Animação IBESO

Tradutor / Translate

13 de junho de 2008

A Festa Junina e suas Simbologias.

Todos sabemos que a festa junina é um ato cultural, folclórico no nosso país. Muitos de nós crescemos participando dessa comemoração que é feita para 3 santos: São João, Santo Antônio e São Pedro. Anualmente esta festa é realizada no mês de Junho, porém costumam estendê-la para o mês de julho ( julina) e até mesmo para o mês de Agosto (agostina).
Com isso quero salientar sobre as simbologias que estão por detrás de cada ato desta festa popular. O apóstolo Pedro nos diz em I Pedro 1:14 e 15 Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver. Hoje somos um povo nascido de novo e desta forma somos separados (santos) e não devemos nos conformar com os pecados cometido no tempo da nossa ignorância, mesmo aqueles involuntários dos quais nem sabiamos os significados. Contudo pequisando na internet sobre o assunto encontrei algo que me chamou a atenção e quero repassar para os irmãos.
A fogueira: De acordo com a tradição serve para proteger contra os maus espíritos, para purificação do local e para homenagear e agradecer os santos. Fogos de artifício: São utilizados para “despertar” São João e chamá-lo para as comemorações de seu aniversário. Na verdade os cultos pirolátricos são de origem portuguesa. Antigamente em Portugal, acreditava-se que o estrondo de bombas e rojões tinha como finalidade espantar o diabo e seus demônios na noite de São João. Balões: Todos os cultos das festas juninas estão relacionados com a sorte. Por isso os devotos acreditam que ao soltar balão e ele subir sem nenhum problema, os desejos serão atendidos, caso contrário (se o balão não alcançar as alturas) é um sinal de azar. A tradição também diz que os balões levam os pedidos dos homens até São João. Mas tudo isso não passa de crendices populares. Atenção: Soltar Balões é crime conforme o artigo 26 do Código Florestal, devido a grande ocorrência de incêndios. Mastro: Acredita-se que se a bandeira que fica no mastro vira para o lado da casa do anfitrião da festa no momento em que é içada, isto é sinal de boa sorte. O contrário indica desgraça. E caso aponte em direção a uma pessoa essa será abençoada. Irmãos não vivemos mais no Egito (mundo) por isso não devemos trazer as tradições pagãs para o meio da igreja. Lembrem-se do povo de Israel que abraçou os costumes das nações pagãs e por isso foram censurados por Deus através de seus profetas. Elias desafiou o povo de Israel a escolher entre Jeová Deus e Baal. O profeta pôs o povo à prova: "Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o"(lRs 18.21). E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2 Irª. Cristina da equipe de divulgação da Igreja Batista Ebenézer do Setor "O" Fontes de pesquisa: http://www.cacp.org.br/midia/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1088&menu=16&submenu=3 http://www.brasilescola.com/detalhes-festa-junina/simbolos-festa-junina.htm

2 comentários:

Presidente do Programas on-line disse...

Vocês não foram convidados para a 1ª fest-caipira,(ou junina?) na Ebenézer de Samambaia?

Equipe de Divulgação - MEL disse...

E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar.(Daniel 1:8). Não temos que nos contaminarmos com as coisas do Mundo, muito menos adotá-las para satisfazer a carne de pessoas que ainda não foram transformada pelo Espírito Santo de Deus. Veja o exemplo de Daniel que não se contaminou com as coisas do rei da Babilônia e Deus o honrou.