Ele pensava: “eu vou vencer aquele filisteu”.

"ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem." (Hebreus 1: 1)

A nossa fé é a fé que vence o mundo, é pela fé que nosso ano será melhor, é pela fé que o nosso milagre vai acontecer, e foi pela fé que Davi venceu ao gigante filisteu.

"E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra. Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão. Por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; vendo então os filisteus, que o seu herói era morto, fugiram." (I Samuel 17: 49 a 51)

Dia 02/02/2011 Preletor Pastor Edson Mendonça

Campanha Vivendo as Maravilhas de Deus.

Nenhum comentário: