Translate

14 de fevereiro de 2011

Como está seu relacionamento com Deus?

Após a expulsão do homem do jardim o Édem, vimos que poucos homens mostraram-se temente a Deus, a iniqüidade estava por toda a parte e Deus em sua infinita graça sem motivos amou a este mundo de tal maneira que foi capaz de doar o seu único filho para que morresse por todos nós. A terra estava enferma, mas mesmo assim Deus fez com que o seu filho habitasse entre nós.

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus." (João 1: 1)

Através da morte e ressurreição de Cristo, tivemos livre acesso ao Pai o que através deste sacrifício nós nos tornamos fruto deste imenso amor de Deus para conosco. Jesus não veio apenas para transformar este mundo, Ele veio nos trazer vida, libertação e salvação e nos deixou uma promessa que voltará para nos buscar.

"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também." (João 14: 2 e 3)

Nos dias de hoje temos visto que a igreja tem perdido a identidade, a qualquer momento o Senhor voltará para buscar a sua igreja lavada e remida no Seu sangue. Temos visto guerras, terremotos, maremotos assolando as nações, doenças que a medicina não consegue encontrar a cura e na verdade tudo isso é o cumprimento da Palavra de Deus, pois, os dias da igreja estão contados. Quantos são os lares destruídos, filhos não respeitam os pais, homens amantes de si mesmo a podridão tem tomado conta desse mundo.

E a igreja? A igreja deveria ser o sal da Terra, mas o mundanismo tem entrado nas igrejas e as pessoas têm perdido o foco do corpo e do sangue de Cristo, e tem usado a igreja como refúgio, uma espécie de amuleto ou auto-ajuda para os problemas.

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens." (Mateus 5: 13)

Na trajetória de Noé, nós vimos que o tempo todo ele esteve a advertir aquele povo que se convertesse de seus maus caminhos, pois, o Senhor viria para destruir a todos em um dilúvio, mas aquele povo já estava tão doente com tanta iniqüidade que duvidou e pagou para ver a ira de Deus.

"Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra." (Gênesis 6: 13)

Nicodemos, foi um fariseu, membro do Sinédrio, mestre na Lei, mas ao questionar o Senhor Jesus o que fazer para herdar o reino dos céus o Senhor que conhecia o coração daquele homem via nele apenas uma capa de religiosidade, não via sinceridade no que Nicodemos pregava, então o Senhor disse que era necessário nascer de novo, mas este nascimento era um nascimento do Espírito, era necessário que fosse sepultado o velho homem que vivia das aparências para que surgisse um novo homem lavado e remido.

"Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. (João 3: 3 a 6)

A religiosidade não salva ninguém é preciso renunciar a si mesmo negando nossa carne todos os dias.

"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." (Gálatas 2: 20)

Diante disto como tem sido nossas atitudes? Muitos até oram, mas não praticam o que Jesus ensinou. Temos perdido as características do amor, do respeito e principalmente da santidade que nada mais é que uma constante evolução, mas para alcançarmos a santidade é necessário estar alicerçados na palavra ser conhecedor, mas também praticante, precisamos deixar a síndrome de Nicodemos em nossas vidas.

Estamos vivendo em um verdadeiro colapso na igreja com tantas pessoas relaxadas, tortas na obra, com tantas desculpas. Nos tempos de Paulo, Timóteo, Pedro e tantos outros apóstolos e missionários eles pagavam um preço muito alto, por ser fiel a Deus, por levar o verdadeiro e genuíno evangelho e esse preço era pago com a própria vida.

E hoje cadê a essência da igreja? Infelizmente muitas igrejas não têm o perfil da igreja de Filadélfia, por ter conservado as características de Cristo, muitas tem vivido a hipocrisia da igreja Laodicéia, por suas desculpas, o seu mau caráter, a falsidade, a hipocrisia. Precisamos estar alertas, pois, nossa vida é passageira, após a morte segue-se o juízo e naquele grande dia não adianta as desculpas que meu filho, minha casa, meu trabalho. Problemas todos nós temos, mas temos que entender que o nosso compromisso com Deus tem que estar acima de tudo.

Seguir ao Senhor Jesus é libertar-se de si mesmo, enquanto nós não nos libertarmos de nós mesmos nós continuaremos com deficiências diante de Deus.

"Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca." (Apocalipse 3: 15 e 16)

Temos visto muita falta de respeito, falta de reverência, quando o Senhor Jesus voltar, Ele voltará como Juiz para julgar as nações, e diante Dele muitos dirão que profetizava, curava, mas o Senhor falará apenas apartai-vos de mim.

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mateus 7: 21 a 23)

Temos visto que muitos trocam de igreja como se estivessem trocando de roupa, por não estão dispostos a se corrigirem diante do Senhor e isso é fruto de rebeldia por não querer se submeter a seu pastor, líder, obreiro, tendo compromisso verdadeiro com Deus. De Deus não se brinca e não se zomba, é preciso tomar uma posição diante de Deus.

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." (Gálatas 6: 7 e 8)

O que tem de crente carregando ódio, mágoa, rancor e não está disposto a se submeter à palavra não é tão difícil encontrar por aí não.

Precisamos aprender a andar como Jesus andou crer que Ele é o único caminho, se libertar de nós mesmos, de nossos egoísmos diante disso nossas atitudes é que demonstrarão a mudança ou a velha criatura que ainda insiste em ficar.

"NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim." (João 14: 1)

Não vai demorar muito tempo e a igreja vai ser tirada da Terra, mas as questões que podem fazer a diferença nas nossas vidas para fazer parte desta igreja resumem-se em alguns questionamentos que precisamos ser sinceros com nós mesmos:

1. Como está a nossa comunhão com Deus?

2. Quantas vezes temos orado e jejuado?

3. Será que temos sido submissos a Deus?

4. Qual a nossa posição dentro da igreja?

5. Como está a nossa fé?

6. Como nós temos visto a Deus em nossas vidas?

7. Qual o significado de Deus para nossas vidas?

8. Para que servir a Deus?

É preciso refletir sobre cada ponto destes, pois, muitos pensam que ser “crente” ou ser “evangélico” é viver de conquistas o tempo todo, mas quando a benção não chega simplesmente é hora de abandonar a igreja, isso só acontece porque a fé não está firmada na rocha que é Jesus.

Não podemos definir este tipo de comportamento como relacionamento com Deus, pois, um relacionamento com Deus vai muito, além disso, é preciso entender as razões com a qual Deus enviou o seu único filho para morrer por nós quando compreendemos isso nós nos libertamos do pecado.

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." (Mateus 6: 33)

É preciso buscar ao Senhor com sinceridade e verdade, Ele tem que ser a coluna de sustentação das nossas vidas. É fundamental que tenhamos um verdadeiro compromisso com Deus e estejamos dispostos a nos envolver com Sua obra.

13/02/11 Culto de Celebração

Pr. Cláudio

Um comentário:

CONFERENCISTA FRANCILEIDE disse...

QUE DEUS TE USE GRANDEMENTE NESSE TRABALHO LINDO QUE É CUIDAR DO BLOG.
PARABÉNS EQUIPE DE DIVULGAÇÃO.