Animação IBESO

Tradutor / Translate

27 de janeiro de 2011

CAMPANHA VIVENDO DAS MARAVILHAS DE DEUS

RECUPERANDO AS MARAVILHAS DE DEUS

A Bíblia nos conta a história de uma mulher, a qual perdera seu esposo em uma guerra e seu sogro que ao cair de uma cadeira quebrou o pescoço devido ao peso e sua idade, ela também havia sido informada que Israel havia perdido a batalha e perdido a arca da aliança.

A Arca representava o próprio Deus entre os homens, sua presença ativa fez com que os hebreus, por várias vezes, a levassem à frente de seus exércitos nas batalhas. Inicialmente, a presença da Arca era suficiente para que pequenos contingentes hebreus aniquilassem exércitos inteiros, mas quando dispensavam-na, sofriam derrotas desastrosas.

“E sucedeu que, fazendo ele menção da arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, ao lado da porta, e quebrou-se-lhe o pescoço e morreu; porquanto o homem era velho e pesado; e tinha ele julgado Israel quarenta anos.

E, estando sua nora, a mulher de Finéias, grávida, e próxima ao parto, e ouvindo estas notícias, de que a arca de Deus era tomada, e de que seu sogro e seu marido morreram, encurvou-se e deu à luz; porquanto as dores lhe sobrevieram.

E, ao tempo em que ia morrendo, disseram as mulheres que estavam com ela: Não temas, pois deste à luz um filho. Ela porém não respondeu, nem fez caso disso.

E chamou ao menino Icabode, dizendo: De Israel se foi a glória! Porque a arca de Deus foi tomada, e por causa de seu sogro e de seu marido.

“E disse: De Israel a glória é levada presa; pois é tomada a arca de Deus” (I Samuel 4: 18 a 22).

Na batalha a qual Finéias filho de Eli havia morrido, observamos que a arca da aliança estava presente, mas então o que deu errado? Será que a presença de Deus não foi o suficiente para vencer aquela peleja? Porque a glória de Deus se foi?

Embora Eli fosse sacerdote, seus filhos estavam em grande pecado diante do Senhor e andavam desprezando as ofertas do Senhor, ou seja, eram filhos do sacerdote, porém, não obedeciam a Lei, viviam em rebeldia, haviam se afastado dos caminhos do Senhor, talvez por acreditarem que por serem filhos do sacerdote, a unção e a oração do pai seria o suficiente para livrar-lhes da ira de Deus.

“Era, pois, muito grande o pecado destes moços perante o SENHOR, porquanto os homens desprezavam a oferta do SENHOR”(I Samuel 2:17)

As igrejas estão cheias inchadas de pessoas que vivem de aparência, que fazem parte de uma multidão que vivem de carona na oração do irmão, do obreiro, do pastor mas, estas pessoas não estão dispostas a pagar o preço e querem viver as maravilhas de Deus. Ei irmão não fique de carona na fé dos outros, esteja firme na posição. Até vemos muitos que até pregam bem, falam bem da palavra, mas em um determinado momento eles param e desistem, voltam no meio do caminho estão com a arca nas mãos, mas desistem da jornada e perde suas batalhas.

“E era Eli da idade de noventa e oito anos; e estavam os seus olhos tão escurecidos, que já não podia ver” (I Samuel 4:17).

Aquele povo nunca perdeu uma peleja, mas quando deixaram a glória de Deus em segundo plano para seguirem os seus próprios caminhos, enganando-se a si mesmo e enganando ao sacerdote que já era avançado em dias tinha dificuldade em ver pensaram que poderiam enganar a Deus também e entraram confiantes naquela guerra, mas de Deus não se zomba! Este foi um dos grandes erros daquele povo.

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6: 7).

Para viver as maravilhas de Deus é necessário se entregar verdadeiramente a Deus, onde quer que estejamos à glória de Deus se manifestará em nós, mas para isso é necessário darmos espaço ao Senhor, pois, Ele está à procura dos verdadeiros adoradores, assim como Ele encontrou a Davi que foi o único homem segundo o seu coração, hoje Ele deseja te encontrar.

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem” (João 4: 23).

Mas o que temos visto nesses últimos dias tem sido um povo rebelde que não quer se humilhar diante da face de Deus, que tem se distanciado cada dia da igreja, o que tem levado muitos de volta para o mundo. Deus pede que façamos propósitos para busca e santificação, mas as pessoas têm distorcido e transformado os propósitos em trocas por bens materiais, queremos vitórias, mas não queremos deixar que o Espírito Santo de Deus lave nossas vestes. Desta forma será que estamos preparados para receber a plenitude de Deus?

Temos visto muitos lares destruídos, almas sendo ceifadas violentamente tudo por desobediência, assim como aconteceu com aquele povo. É necessário reconhecer nossos erros e se humilhar diante da presença de Deus, voltar atrás onde erramos pegar nossa cruz e seguir a Jesus.

Salomão buscou a face de Deus, consagrando-se, orando, jejuando chamando a atenção de Deus e obteve resposta. E conosco será que aconteceria diferente? Claro que não, na verdade o Senhor espera isso de nós.

“E o SENHOR apareceu de noite a Salomão, e disse-lhe: Ouvi a tua oração, e escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício.

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (II Cronicas 7: 12 e 14).

Falar do Senhor e suas maravilhas é bom, mas para vivermos essas maravilhas é necessário muitas vezes passar por caminhos estreitos, pois, temos perdido tempo com bobagens que não edificam. Não podemos desistir no meio do caminho, ainda que se levantem os filisteus de nossos dias para zombar de nós.

É preciso entender que há momentos e situações em nossas vidas que embora sejam contrárias a nossa razão, Deus tem um plano para nossas vidas e custe o que custar vai se cumprir, mas para isso, é necessário permanecer na posição persistir.

Naamã, homem de cargo elevado na Síria, ocupava o posto de capitão do exército, mas, além disso, a sua “vergonha” estava exposta diante de todos, pois, ele era leproso. Quando ele ouviu falar que em Israel havia um profeta de Deus que só de colocar suas mãos sobre ele, ele poderia ser curado, ele não pensou duas vezes e foi ao encontro do profeta Eliseu, mas os planos de Deus eram diferentes na vida daquele homem, pois, Deus conhecia o coração dele e sabia que era necessário que ele se humilhasse e se submetesse a vontade de Deus.

Ao chegar à casa do profeta, este nem o recebeu, apenas disse que para ele ser curado seria necessário sete mergulhos no rio Jordão, rio que naquela época era como o Tietê dos dias de hoje, a cada mergulho ele era curado da soberba, arrogância, no último mergulho ele pode entender e ver que estava curado não somente de sua doença física, mas também de sua doença espiritual.

“Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu.

Então Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será curada e ficarás purificado.

Porém, Naamã muito se indignou, e se foi, dizendo: Eis que eu dizia comigo: Certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, invocará o nome do SENHOR seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso.

Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado” (II Reis 5: 9 a 11 e 14).

O que faz a diferença na vida de qualquer um de nós é nossa humildade e a presença de Deus, pois, quando Ele faz a obra em nossas vidas, ela é completa, muitas vezes nós podemos perder até a batalha, pois, assim é necessário algumas vezes para podermos crescer em nossa fé, mas já mais perderemos nenhuma guerra, enquanto tivermos a presença do Deus todo poderoso.

Quando Davi foi buscar a arca da aliança na casa de Obede-Edom houve grande festa, Davi pulava e dançava na presença de Deus, porém, sua mulher Micau que estava à beira da janela o desprezou por sua atitude.

“Davi saltava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava Davi cingido de um éfode de linho.

Assim subindo, levavam Davi e todo o Israel a arca do SENHOR, com júbilo, e ao som das trombetas.

E sucedeu que, entrando a arca do SENHOR na cidade de Davi, Mical, a filha de Saul, estava olhando pela janela; e, vendo ao rei Davi, que ia bailando e saltando diante do SENHOR, o desprezou no seu coração” (II Samuel 6: 14 a 16).

Lugar de servo é na presença do Senhor, louvando e engrandecendo a Sua gloriosa presença, saia da beira do caminho, deixe as janelas da dúvida, do medo, do desprezo e levante-se como um verdadeiro adorador, deixe a presença de Deus se manifestar na tua vida, traga de volta a sua arca que é a presença de Deus e recupere as maravilhas que Deus projetou para a sua vida.

Ministrção Realizada Pelo Pr. Marcondes dia 26 de Janeiro de 2011.

25 de janeiro de 2011

DAMAS DA GRAÇA 1º CULTO 22/O1/2011

Posted by Picasa

PASTORA CÍNTIA PRELETORA DO CULTO DAMAS DA GRAÇA 22/01/2011

Posted by Picasa

A BEIRA DO CAMINHO

O cego Bartimeu estava sentado “a beira do caminho”, ele não estava “no caminho”, quando ele ouvir falar que o Mestre passaria por aquele caminho, a qual ele vivia a pedir esmolas e dependia da ajuda dos outros para que ele pudesse chegar a algum lugar, ele tomou a atitude de gritar em alta voz: “Jesus filho de Davi...”, mesmo em meio aquela multidão ele não se deixou intimidar pela situação, ele gritava cada vez mais alto para chamar a atenção do Mestre. Após ter chamado a atenção do Mestre, logo ele foi chamado para estar face a face com o Senhor Jesus, ele lançou sua capa, levantou-se, pois, sabia bem o que queria e quando o Senhor perguntou o que queres que eu te faça? A resposta foi imediata "que eu volte a vê" Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando. "E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. E muitos o repreendiam, E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama. E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus. (Marcos 10: 46 a 5 )" E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista. Nesta passagem podemos tirar alguns princípios: 1º - Um cego a beira do caminho: é uma pessoa desprotegida, solitária totalmente dependente do favor dos outros, mas Jesus é o caminho. Quando Deus chamou Josué Ele o orientou que meditasse na palavra não olhasse nem para a esquerda nem para a direita. "Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares. (Josué 1: 7)" Mas uma pessoa cega e a beira do caminho, ela não consegue acompanhar as pessoas que estão no caminho, pois, ela caminha sem direção, devido a sua limitação da visão. Quantas pessoas estão na igreja a beira do caminho, em meio a multidão tentando pegar um atalho aqui, outro ali sem ter a proteção de Deus? 2º - Lançar fora a capa: Quantas pessoas estão escondidas debaixo de uma capa com a família destruída por dentro e por cima da capa, demonstram ser o exemplo da perfeição? Essas pessoas carregam dentro de si as capas das argumentações, desculpas, mágoas, trazem feridas que já mais cicatrizam. Para essas pessoas todos são falsos, quando na verdade a falsidade está dentro dela mesma. Outros carregam a capa da religiosidade, trocam as vestes, mas as suas atitudes continuam as mesmas, na verdade o coração não foi transformado, a sua conduta mostra que elas não são o que aparentam ser demonstrando que tem saudade do pecado, desta forma ela prova que não nasceram de novo, pois, aquele que verdadeiramente nasceu de novo, foi transformado e liberto e naturalmente fluirão rios de águas vivas. "Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. (João 7: 38)" Existe uma lenda que um lobo desejava ser ovelha, sua cabeça lhe dizia que devia viver como ovelha porque esse era o melhor estilo de vida, mas sua natureza era de lobo e queria constantemente fazer o que os lobos faziam. Então um dia ele vestiu-se de ovelha e passou a viver com as ovelhas, quando elas se distraiam o lobo se afastava e vivia como lobo. Depois voltava, tomava a roupa de ovelha e continuava a viver com elas. Aquele lobo nunca poderia ser feliz sendo lobo e tentando viver como ovelha. Era necessário um milagre: O milagre da conversão. Ele precisava ser convertido de lobo em ovelha. Quantos lobos existem dentro da igreja? Quantos falam como crente, dão a paz do Senhor, mas quando passam da porta para fora da igreja bebem, se prostituem, fazem tudo o que uma pessoa mundana e sem temor a Deus é capaz de fazer. Sabe por que esse tipo de coisa acontece? Porque tais pessoas amam mais as práticas do mundo do que da igreja. Não brinque de ser servo de Deus, pois, o diabo não brinca de ser diabo e quando você acordar de tudo isso estará na lama, pois, está à beira do caminho. Paulo cita que muitos têm crucificado a Deus voltando às velhas práticas. 3º - Saber o que queremos: Bartimeu sabia o que queria. E você sabe o que quer para a sua vida? Quando aquele cego se aproximou de Jesus ele não desejou bens materiais embora vivesse de esmolas, ele apenas desejava enxergar. Quantos cegos espirituais estão precisando enxergar? Mas estes não reconhecem essa cegueira, pois, só conseguem enxergar suas necessidades materiais, pois vivem em uma “eterna escuridão”. Jesus é a luz, por onde Ele passar até as trevas serão iluminadas diante de Sua glória. "O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; E, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, A luz raiou. (Mateus 4: 16) LEVANTA-TE, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do SENHOR vai nascendo sobre ti; Porque eis que as trevas cobriram a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o SENHOR virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti." (Isaías 60: 1 e 2) O cego Bartimeu entendeu que Jesus era a sua salvação, que só Ele poderia curá-lo, Judas já via ao Senhor Jesus de maneira diferente, pois, ele cria que o reino de do Senhor era aqui na terra e Ele promoveria uma revolução ao ser preso, logo assumiria o trono de Davi, mas o reino do Senhor Jesus não era o reino material, mas sim espiritual, além disso, Ele veio para aproximar o homem da presença de Deus. Quantas pessoas estão perdidas em meio a tantas teorias, analisam versículos de forma isolada e dão a interpretação à palavra de Deus da forma que bem querem. É necessário quebrar essas teorias e firmar um compromisso com o único e verdadeiro Deus. Enquanto muitos permanecem em sua cegueira, estes como Judas estão a caminho de sua própria forca. Pedro disse ao Senhor que já mais o negaria, apesar de tudo ele O negou por três vezes, mas nem por isso Jesus o abandonou, ao contrário pediu que ele apascentasse Suas ovelhas. Jesus não faz acepção de pessoas, isso só acontece quando estamos cegos, à beira do caminho e fazendo uso da capa. Deus compara o seu infinito amor por nós ao amor de uma mãe. "Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim. "(Isaías 49: 15) Quantas famílias estão destruídas? O maior patrimônio que uma pessoa pode possuir é ter uma família estruturada na presença de Deus. A parábola do filho pródigo conta a história de um pai que tinha dois filhos, mas um desejou afastar-se e ir para longe, quantas noites este pai não chorou por seu filho? Mas no dia em que ele voltou houve festa, pois, o maior patrimônio daquela família não eram os bens materiais, mas sim a comunhão que juntos gozavam. 4º - Humilhar-nos na presença de Deus: nós não somos cegos fisicamente como Bartimeu, mas nos encontramos como cegos espirituais. Hoje temos a oportunidade de chorar, nos humilhar diante da presença de Deus, assim como Bartimeu fez clamando: “filho de Davi, tem compaixão de mim...”. A resposta de Jesus foi imediata: “... chamai-o...”. Hoje Ele te chama para uma vida em abundância, uma vida de transformação. Talvez você não tenha palavras apenas lágrimas, mas Deus entende as suas lágrimas. É preciso compreender que da maneira a qual muitos estão vivendo não será possível entrar nas portas da Nova Jerusalém, mas ainda há tempo de arrepender-se sepultar o velho homem que está à beira do caminho para entrar no caminho que nos conduz a salvação. Precisamos entender que nos céus não é possível entrar de qualquer maneira, podemos até argumentar com o pastor, o obreiro, o seu líder, mas com Deus não, pois, somente Ele nos conhece e poderá nos provar que estamos errados. "Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. "(Marcos 8: 35)
Culto de Celebração 23/01/11 Preletor: Pr. Cláudio

23 de janeiro de 2011

FÉ E PODER DE DEUS

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé. (Romanos 1: 16 e 17) Paulo diz que a fé vem pelo ouvir e o ouvir a palavra de Deus. Muitos cristãos afirmam que conhecem a palavra de Deus, mas não têm valorizado este conhecimento, não têm valorizado esta palavra. Quando as igrejas promovem campanhas para conquistas financeiras, curas, portas abertas, os cultos lotam , porém quando é ministrado estudos da palavra de Deus, poucos se dispõem para buscar o conhecimento que liberta. É necessário colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas, muitos compram bíblias, mas não têm o costume de ler e meditar, suas páginas não chegam nem a envelhecer. No livro de Romanos, podemos ver que ele fala na justificação pela fé em Cristo, pois, é poder de Deus para a salvação para os que crêem. TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; (Romanos 5 : 1) A palavra salvação, tem sua origem no grego soteria, transmitindo a idéia de cura, redenção, remédio e resgate; no latim salvare, que significa “salvar”, e também de “salus”, que significa ajuda ou saúde. No tempo do apóstolo Paulo, muitos abriam mão de sua salvação por falta de conhecimento, e hoje não tem sido diferente, pois, poucos têm buscado conhecer a face de Deus. Muitos falam em obediência, mas obedecem a quê ou a quem? Fazem propósitos estranhos como deixar de comer certo alimento, deixar de fazer determinada coisa e acham que estão se consagrando para obter algo material da parte de Deus, mas não é bem assim que as coisas funcionam. Ao examinarmos a palavra de Deus, vemos que os objetivos para uma consagração era a santificação, purificação, remissão de pecados. Mas então o que é necessário para sermos aprovados por Deus? É necessário entender que a palavra de Deus é lâmpada para nossos pés. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. (Salmos 119: 105) Ela contém os princípios espirituais para a salvação e que nos conduz para a vida eterna. Ó inimiga minha, não te alegres a meu respeito; ainda que eu tenha caído, levantarme- ei; se morar nas trevas, o SENHOR será a minha luz. (Miquéias 7: 8) Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. (I João 3: 8) Somente o evangelho é poder para nos apontar o caminho que devemos seguir, mas então você questiona: “Pastor eu oro, me consagro, leio o Salmo 23 e o 91 todos os dias isso não é o suficiente para a minha salvação?” Claro que não isso é religiosidade, e religiosidade não nos conduz a salvação. É necessário voltar-se para Deus com um coração puro, um coração adorador, no tempo de Adão após terem pecado, a geração que veio após foi afastando-se de Deus dia após dia, só vemos adoração a Deus na geração de Sete. Quando Jesus se manifestou em nosso meio, o seu principal mandamento era que adorássemos a Deus sobre todas as coisas. Nossas mentes estão tão cauterizadas que ao invés de viver dentro do sistema da igreja, estamos trazendo o sistema do mundo para dentro das igrejas, mesmo sabendo que o mundo jaz no maligno. Ter Deus acima de todas as coisas é diminuir a cada dia para que Ele cresça em nossas vidas acima de todas as coisas. O que vemos hoje são pessoas que estão corrompidas com seus próprios desejos carnais dando tais como os prazeres da carne, o trabalho, novelas, trazendo esses ídolos para nossas vidas, querendo ser como eles, agindo como eles o tempo todo. Deus não precisa deste tipo de servo. E como proceder para obedecer a Deus? É estando todos os dias na igreja? Não! Culto é para adorar e estar em comunhão, mas, além disso, nós precisamos é nos espelhar no Senhor, colocar a sua palavra em prática em casa, no trabalho, dando um testemunho verdadeiro de quem somos. Se a palavra de Deus é luz, é necessário que nossas vidas estejam nesta luz, pois, só Deus tem o poder de transformar vidas. O sermão da montanha nos mostra uma lista das bemaventuranças, mas podemos destacar uma que diz: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; (Mateus 5: 3) Mas quem são os pobres de espírito? São aquelas pessoas que não são altivas, avarentas, são pessoas vazias de si mesmas, são carentes de Deus e que necessitam ser preenchidas por Ele. Aqueles a qual conseguem esvaziar-se são os que verdadeiramente chamam a atenção de Deus, é necessário que estejamos examinando nossos corações e a palavra diariamente, pois, somos conhecidos como o sal da terra e luz deste mundo, e é necessário que façamos à diferença onde quer que estejamos. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; (Mateus 5: 13 e 14) Como será que nós temos nos aproximado de Deus? Será que tem sido somente quando estamos precisando de um socorro? Quando estamos aos prantos? Será que é isso que Deus tem esperado de nós? O que nós temos apresentado a Deus quando acordamos? Muitos têm feito de Deus uma máquina para solução de todos os problemas. Na verdade Deus espera de todos nós um relacionamento íntimo e sincero diante de Sua face. Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração. (Eclesiastes 7: 2) O homem criou uma barreira que o separa de Deus, um dos maiores propósitos de Deus ao enviar o seu filho Jesus, era reconciliar o homem com Deus. Se o evangelho é poder de Deus e Ele mesmo quis ter comunhão com o homem, então porque nós mesmos nos afastamos desta comunhão? Porque na verdade cada dia que passa estamos mais presos aos nossos pecados e iniqüidades. Muitas pessoas pensam que o fato de estarem na igreja já é o suficiente para a salvação, mas não e bem assim, temos que nos tornar verdadeiros adoradores da face de Deus. Ao iniciarmos um novo ano, fazemos diversos planos, mas muitas vezes deixamos Deus em último lugar, quando na verdade, buscá-lo deveria ser o primeiro de nossa lista. Precisamos nos libertar do marasmo de nossas vidas, já nos acomodamos a viver essa vidinha sem nos preocupar com nossa salvação, nos preocupamos apenas com o hoje e o agora, por isso muitos não têm ânimo para cumprir o ide de Jesus. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16: 15) Necessitamos orar mais, mas nossa oração deve ser: “Deus me orienta como devo proceder em minha vida pessoal, meu trabalho, minha família.” Na volta às aulas, nossos filhos estarão recebendo o “kit gay”, mas porque isso acontecerá? Porque o poder do evangelho não alcançou o povo, o que está faltando é a presença de Deus. Tem crente que acha que isso é apenas o cumprimento da palavra, mas nós não podemos nos conformar com este mundo, que jaz no maligno, temos que tomar uma postura de igreja e como igreja ativa, sendo direcionada pelo Espírito Santo de Deus. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. (Atos 1: 8) Precisamos trabalhar estudar isso é importante para a nossa sobrevivência, mas também precisamos nos capacitar espiritualmente, para podermos apresentar um testemunho de nossas vidas. Mas que obras eu tenho em minha vida? Qual o testemunho que nós queremos apresentar? O nosso sonho é de ganhar almas na África, mas não conseguimos se quer ganhar o nosso visinho que muitas vezes está sofrendo. É necessário compreendermos que poder é esse que liberta, e trazer para nossas vidas em particular, precisamos deixar de nos enganar pelo nosso conformismo. Mas para isso o primeiro passo é entendermos qual é a nossa posição dentro da igreja, o que temos feito? Se o evangelho é poder de Deus necessitamos testemunhar a Cristo, é necessário que a sua chama esteja acessa dentro de nossos corações para que possamos levar o evangelho se isso não estiver acontecendo, alguma coisa está errada. O evangelho é poder que liberta que transforma vidas, e se ele é poder que transforma, porque eu não consigo ver meu irmão como Deus vê? Por ventura, Deus faz acepção de pessoas? Claro que não! Ele não olha para cor, posição social, mas Ele olha o coração. Em sua última ceia o Senhor Jesus sabia que Pedro o negaria e que Judas com um beijo o trairia, mas ainda sim ceou com todos eles sem fazer acepção. Então, porque ao cearmos só procuramos aqueles mais íntimos, aqueles que possuem algo em comum conosco? Naquele grande dia, muitos serão deixados justamente por não manterem comunhão. Temos que pedir a Deus que nos liberte desta hipocrisia, como igreja do Senhor precisamos ser mais humildes, precisamos quebrar as diferenças e nivelar a todos ao mesmo patamar ao mesmo nível. A razão nos faz aparecer, mas não devemos agir desta forma. Jesus esvaziou-se de si mesmo para uma morte humilhante, uma morte de cruz. Então perca a sua razão, se for necessário pedir perdão, então peça para que a glória de Deus se manifeste em sua vida. Deus não quer saber da sua razão, ele quer saber se você é um seguidor. É necessário estar em paz com Deus e com os irmãos porque desta forma somos libertos, diminuindo para que o Senhor cresça de forma que a Sua paz esteja sobre nós. Se temos este poder que nos liberta temos que nos libertar dos nossos “eus”. Em uma confusão cada um escolhe um lado para defender, mas o verdadeiro filho de Deus chega para fazer a conciliação de ambas as partes, a igreja não pode ser partidária, pois, Jesus é comunhão. Ser uma pessoa religiosa não quer dizer nada para Deus é necessário que nos tornemos em novas criaturas, de um novo nascimento, precisamos meditar mais na palavra, usá-la como espelho para nossas vidas. Meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos. (Salmos 119 : 15) Nosso futuro está nas mãos de Deus e nossas atitudes determinarão nosso futuro. Pense nisso.
EBD – Estudo sobre: Fé e Poder de Deus – Pr. Cláudio. 23/01/11

ALIANÇAS

Na época dos juízes existiu uma família que foi habitar na terra de Moabe, os quais os filhos desta família, casaram com mulheres moabitas e habitaram nesta terra durante um período de dez anos, porém, após estes anos, os homens desta família vieram a falecer. Desde muito pequenos, fomos ensinados que durante nossa vida teremos que aprender muitas coisas, iremos adquirir responsabilidades, teremos problemas, e um dia enfrentaremos a morte, porém, essa é a única coisa com a qual nós não sabemos lidar, embora saibamos que ela um dia chegará. E com Noemi não foi diferente, ela havia perdido seu marido e seus dois filhos (homens), a única coisa que havia lhe restado era a fé no Deus a qual servia e duas noras, Orfa e Rute. Noemi decidiu voltar para sua terra, vendo que não tinha mais como permanecer com ambas as noras, ela tentou despedir-se delas, pois, ela não tinha como ter outros filhos. No primeiro momento, Orfa e Rute disseram que ficariam com ela, mas Noemi insistiu que as duas seguisse cada uma com seu povo, Orfa se convenceu e partiu, porém Rute disse que iria com ela onde quer que ela fosse, demonstrando que os votos e aliança que foram feitas a seu esposo, estavam sendo renovadas com sua sogra. E morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com os seus dois filhos, Os quais tomaram para si mulheres moabitas; e era o nome de uma Orfa, e o da outra Rute; e ficaram ali quase dez anos. (Rute 1: 3 e 4) Porém Noemi disse: Voltai, minhas filhas. Por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no meu ventre mais filhos, para que vos sejam por maridos? Voltai, filhas minhas, ide-vos embora, que já mui velha sou para ter marido; ainda quando eu dissesse: Tenho esperança, ou ainda que esta noite tivesse marido e ainda tivesse filhos,Esperá-los-íeis até que viessem a ser grandes? Deter-vos-íeis por eles, sem tomardes marido? Não, filhas minhas, que mais amargo me é a mim do que a vós mesmas; porquanto a mão do SENHOR se descarregou contra mim. Então levantaram a sua voz, e tornaram a chorar; e Orfa beijou a sua sogra, porém Rute se apegou a ela. Por isso disse Noemi: Eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após tua cunhada. Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o SENHOR, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti. Vendo Noemi, que de todo estava resolvida a ir com ela, deixou de lhe falar. (Rute 1: 11 a 18) Com Rute nós aprendemos um princípio de família, união quando ela demonstra fidelidade a Noemi ao dizer-lhe: “onde quer que tu fores, irei eu” além de ter conhecido ao verdadeiro Deus de Judá, pois, antes de Rute servia a outros deuses, devido a cultura dos moabitas. Quando nos casamos, fazemos um juramento de fidelidade e automaticamente uma aliança está sendo feita entre ambos neste momento é formado um princípio muito importante o da fidelidade com nosso esposo. E com Deus será que temos cumprido o princípio da fidelidade? No caso de Rute, ela poderia muito bem ter aceitado a oportunidade de ficar em Moabe e quem sabe se casar de novo, mas ela decidiu fazer uma aliança de fidelidade com sua sogra “onde quer que tu fores irei eu”. Quando nós aceitamos o Senhor Jesus, nós fazemos uma aliança com ele, embora em nossa caminhada nós rompamos nossa aliança com o Senhor, Ele é misericordioso para não romper conosco, ao contrário Ele fica de braços abertos a nossa espera. Hoje o nosso advogado é o Senhor Jesus, embora sejamos falhos o sangue Dele nos purifica e nos justifica diante do Pai, porém, quando Ele voltar não será mais como advogado, mas sim como juiz, para nos cobrar todas as nossas atitudes. Todos nós fomos chamados para servir, mas será que o nosso testemunho tem testificado o nosso respeito? Pesquisas mostram que falamos em média oito mil palavras, mas a grande maioria destas palavras são lamentações, murmurações. Quantos de nós andamos olhando para trás? Quer ser feliz de verdade? Seja fiel a Deus em sua aliança, vivemos lançando palavras ao vento, mas devemos ser mulheres decididas, virtuosas de palavra sim, sim, não, não. Quando o Senhor falar contigo, levanta e anda, não fique na mesmice, obedeça e seja um canal de benção. Ovelha fora da igreja é presa fácil para o diabo. É necessário estar em comunhão, jejum e oração o nosso Deus é Deus de milagres e pode fazer o impossível por sua vida, mas para que isso venha acontecer em nossas vidas é necessário honrarmos nossa aliança, nos amar e esse amor tem que fluir de dentro de nós. Rute teve a oportunidade de voltar atrás para seus antigos deuses, mas ela preferiu continuar seguindo ao verdadeiro Deus, uma mulher de princípios, precisamos nos espelhar nela seguir em frente, sem olhar para trás respeitar a aliança que um dia firmamos com o Senhor Jesus, precisamos buscar intimidade com Deus a cada dia. Em um show de rock é possível ver vários jovens saírem dali, desidratados, dando o seu melhor naquele momento, mas e nós que servimos ao Deus Altíssimo, será que temos honrado? Será que temos dado a Ele o nosso melhor? Jabes era um homem marcado pela dor e pelo sofrimento, mas um dia ele fez uma oração sincera diante de Deus, o Senhor o abençôo e mudou a sua história. E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe deu-lhe o nome de Jabez, dizendo: Porquanto com dores o Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido. (I Crônicas 4: 9 e 10) Que confia no Senhor e entrega o seu caminho a Ele, descanse no Senhor, Rute já mais poderia imaginar o que o futuro reservava a ela, a única coisa que ela tinha certeza é que não queria voltar atrás para seus antigos deuses. Nós precisamos sonhar e seguir em frente tendo atitudes de uma mulher virtuosa na presença do Senhor, é necessário ter intimidade com Ele e nos tornamos coluna. A história de Rute começou de forma triste cercada por mortes, mas Deus mudou sua história de acordo com sua escolha. Escolha entregar a sua vida a Deus, pois, Ele mudará a sua história também. E todo o povo que estava na porta, e os anciãos, disseram: Somos testemunhas; o SENHOR faça a esta mulher, que entra na tua casa, como a Raquel e como a Lia, que ambas edificaram a casa de Israel; e porta-te valorosamente em Efrata, e faze-te nome afamado em Belém. (Rute 4: 11) Talvez o seu milagre ainda não tenha chegado, e sua história mudada, mas espere e confie no Senhor, pois, foi Ele quem te gerou, Ele te conhece como ninguém mais a conhece, pois, foi Ele quem te gerou. Creia ! Sonhe! Profetize! Levante-se, para todas as coisas existe um tempo, quem sabe o seu tempo é de agir, quem sabe o tempo do seu pranto já passou, mas você insiste em chorar? Acorda, desperta o Senhor hoje te chama. Lembre-se você carrega sobre sua vida um selo, Deus te chamou para ser uma benção, seja como Rute, siga em frente e seja uma benção. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. (Gênesis 12 : 2)
1º Encontro: Damas da Graça Preletora: Pr. Cíntia 23/01/11

21 de janeiro de 2011

AS QUATRO FACES EM EZEQUIEL.

3ª Semana da Campanha: “Vivendo as Maravilhas de Deus” Preletor: Pr.
Vilson – IBE / PSUL 19/01/2011
E a semelhança dos seus rostos era como o rosto de homem; e do lado direito todos os quatro tinham rosto de leão, e do lado esquerdo todos os quatro tinham rosto de boi; e também tinham rosto de águia todos os quatro. (Ezequiel 1: 10)
Os anjos são criaturas que foram feitos pelo poder de Deus, diferentes dos homens, eles não são limitados às condições naturais e físicas. Eles têm o poder de assumir a forma de corpo humano a fim de tornar visível a sua presença aos sentidos humanos quando se faz necessário. Porque quatro querubins? Porque quatro faces? Nossa localização e orientação pode ser dividida através dos quatro pontos cardeais, norte, sul, leste e oeste, também temos quatro referências esquerda, direita, frente e atrás. Desta forma Deus distribuiu Querubins para cada lado, para nos guardar, pois, os olhos do Senhor estão sobre nós. Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois, procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti. (II Crônicas 16: 9) As faces de homem, leão, boi e de águia nos mostram características diferentes com as quais nós devemos nos espelhar e ter. Face de Homem: esta face está voltada para frente e significa que não devemos olhar para trás. Somos constituídos por um tríplice corpo, ou seja, corpo, alma e espírito. Também podemos dividir a vida humana em material e espiritual, ambas são muito importantes, pois, uma pode interferir na outra, ou seja, nossas atitudes na vida material sempre terão impactos na vida espiritual, e vice-versa. Na destruição das cidades de Sodoma e Gomorra, Deus enviou dois anjos para visitar a família de Ló para que os mesmos pudessem salvar sua família, mas lhes foi dada uma condição de não olhar para trás. A esposa de Ló desobedeceu à condição estabelecida por Deus e acabou virando estátua de sal. E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal. (Gênesis 19: 26) Muitas vezes nós perdemos bênçãos, por olhar para trás, são pequenas coisas que nos impedem ver a mão de Deus agir em nossas vidas. Por maior que seja o nosso problema, nós não devemos olhar para trás, pois, não podemos deixar as maravilhas de Deus para buscar o passado, não devemos nos preocupar com o hoje, mas olhar para a cruz, olhando sempre para o alto, porque é de lá que virá o nosso socorro. Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. (Salmos 121: 1) Se fosse desejo de Deus que olhássemos para trás, Ele teria nos feito com olhos na nuca, cada um tem uma forma diferente de ver e encarar a sua realidade. Judas via o Senhor Jesus, como uma mercadoria com a qual ele poderia ganhar algumas moedas de prata; Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes, E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata, E desde então buscava oportunidade para o entregar. (Mateus 26: 14 a 16) . Jonas sabia quem era Deus, mas tentou fugir de Sua face; Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR. (Jonas 1: 3) E você como tem visto a face de Deus? Em cada face de nossa vida, nós vemos a Deus de forma diferente, ainda que estejamos sorrindo, ou chorando o Senhor tem que está no controle de nossas vidas, pois, nos momentos mais difíceis de nossas vidas Ele estará ao nosso lado para nos acolher e enxugar nossas lágrimas ainda que não estejamos vendo Sua mão a nos acolher. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. (Apocalipse 21: 4) • Face de Leão: conhecido como rei dos animais por ser forte e ágil. O leão, o mais forte entre os animais, que não foge de nada; (Provérbios 30:30) A bíblia nos compara ao leão, em nossos momentos de ira; Como o rugido do leão é o terror do rei; o que o provoca à ira peca contra a sua própria alma. (Provérbios 20:2) Pedro apesar de andar e conviver com o Senhor Jesus durante os três anos, ainda não havia se desarmado de sua espada, na ocasião em que o soldado romano foi prender ao Senhor Jesus, Pedro “solta” o leão que havia dentro dele e lança mão de sua espada decepando a orelha do soldado. Então Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a, e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco. Mas Jesus disse a Pedro: Põe a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu? João 18: 10 e 11) Mas então porque Jesus não desarmou a Pedro? Embora Pedro acompanhasse a todos os exemplos dados por Jesus, não bastava apenas que ele tirasse a espada da cintura que estava aparente aos olhos, mas a espada que ele precisava tirar era a espada que havia em seu coração. Muitas vezes nos questionamos por alguns comportamentos que ainda insistimos em mudar apenas fisicamente, mas a mudança que Deus espera de nós tem que brotar de nossos corações. Nossa arma hoje precisa ser a palavra de Deus, é com ela que precisamos lutar contra nossos inimigos espirituais não é contra nosso pastor, nosso líder, mas contra principados e potestades. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Efésios 6 : 12) Tem irmão dentro da igreja que é como um porco-espinho, armado com a espada da ignorância, da malícia, da fofoca, da discórdia, da arrogância, temos que nos desarmar e semear amor por onde nós formos, pois, o nosso testemunho falará quem somos. • Face de Boi: reconhecido como um animal geralmente de porte, submisso ao dono, ele pode suportar até três vezes o seu peso, se ele imaginasse a força que possui certamente seu dono não se atreveria a desafiá-lo. Não havendo bois o estábulo fica limpo, mas pela força do boi há abundância de colheita. (Provérbios 14: 4) Precisamos aprender a ser fiel a Deus, não por força, mas guiados pelo Espírito Santo de Deus. E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do SENHOR a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos. (Zacarias 3: 6) E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. (João 16: 8) • Face de Águia: é uma ave de rapina vive em busca de alimento, geralmente de grande porte é vista como sinônimo de força, grandeza, a mais importante de todas as aves. Nós como cristãos devemos estar sempre em busca de alimento para o nosso espírito, precisamos ter sede da presença de Deus. ASSIM como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus? (Salmo 42: 1 e 2) As águias são unidas, elas já mais brigam entre si, a partir deste exemplo devemos viver em união e em comunhão com Deus e com nossos irmãos. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. (I João 1: 6 e 7) Para as águias, suas garras são um instrumento de batalha, a qual é utilizada como sua maior defesa e ao mesmo tempo uma arma de ataque à presa que raramente consegue fugir. O Senhor deixou sobre nossas mãos a Sua palavra, precisamos conhecê-la, porque a vida cristã não é fácil, é necessário estar sempre atentos nos revestindo das armaduras de Deus para não sermos pegos de surpresa. E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; (Efésios 6: 15 a 17) Sua visão é apurada de forma que lá do alto ela consegue enxergar sua presa e com precisão fazer a captura de seu alimento. Nós precisamos ter a mesma visão, porém, uma visão espiritual, para que possamos contemplar as maravilhas de Deus. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. (Jó 42: 5) Toda águia passa por um período muito duro e difícil, que é o período de renovação, quando este momento chega, ela procura se isolar. Para que possamos viver esta renovação em Cristo é necessário buscar a presença do Senhor para nossas vidas, mas não pode ser de qualquer maneira, precisamos buscá-Lo com sinceridade, não com lamentações e murmurações, devemos nos humilhar dobrar nossos joelhos, colocar a boca no pó diante de Sua presença, só assim poderemos ficar face a face com o Senhor.

18 de janeiro de 2011

CIDADÃO DOS CÉUS (SALMOS 15)

MINISTRAÇÃO. Pr. Cláudio 16/01/11
O Salmista Davi tinha muita intimidade com Deus, e não foi por acaso que este passou a ser reconhecido como “um homem segundo o coração de Deus”. Certo dia em uma de suas muitas meditações na presença de Deus, ele se questionou qual seria a forma de entrar no reino do céu? SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? (Salmo 15: 1) Diante disto, quem somos nós diante de Deus? Como será que Deus nos vê? Temos que ter em mente que se há dois seres que não dormem são Deus e o diabo, enquanto nós nos preocupamos com nosso bem estar, muitas vezes colocamos em primeiro lugar nosso trabalho, família, bens materiais tomamos uma postura errônea de trazer Deus como nosso amoleto da sorte. Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus 6: 33) Davi quando questiona quem habitará no tabernáculo do Senhor, demonstra sua preocupação para onde ele iria, após sua morte. E nós? Será que temos tido essa preocupação a respeito dos caminhos que temos andado. Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. (Romanos 8:14) O grande problema de muitas pessoas que estão na igreja, é que elas vêem a igreja com um centro de “auto-ajuda”, desta forma, será que realmente estamos aptos a entrar nos portões da Nova Jerusalém? O que precisamos é amadurecer como filhos de Deus, quando Deus enviou o seu único filho para morrer por nós naquela cruz, o seu objetivo não era criar uma religião, ou placa de igreja, mas apregoar as boas novas da salvação. O pecado impedia o homem de se aproximar de Deus, e hoje, nós temos o livre acesso à presença de Deus. Aqueles que eram considerados imundos, através do sangue de Jesus tiveram suas vestes lavadas e purificadas de seus pecados. Mas como devemos andar diante de Deus, já que fomos perdoados? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. (Salmos 15: 2) Temos que ter integridade diante de Deus, não difamar, ou seja, falar mau do próximo. Há uma área de nossas vidas a qual o diabo trabalha bem que é sobre o ego do ser humano, pois, ele levanta pessoas para lhe colocar em situações, posições de destaque, mas ao mesmo tempo nos puxa o tapete exemplo disso é quando alguém nos elogia, dizendo olha o seu trabalho é perfeito (massagem no ego), mas pena que ninguém te reconhece, neste momento ele começa a semear discórdias. Queremos ser cidadãos dos céus, mas da boca para fora, pois, o nosso testemunho fala muito de quem somos quando estamos fora da igreja, na igreja dizemos que é bom viver em comunhão, mas por dentro o coração está cheio de ódio e mágoa. Temos que ter consciência que teremos que prestar contas de todos os nossos atos diante de Deus, e temos que compreender que sem comunhão com meus irmãos não poderei entrar no Reino dos Céus. Encontramos muitos clubinhos dentro da igreja, se este ou aquele são iguais possuem características semelhantes, estes estarão se unindo e excluindo automaticamente aqueles que julgarem ser inferiores ou diferentes, muitos não sabem conviver e respeitar as diferenças uns dos outros. Temos que aprender com o Senhor Jesus, amar a todos e viver em comunhão, exemplo disso está na última ceia, pois, Ele sabia que seria traído, mas estava ceando com todos à mesa, inclusive com o seu próprio traidor. Quantos estão diante da presença de Deus, dizem usa-me Senhor, outros sapateiam, falam em línguas estranhas, mas ao analisar seus frutos, vemos que não há mudança. O que está faltando é o amor a Deus e ao nosso próximo. Pessoas falsas e mentirosas que semeiam a discóridia no meio em que vive só pode ser discípulas do diabo, porque é impossível esta pessoa ter parte com Deus, Deus não compactua com esse tipo de atitude. A bíblia nos orienta a seguir em paz com nossos irmãos, nos orienta a sermos pacificadores. Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. (Mateus 5 : 9) O que é ser benção ou com ser uma benção? Apenas falar em línguas estranhas, profetizar, não! É Quando a pessoa gera os frutos do Espírito aí sim é possível vê Deus nesta vida. José foi vendido por seus irmãos, tornou-se escravo humilhado, foi caluniado, preso e esquecido dentro de um calabouço, mas enquanto os homens o haviam esquecido, o grande e poderoso Deus estava a cuidar dele, deu a ele um dom de interpretação de sonhos e através deste talento e dos frutos que José deu não escondendo o seu talento, na hora certa ele foi exaltado por Deus, sendo elevado a um posto de governador do Egito, mas sua humildade foi tamanha, que ao rever seus irmãos traidores, foi capaz de perdoá-los e admitir que foi necessário todo aquele sofrimento, para poder salvar sua família. Uma das coisas que entristece o coração de Deus é ver um irmão se levantar contra outro, José teve a oportunidade, mas preferiu perdoar e semear amor, muitos ímpios dão mais exemplo do que muitos que se dizem “cristãos” que estão dentro da igreja, dando Glória a Deus. Muitas vezes somos omissos quando estamos diante de situações de extrema injustiça em algumas situações até nos compadecemos pelo sofrimento do outro, mas não temos a coragem de falar ou fazer nada para mudar uma situação de injustiça. Deixamos de cumprir o que está escrito: Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo; A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda. (Salmos 15: 3 e 4) Se nós queremos entrar no reino dos céus, é necessário ter comunhão, respeitar, se não é possível ajudar meu irmão, que eu também não prejudique, mas que possa ao menos orar e apresentar aquela vida a Deus. Aqueles que te caluniam, lançam “flexas” contra a sua vida, não se preocupe, pois, Deus tudo sabe, tudo vê, naquele grande dia, todos nós teremos que prestar contas de todos os nossos atos. A vingança não nos pertence é o Senhor quem nos justifica, é mandamento do Senhor que amemos uns aos outros. Por mais que doa em nós o que nos fizeram, o Senhor recolherá de nós as “flechas” lançadas, tomará as nossas dores, não seja um justiceiro, tenha misericórdia de tais pessoas. Não é fácil estar em meio ao bombardeio, mas tenha força e ânimo, pois, é Deus quem te justifica, apenas permanece na posição, pois, esta é uma das virtudes de um verdadeiro cidadão dos céus.

13 de janeiro de 2011

Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição; A bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que hoje vos mando; Porém a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do SENHOR vosso Deus, e vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes. (Deuteronômio 11: 26 a 28) Deus colocou em nossas mãos o poder de escolher aquilo que julgarmos ser melhor para nossas vidas, ou seja, Ele nos deu o livre arbítrio. O Velho Testamento não foi invalidado pelo Senhor Jesus, mas Ele criou uma nova forma para que o homem fosse abençoado, estabelecendo algumas condições. Mas que condições são essas? O caminho para a vida eterna é estreito e para muitas pessoas causa desconforto, por ser um caminho muito estreito, o contrário dos caminhos do mundo onde as portas são largas e mais prazerosas. E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. (Mateus 7:14) Um dos maiores problemas enfrentados pela igreja hoje, é que ela não está disposta a pagar o preço. Jesus por onde passava uma multidão o acompanhava, mas eles O acompanhavam não porque Ele era o filho de Deus, mas sim por seus sinais e milagres. "De tal sorte, que a multidão se maravilhou vendo os mudos a falar, os aleijados sãos, os coxos a andar, e os cegos a ver; e glorificava o Deus de Israel." (Mateus 15 : 31) Quem tem Jesus tem tudo, a prioridade passa a ser o reino de Deus, pois, ele vê o cumprimento da palavra se manifestar em sua vida, mas quem não tem Jesus não tem nada, pois, não dão ouvidos a Sua palavra e vivem correndo atrás das bênçãos do Senhor. E SERÁ que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus; (Deuteronômio 28: 1 e 2) Quando a pessoa toma a decisão de seguir o Senhor o inferno pode se levantar, mas ele sabe que o Senhor anda com ele, porque confia, obedece e crê. Quando o servo é obediente à palavra de Deus, não é necessário que o seu Pastor fique batendo na tecla sobre fidelidade, porque para ele isso já é algo automático em sua vida. Estamos sujeitos a viver momentos tristes e alegres, mas a diferença é que aquele que obedece ao Senhor o socorro vem e tudo o que está escrito na palavra se cumpre em sua vida. Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. (Salmos 37: 5) Não devemos nos entregar ao Senhor de qualquer maneira, nosso culto ao Senhor deve ser racionalmente, não somente quando nos encontramos dentro da igreja, mas quando estamos fora das quatro paredes, pois, quem olhar para você tem que enxergar em você a diferença, pois, o Espírito Santo que habita em você testifica isso. ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. (Romanos 12: 1) Uma pessoa que está cheia da presença de Deus ela é abençoada, aonde ela chega à glória de Deus se manifesta e o que Deus quer é preencher cada vida com o Espírito Santo de Deus, fazer com que a Sua glória esteja sobre a sua vida. Qual o pai que não tem o prazer de ver um filho feliz, com o Senhor não é diferente, Ele não tem prazer de vê-lo na tribulação, mas o Seu prazer está em ver seu filho abençoado, testificando as suas maravilhas. O Senhor não manda as doenças, nem muito menos famílias destruídas. Ele criou a paz o diabo criou a guerra, Deus criou a família o diabo o divórcio... Se o Senhor entrar em sua vida, certamente a sua paz o acompanhará. Passarão céus e terras, mas as palavras do Senhor não passarão, o tempo passou, mas a sua palavra já mais passará, o livro do julgamento para nossas vidas hoje está em nossas mãos que é a Bíblia, pois, nele nós temos o livre acesso a todas as instruções de Deus, basta que nós venhamos a cumprir o Seu querer. Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda. (Mateus 7: 24 a 27) O povo não quer ler a palavra de Deus, pois, estão muito ocupados em seus afazeres do dia-a-dia, novelas, os próprios prazeres da carne e agora que estamos na época do Big Brother Brasil, muitos até deixam de vir a igreja para acompanhar quem levará o premio. BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. (Salmos 1: 1) Diante disso tudo será que você está pronto para comer o melhor desta terra? Quem quer ser uma benção coloque Deus em primeiro lugar em sua vida e deixe que Ele cuidará de você e de sua família. E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. (Mateus 22: 37 a 38) Quando você tem um compromisso com Deus, Ele tem o prazer em te abençoar, se você é benção então você terá o prazer de abençoar outras pessoas também, seja um instrumento um vaso de honra nas mãos de Deus, só assim será possível ver e viver as maravilhas de Deus.
2ª Semana da Campanha: “Vivendo as Maravilhas de Deus” Preletor: Pr. Gilvando Galdino – Igreja Assembléia de Deus / Taguatinga 12/01/2011

VIVENDO AS MARAVILHAS DE DEUS

Posted by Picasa

10 de janeiro de 2011

DECISÕES

A violência nos cerca por todos os lados. As notícias veiculadas pela mídia são assustadoras, retratando uma visão de destruição e revolta que explode em todo o planeta. Nem a Olimpíada, com sua missão de congraçamento entre todos os povos, ignorando as diferenças culturais, unindo a humanidade em torno de uma atividade esportiva, está conseguindo ficar fora deste círculo de fogo que ameaça incendiar a Terra. Há um clima pesado nos envolvendo e precisamos nos aperceber dele, meditar sobre o que representa nas nossas vidas, para que não sejamos tragados e modificados por ele, de tal forma, que nos tornemos, também, parte desta comoção desumana e fratricida.

Com as notícias na morte de Isabella, uma menina de apenas 5 anos, da forma violenta como aconteceu, todos no Brasil ficamos comovidos e nos sentindo violentados, sem compreender como será possível que até o amor de pais possa estar sendo infiltrado por esta onde perversa de violência, a ponto de causar uma tragédia tão hedionda e para nós, que somos pais e mães, inexplicável.

Será que tudo isto não nos levaria a avaliar o quanto cada um de nós precisa se precaver, pela prece, de momentos terríveis como este, onde, numa fração de segundos, se destrói a vida e a paz de tantos?(http://malarranha.net/2008/04/22/a-fragilidade-humana/)

a Biblia está repleta de exemplos que nos levam a pensar sobre as nossas decisões, e as consequências sejam boas ou más. Vejamos alguns exemplos e o que eles nos ensinam.

Abraão: tomou uma decisão precipitada diante de Deus, pois, Deus havia feito uma promessa que faria dele uma grande nação, porém, Abraão foi envelhecendo e não vaia se cumprir na sua vida à promessa que o Senhor havia feito a ele. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. (GÊNESES 12: 2) Diante da promessa do tão sonhado filho, Sarah sua esposa tentou ajudar a Deus, para que Abraão tivesse o filho da promessa com sua escrava Agar. Devido a esta decisão precipitada, até hoje as conseqüências estão presentes até os dias atuais. E disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de dar à luz; toma, pois, a minha serva; porventura terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai. (Gênesis 16: 2) Davi: também tomou uma decisão errônea, pois, ele era homem de guerra, ou seja, na frente de uma batalha, mas enquanto seus servos pelejavam, ele estava em seu palácio quando viu a Bate-Seba tomar banho, logo, procurou saber quem era, ao saber que era esposa de Urias, o heteu.

E mandou Davi indagar quem era aquela mulher; e disseram: Porventura não é esta Bate-Seba, filha de Eliã, mulher de Urias, o heteu? (II Samuel 11: 3). Procurou colocá-lo a frente da batalha para que este morresse não em suas mãos, mas na peleja, assim sua consciência não pesaria sobre ele. Escreveu na carta, dizendo: Ponde a Urias na frente da maior força da peleja; e retirai-vos de detrás dele, para que seja ferido e morra. (II Samuel 11: 15) Deus não poderia deixar o pecado de Davi impune, então usou o profeta Natã para falar com Davi, e lhe abrir os olhos sobre os erros cometidos, pois, não era visível aos olhos do homem, mas de Deus ninguém encobre. Porque, pois, desprezaste a palavra do SENHOR, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom. Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher. (II Samuel 12: 9 e 10) Jonas: escolheu o caminho da desobediência, pois, o Senhor ordenou que ele fosse à cidade de Nínive, mas ele partiu em um barco para a cidade de Társis, na tentando fugir da presença de Deus.

Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR. (Jonas 1: 2 e 3) Mas quando o barco estava em alto mar, Deus mandou uma forte tempestade a ponto de afundar o barco, foi então que Jonas reconheceu o seu erro e lançou-se ao mar. E ele lhes disse: Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade. (Jonas 1: 12) Uma decisão errada pode trazer conseqüências irreversíveis, quantos casais no calor de uma discursão, tomam atitudes precipitadas, falam coisas com as quais não deveriam e acabam desfazendo casamentos e se arrependem depois?

“Deixe Deus tomar o volante da sua vida.”

Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. (Salmos 46: 10) Josafá: tomou uma atitude de quem sabe quem é Deus. Quando ele foi avisado que o povo amonita estava se levantando contra Judá para uma grande guerra, a atitude de Josafá colocou-se diante da presença de Deus

Então vieram alguns que avisaram a Jeosafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria; e eis que já estão em Hazazom- Tamar, que é En-Gedi. Então Jeosafá temeu, e pôs-se a buscar o SENHOR, e apregoou jejum em todo o Judá. (II Crônicas 20: 2 e 3). Quando a pessoa tem intimidade com Deus, ela é ousada, Josafá em sua oração lembra a Deus quem Deus era na mesma hora o Senhor levanta um profeta na congregação. Então veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe, E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o SENHOR vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus. (II Crônicas 20: 14 e 15) Davi: sempre que ia para a guerra consultava ao profeta Samuel, já Saul perdeu seus créditos com Deus por não ouvir a Sua voz, e ter ido em busca de feiticeiros.

O apostolo Paulo era submisso ao apostolo Pedro e a todos aqueles que andaram com o Senhor Jesus. E hoje há muitas pessoas no nosso meio que são pastoras de si mesmo. José foi outro exemplo de submissão, quando seus irmãos vieram a seu encontro sem saber que ele era, José foi capaz de liberar perdão por tudo o que seus irmãos haviam feito, pois, graças ao erro dos irmãos, ele pode entender a posição que o Senhor o colocou para salvar a seu povo da fome. Muitas vezes, é necessário passar pelas lutas, para poder crescer e ser vitorioso assim como Josafá, Davi, José e muitos outros... Mas para isso é necessário deixar Deus agir, já mais queira tentar ajudar a Deus como Sarah, como Saul. Tudo vem pelo Espírito Santo de Deus para convencer, mudar, transformar e libertar. Deus agirá de uma forma toda especial.

Aquietai-vos e sabeis que Eu sou Deus.
visão geral da mensagem pregada em 09/01/2011 pelo Pastor Cláudio Ferreira Domingues

PALAVRA DA SUPERITENDÊNCIA DA EBD 2011

EDSON E SANDRA
Esperamos ser em 2011 instrumentos nas mãos do Senhor, para que a vontade Dele seja feita. Queremos ver a Escola Dominical repleta de pessoas sedentas em ouvir e aprender mais da parte de Deus. Pessoas se convertendo, crentes sendo cheios do Espírito Santo, crianças, adolescentes e jovens ansiosos em chegar o domingo para se encontrarem em suas classes para aprenderem e compartilharem cada dia mais as transformações conquistadas e colocadas em prática todos os dias. Professores e alunos totalemnte envolvidos e apaixonados pela EBD. Em tudo seja dada toda honra e glória ao nome de Jesus.
I Coríntios 15.58: Portanto meus amados irmãos sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

9 de janeiro de 2011

O PROFESSOR SÁBIO-COMUNICAÇÃO COM CRIATIVIDADE E CARÁTER. 2º dia de treinamento

O PROFESSOR SÁBIO-COMUNICAÇÃO COM CRIATIVIDADE E CARÁTER.

Visão geral da aula ministrada no 2º dia de treinamento dos professores da EBD Professora Darlene, ministrando o treinamento em 09-01-2011. Texto extraído do livro 101 idéias criativas de David J. Merkh.
Conta-se a história de três pessoas que viajavam no mesmo avião-um programador de computadores, um jovem escoteiro, e um pastor.Em pleno vôo, a voz do piloto quebrou o silencio dizendo que o avião está caindo infelizmente só haviam três pára-quedas para quatro pessoas. Foi então que o piloto saiu da cabina, pegou o primeiro pára-quedas e disse: " tenho uma esposa e três crianças pequenas em casa, e eles precisam de mim" e pulou do avião. Logo em seguida o programador de computadores declarou " sou a pessoa mais inteligente do mundo e eles precisam de mim". Pegou o outro pára-quedas e também pulou.Isso deixou somente o jovem escoteiro e o pastor. Foi então que o pastor, com voz tremula mas resoluta disse para o jovem " filho tenho tido uma vida boa, e sei para onde vou. Você pega o último pára-quedas, e eu vou descer com o avião" . O jovem escoteiro olhou para o pastor e respondeu: " não se preocupe pastor o homem mais inteligente do mundo pulou do avião com a minha mochila nas costas". Essa história ilustra a diferença entre conhecimento e sabedoria. Conhecimento de fato nem sempre implica saber usá-los na vida real. Por isso há muita diferença entre ser um professor que tem informação, e um professor que consegue comunicar este conteúdo pelo prórpio caráter e ensino criativo.
“O professor sábio preocupa-se com a comunicação criativa de um conteúdo que transforma o caráter” p.24 Saiba adquirir sabedoria: “peça a Deus” Tiago 1.5 Pergunte a si mesmo: Quais os alvos e Objetivos da Lição? (O que você quer que seus alunos saibam, sintam e façam como resultado da aula?) p. 26. SER, SABER, FAZER CONTEÚDO, COMUNICAÇÃO, CARÁTER

8 de janeiro de 2011

A Doença da Igreja de Colossos (HERESIAS)

A Epístola de Colossenses, foi escrita pelo apóstolo Paulo com auxílio de Timóteo, acredita-se que foi escrita em 61 d.C. também conhecida como cartas da prisão o que demonstra a preocupação de Paulo que mesmo estando preso, não deixou de se preocupar com a sua missão de levar o evangelho de forma genuína e verdadeira. PAULO, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, Aos santos e irmãos fiéis em Cristo, que estão em Colossos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. (Cl 1: 1-2) Embora já mais tenha visitado a igreja de Colossos, sua má fama corria devido às heresias a qual ela vinha se submetendo ao longo do tempo permitindo se contaminar por crenças, costumes, misticismo negando que Jesus era o filho de Deus, ela acreditava em Deus, porém, negavam a Cristo como salvador embora, tenham tido os verdadeiros ensinamentos da palavra de Deus. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. (Cl 1: 18) Paulo recebeu a notícia sobre uma "HERESIA" ( falsos ensinamentos) que estavam ameaçando a igreja de Colossos. Era uma mistura de Cristianismo com "legalismo", isto é regras rígidas para formar alguém mais espiritual ( Col 2.16-17, 21-23). Com filofia grega (Col 2.8) e com misticismo (Col 2.18). Em resumo essa heresia negava que Jesus era completamente Deus e dava entender que ele não era suficiente para suprir as necessidades das pessoas (Col 1.15). Paulo escreve e declara em primeiro lugar que Cristo é Senhor e Sustentador de toda criação e somente Ele merece ser adorado.( Col 1.16; 2.11-18). Em segundo lugar, não há razão para ter medo do reino demoníaco ou para ser superticioso por que a morte de Cristo na cruz neutralizou o poder do inferno ( Col 2.15). Em terceiro lugar, somente Jesus Cristo é o Salvador, a vida e o líder da Igreja; E somente a Ele a igreja deveria se submeter ( Col 1.18; 2.6-7). E finalmente, a salvação de Cristo é completa ( Col 3.11) por si só para nosso perdão e nossa adoração. Não há nenhum outro trabalho que o cristão deve fazer além de obedecer á sua Palavra e segui-lo ( Col 2.8-20). Nos dias atuais em que uma religião é considerada tão boa quanto outra e em que as pessoas prometem auto-realização e liberdade, sem se render a Cristo, lembre-se da verdade encontrada em Colossenses. Jesus Cristo é o caminho a verdade e a vida, o todo-poderoso Senhor e Salvador. Estudo Bíblico em 07/01/11, por Obreiro Edson